Matérias Mais Lidas

imagemDez ótimas músicas do Iron Maiden escritas pelo agitado guitarrista Janick Gers

imagemBruno Valverde diz que preconceito contra ele veio mais da igreja do que dos metaleiros

imagemRegis Tadeu se garante e não retira uma palavra do que disse sobre Di'Anno e Iron Maiden

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemPaul Di'Anno detona Regis Tadeu após vídeo em que critica seu encontro com Iron Maiden

imagemGeezer Butler, Heavy Metal e a clássica canção do Black Sabbath inspirada por Jesus

imagemA inesperada música do Whitesnake que serviu de inspiração para "Carry On" (Angra)

imagemA "traumática" e "desagradável" experiência de ser preso, segundo Arnaldo Antunes

imagemA estratégia usada por Mille Petrozza, do Kreator, para "reaprender" músicas antigas

imagemQuando Chorão, do Charlie Brown Jr, quase levou porrada do Rick Bonadio

imagemFãs protestam contra Claustrofobia após banda fazer versão de música do Pantera

imagemAC/DC: Angus Young recorda como fazia para ouvir rock em seus tempos de garoto

imagemEpisódio de Stranger Things 4 relembra Ozzy Osbourne e a "mordida do morcego"

imagemHelloween divulga vídeo de "Best Time", com participação de Alissa White-Gluz

imagemComo foram os últimos meses de Renato Russo e a causa da sua morte


Freddie Mercury: Memórias do Homem que o Conhecia Melhor

Por Alexandre Portela
Fonte: Queen Net
Em 11/09/09

De nomes famosos - incluindo Elton John, Kenny Everett, Elizabeth Taylor e Rod Stewart - ao vago exército de amantes, mediadores e interesseiros, Peter Freestone viu todos eles fazerem parte da tragicomédia que foi a vida fora do comum de Freddie Mercury. Peter Freestone, autor desta obra, foi o assistente pessoal de Freddie Mercury nos últimos 12 anos de sua vida. Viveu com Mercury em Londres, Munique e Nova York e esteve com o cantor quando ele morreu.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Fui faz-tudo, garçom, mordomo, criado pessoal, secretário, camareiro... e conselheiro sentimental de Freddie. Eu viajava pelo mundo com ele, estive presente nos altos e baixos. Agi como seu guarda-costas quando foi necessário e, no final, é claro, fui um de seus enfermeiros," diz Freestone. Aqui está o relato mais íntimo da vida de Mercury já escrito e a verdade por trás dos boatos sobre a sua vida.

Faroukh Bommi Bulsara (este é o nome verdadeiro de Freddie Mercury) nasceu em Stone Town, na ilha Zanzibar, em 5 de setembro de 1946. Ele foi educado na St. Peter Boarding School, uma escola inglesa perto de Mumbai, na Índia, onde deu seus primeiros passos musicais, ao ter aulas de piano. Foi na escola que ele começou a ser chamado de Freddie, e, com o tempo, até os seus pais passaram a chamá-lo assim. Em 1964, mudou-se com a família para a Inglaterra. Lá, graduou-se em Design Gráfico e Artístico na Ealing Art College. Esse conhecimento mostrar-se-ia útil depois, ao Freddie projetar o famoso símbolo da banda. Na faculdade, ele conheceu o baixista Tim Staffell, que tinha uma banda na faculdade chamada Smile, com Brian May como guitarrista e Roger Taylor como baterista, e levou Freddie para participar dos ensaios. Em abril de 1970, Tim deixa o grupo, e Freddie acaba ficando como vocalista da banda, que passa a se chamar Queen. Freddie decide mudar o seu nome para Mercury. Ainda em 1970, ele conheceu Mary Austin, com quem viveu por cinco anos. Foi com ela que assumiu sua orientação sexual (Freddie era bissexual), e os dois mantiveram forte amizade até o fim de sua vida. Mary inspirou Freddie na música Love of My Life. Ele é considerado pelos críticos e por diversas votações populares um dos melhores cantores de todos os tempos e uma das vozes mais conhecidas do mundo. Freddie Mercury faleceu em 24 de novembro de 1991, em sua própria casa, chamada de Garden Lodge.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Maiores detalhes:
http://www.madras.com.br
http://www.queennet.com.br

Título: Freddie Mercury - Memórias do Homem que o Conhecia Melhor
Autor(es): | Peter Freestone e David Evans
Tradução: Ana Death
Editora: Madras
Páginas: 272
Preço: R$ 39,90


Morte de Freddie Mercury

imagemEm 24/11/1991: Morre Freddie Mercury, aos 45 anos de idade

John Bonham e Freddie Mercury: favoritos a ressurreição

NME: depoimentos de artistas em homenagem a Freddie Mercury

imagemFreddie Mercury: a descoberta do vírus em 1987

imagemFreddie Mercury: veja notícia da morte no Jornal Nacional

Queen: fãs afirmam ter descoberto túmulo de Freddie Mercury

imagemQueen: desaparece placa de suposto túmulo de Freddie Mercury

imagemQueen: 22 anos sem Freddie Mercury

imagemOs bastidores do show de tributo a Freddie Mercury, em 1992, segundo quem fez parte

Todas as matérias sobre "Morte de Freddie Mercury"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Freddie Mercury: Cinebiografia mentirosa chega à Netflix

Queen: George Michael quase entrou na banda? Roger Taylor responde

Exodus: "Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt