Evil Emperor: entrevista com a banda de brutal death metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Christiano K.O.D.A., Fonte: Som Extremo
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

A Evil Emperor, tradicional banda de brutal death metal do Rio Grande do Sul, concedeu uma entrevista ao blog Som Extremo (http://somextremo.blogspot.com). Há poucos dias, foi postada aqui no Whiplash! uma resenha referente ao split com a também gaúcha banda Corrosivo, lançado em 2009

Evil Emperor e Corrosivo: Split CD de duas bandas gaúchas

E quem gentilmente respondeu às perguntas foi o baterista André Rodrigues, contando um pouco da história da Evil Emperor, o método de composição da banda, o próximo lançamento do grupo, e outros assuntos da cena underground nacional e mundial. Além dele, fazem parte do conjunto os guitarristas Eduardo Fallavena e Rikardo Schroeder, o baixista Rodrigo "Lamazuus" Linn e o vocalista Rodrigo Volkweis.

Som Extremo: Conte-nos um breve histórico da Evil Emperor.

André Rodrigues: A banda foi fundada em agosto de 2002, com Paulo Fallavena nos vocais, Bruno e Eduardo Fallavena nas guitarras e Gustavo Danni na bateria. Essa formação durou até 2005 e teve algumas mudanças de baixistas. Durante 3 anos foram feitos muitos shows no Rio Grande do Sul e Uruguai. Participamos da coletânia uruguaia "Evil Circle Collection" e lançamos a demo "The Evil Birth", em 2004.

Porém, no ano seguinte, a banda ficou com a formação incompleta, e somente em 2006 retornou forte com André Rodrigues assumindo a bateria e Rodrigo Lamazuus Linn, o baixo, juntamente com os membros originais - Paulo, Bruno e Eduardo. Com essa formação, o quinteto lançou a segunda demo, "Butcher of Souls", bastante aclamada no Brasil e no exterior. Em 2007, a Evil Emperor tornou-se um Power Trio devido às saídas de Paulo e Bruno.

Muitos shows foram executados e em 2009, foi lançado o Split "Execution" em parceria com a banda Corrosivo. Finalmente em 2010 foram iniciadas as gravações do nosso primeiro debut álbum, mas sentimos falta de mais uma guitarra e outro vocalista para dar mais peso e brutalidade ao nosso som. Então convidamos Rikardo Schroeder para a segunda guitarra e Rodrigo Volkweis para assumir os vocais, compondo a atual formação da Evil Emperor.

Som Extremo: E como é o processo de composição das músicas e das letras?

André: Geralmente alguém chega com uma base e daí vamos trabalhando em cima. Eu crio a batera e vamos lapidando o som até chegar a um resultado satisfatório. Depois do instrumental pronto, é feita a letra.

Som Extremo: O nome da banda, assim como seu logotipo, remetem muito ao estilo black metal. É essa a intenção?

André: Na verdade não. No início, a banda tinha características mais black/death metal, mas com o tempo, o estilo death tornou-se muito mais marcante em nosso som. Entretanto o logo é antigo, e talvez por isso remeta tanto ao black, mesmo a banda não sendo!

Som Extremo: Vocês vêm do sul do Brasil, conhecido como um verdadeiro celeiro de ótimas bandas death metal. Como anda hoje a cena musical extrema por aí? Que bandas destacaria?

André: Cara, anda muito boa, temos muitas bandas, muitas mesmo, e todas são muito profissionais. O que realmente falta aqui é espaço para tocar. São poucos locais que abrem suas portas e possuem um equipamento adequado para uma boa apresentação. Existem muitas bandas para destacar, mas vou citar algumas: Corrosivo, Decimator, The Ordher (R.I.P.), Rotten Penetration, Morterix e Natural Chaos!

Som Extremo: Uma pergunta para se pensar: quais as diferenças entre o death metal nacional e o gringo, na sua opinião?

André: Na minha opinião, não existe diferença. Antigamente até tinha, mas era mais no quesito gravação mesmo, pois era difícil achar um estúdio bom e um produtor que entendia de som extremo. Daí complicava gravar som brutal com um cara que entendia de pop ou reggae! Mas na qualidade musical não existe, as bandas do Brasil são muito preocupadas tanto com o som como com a parte gráfica. O metal feito aqui é um verdadeiro tapa na orelha!

Som Extremo: E quais os planos futuros da Evil Emperor? Vocês estão para lançar um álbum ainda este ano, certo? Fale um pouco sobre isso.

André: Nossos planos incluem o lançamento do nosso primeiro debut álbum em julho pelo selo Rotten Foetus, além de fazer muitos shows para divulgar este material e terminar a negociação de uma possível turnê pela Europa. Temos muito trabalho pela frente e isso é muito empolgante! Neste momento estamos mixando o álbum. Aguardem, que vai valer a pena!

Som Extremo: O blog Som Extremo agradece a entrevista, André. Agora o espaço é seu.

André: Cara, muito obrigado pelo espaço. A cena underground precisa muito de espaços como o que você esta nos dando, porque sem divulgação, pessoas apoiando e dando espaço, a banda não vai a lugar nenhum!

O pessoal que quiser acompanhar as novidades da Evil Emperor pode acessar os links a seguir:
http://www.myspace.com/evilemperorband
http://www.youtube.com/evilemperorband
http://twitter.com/evilemperorband

Veja no link abaixo fotos e vídeo da banda:
http://somextremo.blogspot.com/2011/04/entrevista-evil-emper...



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Evil Emperor"


Joe Satriani: por que ele não entrou no Deep Purple?Joe Satriani
Por que ele não entrou no Deep Purple?

Cê tá de brincadeira, né?: quando grandes nomes vacilam"Cê tá de brincadeira, né?"
Quando grandes nomes vacilam


Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin