Jiro Okabe: vamos comemorar juntos os 40 anos dos Ramones

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva
Enviar correções  |  Ver Acessos

O público brasileiro já conhece JIRO OKABE, produtor, baixista e presidente da Mosrite americana. O baixista esteve no Brasil no ano passado abrindo os shows de CJ RAMONE, inclusive em Fortaleza. Chegou como desconhecido da grande maioria, mas fez shows tão cheios de energia que agora retorna ao nosso país como atração principal. Infelizmente, Fortaleza está de fora desta vez, mas quem estiver em Curitiba ou São Paulo (inclusive interior) vai poder conferir mais uma vez um showzaço punk. JIRO se apresenta com Timothy Jimenez (bateria) e Alex Kate (vocal/guitarra, ex-Richie Ramone) no John Bull Pub em Curitiba (amanhã, 22/09), depois segue para o estado de São Paulo para shows no Heaven Lounge, em Americana (23/04), na capital paulista (24/09 - Inferno Club) e fecha a turnê no icônico Bar do Zé, em Barão Geraldo, Campinas, no dia 25 de setembro.

Separados no nascimento: Synyster Gates e Luan SantanaCapas de álbuns: as mais obscuras e marcantes da história

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Daniel Tavares: Como você se sente ao voltar para a América do Sul, como os shows vão ser e o que nós podemos esperar dos shows no Brasil?

Jiro Okabe: Eu me sinto muito grato por estar de volta à América do Sul. Desta vez nós vamos fazer turnê pela Argentina, Paraguai e Brasil. Nós abrimos três shows para o CJ em Buenos Aires e eu vou para o Paraguai e para o Brasil com minha banda. Os shows no Brasil serão mais longos uma vez que seremos os headliners e os nossos setlists serão diferentes dos da Argentina. Como você sabe, este ano será o aniversário de 40 anos do lançamento do primeiro álbum dos RAMONES, então tocaremos algumas canções dos RAMONES junto das minhas canções originais. E também se juntará à turnê o Alex Kane, ex-guitarrista do Marky Ramone e do Richie Ramone.

Daniel Tavares: Da última vez que você veio aqui, você veio como banda de abertura. E seu show foi uma grande surpresa (das boas) e você voltou como atração principal. Como você se sente a respeito disso?

Jiro Okabe: Nada além do meu apreço por todos os meus fãs no Brasil, que tem me apoiado por estes anos. Estou muito feliz por ser a atração principal do show.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Daniel Tavares: Quando eu entrevistei o CJ RAMONE [ex-baixista dos RAMONES] eu perguntei a ele sobre você. Ele disse que você era um grande amigo, mencionou que ambos são baixistas e que tinha participado de seu último álbum. Agora, eu devolvo a pergunta para você. O que você pensa sobre o CJ?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Jiro Okabe: CJ é sempre meu grande amigo e continuamos a fazer algum trabalho juntos por muito tempo. Ele é um grande músico com um grande coração e espírito. Eu acredito que ele carrega o legado dos Ramones mais que qualquer outro membro existente.

Daniel Tavares: E sobre os RAMONES em geral. Esta é uma questão inevitável. O que vem primeiro à sua cabeça quando você escuta o nome da banda?

Jiro Okabe: Os reis do Punk Rock.

Daniel Tavares: Você também é o presidente da Mosrite [empresa de guitarras norte-americana], certo? Quais os seus próximos planos, na música, na indústria de guitarras, depois desta turnê?

Jiro Okabe: Nós ainda estamos nos mudando, levando toda a estrutura para uma outra localidade nos Estados Unidos. Neste momento, a produção está suspensa até o mais tarde neste ano ou 2017. Tão logo que voltemos à produção nós faremos um anúncio oficial.

Daniel Tavares: Você sabe disso, mas não é demais repetir. Você é um dos artistas mais carismáticos, gentis, atenciosos que eu já conheci. Então, minha pergunta vai no sentido completamente oposto. O que te tira do sério?

Jiro Okabe: Quando as pessoas me trazem qualquer tipo de coisa negativa.

Daniel Tavares: Eu tenho que confessar que você é o único artista PUNK que eu conheço que venha do Japão. Como é a cena rock no Japão?

Jiro Okabe: Sinto muito. Eu realmente não conheço nenhuma cena rock JAPONESA.

Daniel Tavares: Um nome japonês que muitas pessoas falam hoje é o BABYMETAL [polêmico trio de meninas japonesas que cantam uma mistura de J-Pop e Heavy Metal]. O que você pensa delas?

Jiro Okabe: Nunca ouvi falar delas.

Foto: Daniel Tavares
Foto: Daniel Tavares

Daniel Tavares: Como conversamos, infelizmente desta vez você não virá a Fortaleza. Eu espero que possa passar por aqui da próxima vez. O que você mais gostou na cidade quando esteve aqui com o CJ no ano passado? [Confira no link abaixo a resenha do show em Fortaleza]

Jiro Okabe: Sim, certamente, a praia. Eu e o CJ nos divertimos muito na praia aí.

Resenha - CJ Ramone (Let's Go, Fortaleza, 30/10/2015)

Daniel Tavares: Vamos terminar esta entrevista com uma mensagem. Por favor, convide todos os punks brasileiros para os seus shows no Brasil.

Jiro Okabe: Venha nos ver no show e nós todos vamos nos divertir juntos. Vamos celebrar o quadragésimo aniversário dos RAMONES. Banzai.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Jiro Okabe"Todas as matérias sobre "Ramones"Todas as matérias sobre "CJ Ramone"


Dee Dee Ramone: Ele foi mesmo um prostituto?Dee Dee Ramone
Ele foi mesmo um prostituto?

Marky: último Ramone vivo fala em maldição na bandaMarky
último Ramone vivo fala em maldição na banda


Separados no nascimento: Synyster Gates e Luan SantanaSeparados no nascimento
Synyster Gates e Luan Santana

Capas de álbuns: as mais obscuras e marcantes da históriaCapas de álbuns
As mais obscuras e marcantes da história


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280