Bittencourt Project: entrevista no site do Roça 'N' Roll

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo de Paiva Barbieri, Fonte: Roça 'N' Roll, Press-Release
Enviar correções  |  Ver Acessos

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

Ivanei Salgado entrevistou Rafael Bittencourt, guitarrista do ANGRA, que se apresentará com seu projeto solo BITTENCOURT PROJECT, na 12ª edição do festival ROÇA 'N' ROLL, dia 12 de junho na Fazenda Estrela em Varginha/MG.

Slayer: "Não sei improvisar", diz Kerry KingNicko McBrain: pedal duplo é pra caras como Aquiles Priester

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Confira trecho da entrevista:

Ser membro de uma banda famosa e reconhecida na cena metálica não é garantia de sucesso em projetos pessoais. Mas esse não é o caso do guitarrista Rafael Bittencourt, mesmo sendo conhecido pelo trabalho desenvolvido no ANGRA, alcança grande repercussão com o BITTENCOURT PROJECT. Trilhando um caminho diferente de sua banda principal, o músico mostrou ao mundo sua ousadia e criatividade musical no álbum "Brainworms I".

A qualidade de seu trabalho é absolutamente incontestável no ANGRA. E agora você está à frente de um projeto ousado. Qual sua perspectiva de carreira em relação ao BITTENCOURT PROJECT?

"O meu projeto nasceu de maneira despretensiosa. Não tenho um objetivo de sucesso comercial, a minha meta é com relação à imagem que as pessoas têm de mim. Sempre fui visto como o Rafael do Angra, como que se meu talento estivesse conectado com a banda e não se excedesse a isto. Bom, eu fiz um som sem bumbos rápidos, sem agudos e sem solos muito virtuose para provar que uma música pode ser boa sem estes elementos e para que os fãs conheçam um lado mais pessoal meu".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Durante suas composições, você já se esbarrou numa espécie de "nó criativo" com dúvidas sobre para qual banda a música em si é mais adequada?

"Não, por que quando estou compondo, simplesmente trabalho dentro do que a idéia me pede e direciono o som para o meu gosto pessoal também. O meu projeto é recente e antes disto eu não tinha os dois para 'concorrer' pelas idéias. Mas, constantemente o pessoal do Angra recusa trabalhar musicas minhas por que acham muito diferentes e podem assustar o público. Então a prioridade fica sendo o Angra, mas se eles não gostam de algo que faço, agora posso gravar no meu projeto. Este foi o caso de Nacib Veio e outras que acharam 'arriscado' trabalhar. Eu tenho prazer em arriscar e assustar o público às vezes".

Leia a entrevista completa no site oficial do Roça 'n' Roll através deste link.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Rafael Bittencourt"Todas as matérias sobre "Angra"


Kiko Loureiro: no meio desse barulho, o que fazer? (vídeo)Kiko Loureiro
No meio desse barulho, o que fazer? (vídeo)

Aquiles Priester: vídeo mostrando um resumo de toda sua carreiraAquiles Priester
Vídeo mostrando um resumo de toda sua carreira


Slayer: Não sei improvisar, diz Kerry KingSlayer
"Não sei improvisar", diz Kerry King

Nicko McBrain: pedal duplo é pra caras como Aquiles PriesterNicko McBrain
Pedal duplo é pra caras como Aquiles Priester


Sobre Rodrigo de Paiva Barbieri

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline