Scott Weiland: "nosso objetivo era criar um legado"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Tavares, Fonte: Brave Words, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Evan Serpick, da RollingStone.com, recentemente falou com o frontman do STONE TEMPLE PILOTS, Scott Weiland, sobre sua recente saída do VELVET REVOLVER.

Rodz Online: Freddie Mercury Tribute Concert (vídeo)Tradução: O clássico The Wall, do Pink Floyd

Você disse que a história do STP nunca pareceu ter terminado e que você achava que ainda teria mais um capítulo. Agora que parece estarmos nele, como você se sente estando de volta com esses caras?

Weiland: "É ótimo, na verdade. E eu acho que a razão pra tal é que isso não foi planejado. Eu não fui procurado pelo meu empresário. Eu não fui procurado por algum agente ou grupo de promotores. Eu recebi um telefonema de Dean [DeLeo] quando eu estava em turnê com o [Velvet] Revolver, e ele disse, 'Hey olha, você está sentado? Tem um monte de festivais tentando chegar até nós.' Eu nunca achei que a nossa primeira reunião seria uma turnê tocando nossos hits. Embora não tenha absolutamente nada de errado com isso, essa é uma das grandes coisas que nós conquistamos. Basicamente o nosso objetivo era criar um legado. Quando nós estávamos juntos no carro dirigindo por aí, promovendo shows locais, era, 'Um dia nós seremos uma dessas bandas que têm um legado criativo.' Nós fomos capazes de conquistar isso, mas nós sentimos que há mais para se dizer. Então nós meio que sentimos que isso seria pelo desafio de fazer músicas novas. Essa seria a voz da reunião do STP".

"Eu sempre achei que éramos uma banda muito interessante ao vivo, que nós poderíamos fazer rock quando queríamos e então vagar por este espaço real, lugares viajantes onde você não sabia bem aonde estava até que voltássemos naquele grande riff de novo. Então nós tínhamos essas músicas aonde se você tirasse o volume, soariam como músicas de Burt Bacharach com melodias que eram um pouco diferentes, e um pouco mais mórbidas. Mas isso é o que fez a banda ser tão única."

Este telefonema do Dean veio num momento onde as coisas já pareciam desmoronar com o VELVET REVOLVER?

Weiland: "Não, as coisas estavam funcionando muito bem com o Velvet naquela época e eu não queria mencionar isso para eles até que tivéssemos um plano e alguns shows que estivessem mesmo confirmados. Slash e eu éramos os únicos que costumavam conversar entre si primeiro sobre certas coisas, então nós falávamos com os outros caras. E, infelizmente por causa do ego de certas pessoas, eu entrei em uma situação onde haviam muitos problemas. Eu tinha muitos problemas entrando na minha situação. Eu estava em uma banda onde no final, era praticamente três caras contra um. E então eu tenho muita certeza de que foi assim que deve ter sido para o Axl também. Eu tenho que dizer isso, e não estou falando isso apenas pela situação a qual passei, mas eu ouvi um monte de histórias do GUNS N' ROSES que vocês da imprensa nunca ouvirão. Todo mundo fez do Axl essa pessoa totalmente louca, este vilão, e eu não o conheço bem de forma alguma. Ele e eu, seja lá por qual razão, fomos praticamente jogados nessa briga sem importância na mídia por um momento, porque um dos nossos companheiros de banda foi até lá pra dizer que ele disse alguma coisa. Então, o que quero dizer é que estando em uma banda com o VELVET REVOLVER por cinco anos e meio, eu não tenho tanta certeza de que foi tudo culpa do Axl".

"É como, porque tudo tem que ser culpa do vocalista? Matt Sorum na minha frente, era o cara mais legal do mundo. Mas houve algumas vezes, do nada, o cara simplesmente me odiava. Nós todos carregávamos os nossos próprios problemas naquela banda. De certa forma, é por isso que as pessoas estavam intrigadas, você sabe, especialmente pelos primeiros anos. Pois eles estavam meio que esperando que os trens batessem. Eles só acharam que isso aconteceria muito mais cedo."

Leia o artigo completo na rollingstone.com




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Velvet Revolver"Todas as matérias sobre "Stone Temple Pilots"Todas as matérias sobre "Guns N' Roses"


Rodz Online: Freddie Mercury Tribute Concert (vídeo)

Guns N' Roses: nova etapa da turnê é iniciada nos EUA; veja repertórioGuns N' Roses
Nova etapa da turnê é iniciada nos EUA; veja repertório

Grandes covers: cinco versões para a clássica "Sweet Child O' Mine"

Guns N' Roses: banda ensaiou música nova para 1º show de 2019Guns N' Roses
Banda ensaiou música nova para 1º show de 2019

Guns N' Roses: Axl Rose estreia novo visual no primeiro show de 2019Guns N' Roses
Axl Rose estreia novo visual no primeiro show de 2019

Guns N' Roses: Slash usa Modos Gregos? Filipe Zanella explica...Guns N' Roses
Slash usa Modos Gregos? Filipe Zanella explica...

Guns N' Roses: as mudanças ocorridas na banda, de 1985 a 2019 (vídeo)Em 17/09/1991: Guns N' Roses lançava os dois Use Your Illusion

Guns N' Roses: show intimista em Los Angeles é anunciado antes de nova parte de turnêGuns N' Roses
Show intimista em Los Angeles é anunciado antes de nova parte de turnê

Guns N' Roses: "Sweet Child O' Mine" em uma mini bateria - mesmo!

Lollapalooza: preços dos ingressos para festival com o Guns N' RosesLollapalooza
Preços dos ingressos para festival com o Guns N' Roses

Guns N' Roses: Slash rebate boatos que banda estará na trilha sonora de filmeGuns N' Roses
Slash rebate boatos que banda estará na trilha sonora de filme

Guns N' Roses: Por que Steven Adler não foi convidado para a reunião? (vídeo)Guns N' Roses
Por que Steven Adler não foi convidado para a reunião? (vídeo)

Guns N' Roses: nada de música para o novo Exterminador do Futuro, diz SlashGuns N' Roses
Nada de música para o novo Exterminador do Futuro, diz Slash

Guns N' Roses: vazam demos de faixas inéditas da bandaGuns N' Roses
Vazam demos de faixas inéditas da banda

Guns N' Roses: Dave Kushner acreditou que estaria em reuniãoGuns N' Roses
Dave Kushner acreditou que estaria em reunião

Axl e Bono: entre artistas com egos do tamanho do TexasAxl e Bono
Entre artistas com egos do tamanho do Texas

Axl Rose: a carta que não entrou em Chinese DemocracyAxl Rose
A carta que não entrou em "Chinese Democracy"


Tradução: O clássico The Wall, do Pink FloydTradução
O clássico The Wall, do Pink Floyd

Megadeth: Perguntas e respostas e curiosidades diversasMegadeth
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Pearl Jam: banda tenta tocar Rush mas desistePearl Jam
Banda tenta tocar Rush mas desiste

Curiosidades: 10 músicas que foram tomadas emprestadasCuriosidades
10 músicas que foram "tomadas" emprestadas

Marilyn Manson: vocalista revela suas estranhas fobias sexuaisMarilyn Manson
Vocalista revela suas estranhas fobias sexuais

Mad Season: Fui ao apartamento de Layne e vi um cenário macabroMad Season
"Fui ao apartamento de Layne e vi um cenário macabro"

Glenn Hughes: por que só agora ele faz turnê tocando Deep PurpleGlenn Hughes
Por que só agora ele faz turnê tocando Deep Purple


Sobre Rafael Tavares

Nascido em 1987, descobri o rock and roll já cedo, aos 6 anos de idade, quando ouvi "I Don't Care About You" com o Guns N' Roses em algum momento de 1993. De lá pra cá minha paixão pela música pesada e, especialmente pelo Guns N' Roses (que estará para sempre marcado em minha pele, alma e coração) cresceu exponencialmente. Sebastian Bach me fez querer virar cantor e o resto é história. Produtor fonográfico, formado em Letras e professor. Tão diversificado quanto o Rock and Roll, essa é minha vida, esse é meu clube. =D

Mais informações sobre Rafael Tavares

Mais matérias de Rafael Tavares no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336