Guns N' Roses: "odeio bandas que são clones das outras"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Samuel Coutinho, Fonte: Music Industry Examiner., Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Alison Richter, do Music Industry Examiner, conduziu uma entrevista com o guitarrista do GUNS N 'ROSES/Sixx: AM, DJ Ashba. Alguns trechos da conversa seguem abaixo:

5000 acessosGuns N' Roses: Axl Rose erra o carro, fica irritado e confuso5000 acessosTrues quase infartaram: Obituary mitou ao lado de Joelma e Chimbinha

Music Industry Examiner: Você foi criado em uma família religiosa. A sua fé tem um papel importante em sua vida?

DJ Ashba: Ele tem um papel muito importante. Eu não vou à igreja todos os domingos, apenas no Natal, mas eu ainda rezo todas as noite e agradeço a Deus por tudo o que tenho, porque tudo pode acabar amanhã. Eu tenho sorte. Eu trabalho muito duro e eu tenho muita sorte de ter dois braços, duas pernas, duas mãos. Eu poderia ser atropelado por um carro e tudo estaria acabado. Agradeço a Deus todas as noites, isso me faz sentir bem. Eu não sou muito apegado a uma Bíblia, mas ao mesmo tempo, isso se instalou em mim quando eu era jovem, foi o que me ajudou a passar por várias barreiras.

Music Industry Examiner: Como você se interessou por design gráfico?

DJ Ashba: Eu fiz tirinhas para um jornal durante quatro anos, quando eu era jovem. Eu estava sempre desenhando, e então eu comecei a trabalhar com Photoshop. Ashbaland é meu mundo, dentro da minha música. Ashba Media é a minha agência de design gráfico para desktops e wallpapers para celulares. Eu adoro trilhas de filmes, e enquanto estávamos fazendo o "The Heroin Diaries" (álbum do SIXX: A.M.'s), eu sabia que poderia fazer música orquestrada. Minha mãe é professora de piano clássico e eu cresci ouvindo essa música. Minhas influências são Danny Elfman e John Williams. Eu escutava músicas de filmes quando era criança, e agora eu estou começando a fazer esse tipo de música. Estou construindo o Ashba Media com bons clientes, com a minha marca Ashbaland e Ashba Music.

Music Industry Examine: O que levou você a trabalhar como produtor?

DJ Ashba: Eu já tinha trabalhado com isso antes do Sixx: AM, mas não muito. Eu sempre fiz as coisas sozinho. Eu acho que é super-importante aprender as artes que você usa todos os dias em seu negócio, por isso todos os dias desde quando eu era pequeno, eu gravava uns riff´s de guitarra no meu toca-fitas e depois tocava junto gravando isso em outro deck. Eu era péssimo, mas eu era jovem e estava aprendendo. Então eu comecei a gravar com 4 pistas. Eu fui conhecendo os equipamentos, e quando inventaram o Pro Tools, eu aprendi mais. Eu não sabia, mas eu estava me tornando um produtor. Eu tive que aprender para produzir o que eu escrevia.

Music Industry Examiner: Qual é a diferença entre tocar guitarra e ser um guitarrista?

DJ Ashba: Eu acho que a diferença é ser maduro no que você faz e nas escolhas que você faz. Colocar tudo em uma música e saber quando ir e quando recuar. Eu respeito qualquer um que queira ser um bom músico e eu nunca irei desencorajar ninguém. Mas existem pessoas neste mundo, que são como se estivessem vivendo pelas razões erradas, e isso é triste. Para ser um guitarrista de verdade não há nada além da arte de tocar guitarra. Eu não sabia que eu poderia ganhar dinheiro com isso. Passei a maior parte da minha vida passando fome e eu não me importava, porque eu amava o que fazia. Ganhar dinheiro agora é a cereja do bolo. Eu odeio bandas que são, literalmente, clones de outras bandas, porque não é original o suficiente para ter o trabalho reconhecido para desenvolver um estilo. É repugnante. Essa é a diferença: eles não querem aproveitar os muitos anos de trabalho duro e dedicação. Eles preferem copiar alguém com outro estilo e ainda dizer que são de sua autoria. Isso me faz tremer. É embaraçoso. A resposta a essa pergunta, a diferença entre os dois, é que ser um guitarrista significa ser fiel ao que você faz. Você pode mentir para si mesmo, mas outros irão perceber. Guitarra é uma arte e precisa de anos de dedicação. Não é uma coisa que você aprende da noite pro dia. É uma estrada bem longa e você vai tropeçar, mas no final do dia, o que fará de você um guitarrista de verdade, é persistência e nunca desistir.

Leia a entrevista completa (em inglês) no link abaixo:

http://www.examiner.com/music-industry-in-national/sixx-a-m-...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 18 de agosto de 2011

Guns N RosesGuns N' Roses
Axl Rose erra o carro, fica irritado e confuso

1944 acessosGuns N' Roses ou Raça Negra: Faça o quiz e veja se acerta1911 acessosGuns N' Roses: os 30 anos de Appetite na capa da nova Kerrang!0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

SlashSlash
Como surgiu a desavença com Paul Stanley

FlirtationshipFlirtationship
Axl Rose xavecando Claudia Schiffer nas antigas

AC/DCAC/DC
Clássico com Myles Kennedy (Slash) e Steel Panther

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"

Trues quase infartaramTrues quase infartaram
Obituary mitou ao lado de Joelma e Chimbinha

Bandas extremasBandas extremas
10 álbuns que causaram surpresa

Black SabbathBlack Sabbath
Tony Iommi explica a diferença entre Dio e Ozzy Osbourne

5000 acessosGarimpeiro das Galáxias: Beldades globais e sua paixão pelo rock5000 acessosOs roqueiros mais chatos das redes sociais5000 acessosLady Gaga: "o Iron Maiden mudou a minha vida!"5000 acessosO Rock Nunca Morrerá: duas bandas finlandesas que você precisa conhecer5000 acessosPattie Boyd: o infernal triângulo com George Harrison e Eric Clapton5000 acessosAquiles Priester sobre Whiplash: "Também já sangrei tocando"

Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online