Kiss: "A indústria do disco está morta", diz Gene

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Marco Néo, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Gene Simmons, baixista e vocalista do KISS, foi convidado do show de Dave Navarro na internet, Spread Entertainment, no dia 23 de agosto de 2007. O auge do programa foram os comentários de Simmons e Navarro sobre a atual situação preocupante da indústria da música.

2357 acessosSharon para Gene: pare de tentar lucrar com tudo5000 acessosFama: 5 bandas que são grandes no exterior e nem tanto no Brasil

Dave Navarro: Agora estamos conversando sobre a indústria da música e o status das coisas no momento, vocês (KISS) foram obviamente pioneiros no mundo do Rock, têm milhões de fãs ao redor do mundo, vocês acham que a situação da indústria mudou?

Gene Simmons: "Mudou, com certeza. O que mudou foi a indústria ao redor. Ainda é basicamente a mesma coisa - você tem pessoas que têm o que dizer. Se você é um rapper e faz isso com letras - porque não tem diferença entre 'Wild thing, you make my heart sing' (N.: coisa selvagem, você faz meu coração cantar - extraída da música "Wild thing" dos Troggs, que também era tocada ao vivo por Jimi Hendrix) - que é falada da mesma forma que um rapper faz. É uma mensagem diferente escrita por uma pessoa diferente para um público diferente. O que mudou é que não há indústria. Nós deixamos que a raposa entrasse no galinheiro e depois ficamos chocados que não sobraram mais ovos nem galinhas. Esses nerds de faculdade que acharam que mereciam baixar material sem pagar nada a ninguém arruinaram tudo para todos. Se você olha ao redor hoje em dia e não há indústria do disco, foi por causa desses caras, os mesmos que o METALLICA processou, nós vamos processá-los agora, nós vamos enfiá-los descarga abaixo. Qualquer um que ache que deva ter acesso a algo que me pertença merece entrar em guerra comigo. Esses caras arruinaram tudo para todos".

DN: E mesmo que você concorde com todo o esquema do iTunes, em que as pessoas podem pagar e baixar as músicas, ainda há muita gente fazendo downloads.

GS: "Tarde demais..."

DN: Eles fazem download de uma música porque não compram mais álbuns.

GS: "É tarde demais porque a indústria da música está morrendo pra encontrar um modo de sobreviver. Acabou, realmente acabou. Menos e menos bandas conseguem ganhar dinheiro fazendo músicas e têm que voltar para o jeito antigo, que é cair na estrada e tocar ao vivo".

DN: É aqui que eu noto que muitas bandas, minha última banda, pessoas próximas, não estão vendendo discos, porque não há um retorno imediato em vendas, não há um single de sucesso - e as companhias não liberam verba para financiar uma turnê.

GS: "Sim, mas quem foi que inventou que uma companhia tem que dar suporte a uma banda? Que tipo de lunático imagina isso? Imagine-se em um negócio em que você tem que dar dinheiro adiantado a uma banda. As companhias de disco foram os melhores amigos que você e eu já tivemos. Eles te dão um grande adiantamento e você nunca tem que devolver a grana. Se você perde a grana e tem prejuízo, nunca vai ter que devolver o dinheiro. Eles vão recuperar o dinheiro através da venda de discos e daí te pagarão royalties. Esse é o melhor amigo que você já teve. Daí eles têm que manufaturar o CD, promovê-lo, fazer propaganda e AINDA têm que colocá-lo em turnê e te pagarão para isso. Eles não vão participar do seu licenciamento, da sua venda de merchandising ou das entradas dos shows..."

DN: Hoje em dia eles têm um pedaço disso também - os novos contratos incluem merchandising...

GS: "Mas eles estão pagando para você. Porque você sabe o motivo pelo qual eles estão fazendo isso? Porque eles não estão mais ganhando dinheiro com discos. É fato consumado - a indústria do disco está morta".

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 28 de setembro de 2012

Sharon para GeneSharon para Gene
Pare de tentar lucrar com tudo, você já tem muito $$$

726 acessosKiss: bicicleta de triathlon em edição limitada2531 acessosKiss: 40 anos atrás, era lançado o álbum Love Gun818 acessosRio Rock City: O absurdo das cotas de meia-entrada1288 acessosKylie/Kendall Jenner: camisas de rock são lançadas sob críticas0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kiss"

KissKiss
Bobbie Brown descreve Paul como "bizarro"

KissKiss
A verdade sobre o baterista em "Psycho Circus"

KissKiss
Coisas que talvez você não saiba sobre a banda

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Kiss"

FamaFama
5 bandas que são grandes no exterior e nem tanto no Brasil

MetallicaMetallica
As extravagâncias da banda para tocar no Rock in Rio

TatuagensTatuagens
Homenagens a artistas e bandas na pele dos fãs - Parte 1

5000 acessosCensura: 53 nomes que você não pode dizer em uma rádio5000 acessosMetallica, Guns, Slipknot, Kiss: tombos, erros e fatos engraçados5000 acessosIntrigas: Bandas em família que terminaram mal5000 acessosAl Jorgensen: heroína e boquete em companheiro de banda3942 acessosJudas Priest: garotos tocam Hell Patrol em festival de Halloween5000 acessosLegião Urbana: A homenagem da Vivo a "Eduardo e Mônica"

Sobre Marco Néo

Nascido na primeira metade dos anos 70, teve seu primeiro contato com sons pesados quando o Kiss veio para o Brasil, em 83, mas não compreendeu bem o que era aquilo. A contaminação efetiva ocorreu um ano depois, quando conheceu Motörhead, Judas Priest, AC/DC, Iron Maiden. Desde então, tornou-se um apaixonado colecionador de tudo o que se refere a Metal e Rock'n'Roll, independentemente de subestilos.

Mais matérias de Marco Néo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online