Guns N' Roses: "odeio bandas que são clones das outras"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Samuel Coutinho, Fonte: Music Industry Examiner., Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Alison Richter, do Music Industry Examiner, conduziu uma entrevista com o guitarrista do GUNS N 'ROSES/Sixx: AM, DJ Ashba. Alguns trechos da conversa seguem abaixo:

Bon Jovi: chocando companheiros de banda com confissãoSepultura: Andreas Kisser explica por que nunca rolará reunião

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Music Industry Examiner: Você foi criado em uma família religiosa. A sua fé tem um papel importante em sua vida?

DJ Ashba: Ele tem um papel muito importante. Eu não vou à igreja todos os domingos, apenas no Natal, mas eu ainda rezo todas as noite e agradeço a Deus por tudo o que tenho, porque tudo pode acabar amanhã. Eu tenho sorte. Eu trabalho muito duro e eu tenho muita sorte de ter dois braços, duas pernas, duas mãos. Eu poderia ser atropelado por um carro e tudo estaria acabado. Agradeço a Deus todas as noites, isso me faz sentir bem. Eu não sou muito apegado a uma Bíblia, mas ao mesmo tempo, isso se instalou em mim quando eu era jovem, foi o que me ajudou a passar por várias barreiras.

Music Industry Examiner: Como você se interessou por design gráfico?

DJ Ashba: Eu fiz tirinhas para um jornal durante quatro anos, quando eu era jovem. Eu estava sempre desenhando, e então eu comecei a trabalhar com Photoshop. Ashbaland é meu mundo, dentro da minha música. Ashba Media é a minha agência de design gráfico para desktops e wallpapers para celulares. Eu adoro trilhas de filmes, e enquanto estávamos fazendo o "The Heroin Diaries" (álbum do SIXX: A.M.'s), eu sabia que poderia fazer música orquestrada. Minha mãe é professora de piano clássico e eu cresci ouvindo essa música. Minhas influências são Danny Elfman e John Williams. Eu escutava músicas de filmes quando era criança, e agora eu estou começando a fazer esse tipo de música. Estou construindo o Ashba Media com bons clientes, com a minha marca Ashbaland e Ashba Music.

Music Industry Examine: O que levou você a trabalhar como produtor?

DJ Ashba: Eu já tinha trabalhado com isso antes do Sixx: AM, mas não muito. Eu sempre fiz as coisas sozinho. Eu acho que é super-importante aprender as artes que você usa todos os dias em seu negócio, por isso todos os dias desde quando eu era pequeno, eu gravava uns riff's de guitarra no meu toca-fitas e depois tocava junto gravando isso em outro deck. Eu era péssimo, mas eu era jovem e estava aprendendo. Então eu comecei a gravar com 4 pistas. Eu fui conhecendo os equipamentos, e quando inventaram o Pro Tools, eu aprendi mais. Eu não sabia, mas eu estava me tornando um produtor. Eu tive que aprender para produzir o que eu escrevia.

Music Industry Examiner: Qual é a diferença entre tocar guitarra e ser um guitarrista?

DJ Ashba: Eu acho que a diferença é ser maduro no que você faz e nas escolhas que você faz. Colocar tudo em uma música e saber quando ir e quando recuar. Eu respeito qualquer um que queira ser um bom músico e eu nunca irei desencorajar ninguém. Mas existem pessoas neste mundo, que são como se estivessem vivendo pelas razões erradas, e isso é triste. Para ser um guitarrista de verdade não há nada além da arte de tocar guitarra. Eu não sabia que eu poderia ganhar dinheiro com isso. Passei a maior parte da minha vida passando fome e eu não me importava, porque eu amava o que fazia. Ganhar dinheiro agora é a cereja do bolo. Eu odeio bandas que são, literalmente, clones de outras bandas, porque não é original o suficiente para ter o trabalho reconhecido para desenvolver um estilo. É repugnante. Essa é a diferença: eles não querem aproveitar os muitos anos de trabalho duro e dedicação. Eles preferem copiar alguém com outro estilo e ainda dizer que são de sua autoria. Isso me faz tremer. É embaraçoso. A resposta a essa pergunta, a diferença entre os dois, é que ser um guitarrista significa ser fiel ao que você faz. Você pode mentir para si mesmo, mas outros irão perceber. Guitarra é uma arte e precisa de anos de dedicação. Não é uma coisa que você aprende da noite pro dia. É uma estrada bem longa e você vai tropeçar, mas no final do dia, o que fará de você um guitarrista de verdade, é persistência e nunca desistir.

Leia a entrevista completa (em inglês) no link abaixo:

http://www.examiner.com/music-industry-in-national/sixx-a-m-...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"


Gene Simmons: Não me importa se você é Axl RoseGene Simmons
"Não me importa se você é Axl Rose"

Skid Row: houve proposta de reunião para abrir shows do Guns N' RosesSkid Row
Houve proposta de reunião para abrir shows do Guns N' Roses


Bon Jovi: chocando companheiros de banda com confissãoBon Jovi
Chocando companheiros de banda com confissão

Sepultura: Andreas Kisser explica por que nunca rolará reuniãoSepultura
Andreas Kisser explica por que nunca rolará reunião


Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Goo336x280