Raimundos: por que Digão se chateou tanto com a saída de Rodolfo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Minha Brasília
Enviar correções  |  Comentários  | 

O vocalista e guitarrista do Raimundos, Digão, falou sobre o principal motivo de sua chateação com a saída de Rodolfo Abrantes da banda. O cantor deixou o grupo em 2001, após converter-se ao protestantismo e declarar-se exausto da rotina de trabalho.

54 acessosPoquito Más: banda lança EP autoral5000 acessosSepultura: Andreas Kisser explica por que nunca rolará reunião

"O que mais fiquei chateado foi com a forma. Acho que ele tem o direito dele. Estava mal, queria sair, beleza. Mas acho que ele deveria ter me dado o meu direito de me preparar para o que iria vir. Eu havia acabado de comprar uma casa, tinha feito um financiamento, a gente tinha um contrato de três anos, então, eu estava tranquilo. E o cara puxou o meu tapete, sem me avisar. Se eu soubesse que ele iria sair, não compraria a casa", disse.

O músico disse nunca ter entendido a postura de Rodolfo. "De repente, ele quis fazer para sacanear, porque ele sabia que eu estava comprando casa. O cara me tira a minha única fonte de sustento. Isso me prejudicou muito, meus filhos, toda a galera da banda. Todo trabalhador tem direito a um aviso prévio", afirmou.

Digão também falou sobre o momento em que sua relação com Rodolfo mudou. "Desde que o Raimundos foi para São Paulo e começou a puxação de saco de vocalista, que é normal, o Rodolfo começou. Inclusive, briguei com ele logo no segundo disco, quando ele achou que deveria ganhar os direitos só para ele. Falei: 'beleza, você faz a maioria das músicas, mas eu faço 90% também, tem meu nome também'. Quem arrumou o empresário que botou a gente para tocar com o Ramones e fez a coisa acontecer? Foi meu irmão. O Raimundos foi a junção de quatro pessoas e cada um contribuiu com sua parte", disse.

O vocalista e guitarrista destacou, ainda, que Rodolfo não conseguiu êxito comercial após sua saída do Raimundos. "Beleza, o cara era um puta compositor - dentro do Raimundos. Depois que ele saiu, ele não estourou nenhuma música. Tentou, mas não estourou. Não estou falando que eu estourei, mas ele também não. E falo de sucesso radiofônico, tipo Frejat, que fez carreira solo e bombou. Ele fazia parte de um conjunto que funcionava", afirmou.

Hoje em dia, Digão afirma que o Raimundos voltou a ser uma banda sólida, que faz turnê com uma equipe de 14 pessoas. "Consigo pagar a pensão dos meus filhos, ter uma casa bacana, sabe? Não tenho do que reclamar. Acho que vencemos e demos a volta por cima", disse.

Por fim, o músico disse que não toparia um show de reunião. "Acho pouco. Não vale a pena. Se a gente fizesse o show, cria uma falsa esperança", afirmou. Já para uma turnê, Digão disse que não faria por dinheiro. "Queria conversar com Rodolfo e ele não vir com essa história de Deus e Jesus. Creio em Deus, mas não vou entrar nessa onda. Tenho muitos amigos evangélicos que são maravilhosos e não falam que são evangélicos. Eu gostaria pelo menos de ser brother, mas sem essa onda. E o problema não é só comigo, é com todo mundo, ele não fala com mais ninguém", disse.

Assista na íntegra:

Comente: Durante a entrevista, Digão também falou sobre a chance de reunião com Rodolfo. Você gostaria de vê-los juntos novamente?

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net

54 acessosPoquito Más: banda lança EP autoral159 acessosSelvagem Art Mix: Festival plural, Barão e banda baiana com atitude0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Raimundos"

RaimundosRaimundos
"Eu perdoei, mas eu não esqueci", diz Digão

PolêmicaPolêmica
As maiores tretas no Rock em 2014

RaimundosRaimundos
Veja HQ baseada na letra de "Puteiro em João Pessoa"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Raimundos"


SepulturaSepultura
Andreas Kisser explica, em detalhes, por que nunca rolará reunião

Blues PillsBlues Pills
Conheça o novo Led Zeppelin

BackmaskingBackmasking
Existem mensagens gravadas ao inverso em discos de rock?

5000 acessosSlipknot: Root responde qual álbum o deixou viciado em Metal5000 acessosNamore um cara que goste de Metal5000 acessosSepultura: vídeo raro de ensaio da banda em 19895000 acessosSlash: "Estive no fundo do poço entre 1996 e 2001"5000 acessosGuns N' Roses: Duff McKagan conta como conheceu Axl Rose5000 acessosDave Mustaine: por que Kurt Cobain se matou?

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 10 de novembro de 2017


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.