Dado Villa-Lobos - Entrevista publicada na Cyberfam.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Angela Joenck Pinto
Enviar correções  |  Ver Acessos


Publicado na Cyberfam

Cyberfam / Quando você começou como produtor musical?

Dado / Bem, eu comecei como produtor no primeiro disco do Second Come - You- , primeiro lançamento da ROCKIT! em 1993, por mero acaso . Estávamos começando com o trabalho do selo sem grandes perspectivas mas com grande entusiasmo.

Cyberfam / Por quê?

Dado / Não havia produtores de rock disponíveis e assumi o desafio. É claro que alguma experiência eu já tinha visto, o Legião acabava de lançar seu quinto disco. Eu lembro que neste disco fui de produtor a office - boy no esquema de mutirão mesmo! O disco saiu e foi muito bem recebido pela crítica, etc., e assim produzi alguns discos aqui na ROCKIT! : o Virna Lisi, os últimos da Legião e no momento estamos terminando o disco do Tony Platão.

Cyberfam / Como você vê as possibilidades dos selos pequenos no Brasil e a relação do selo ROCKIT! com as majors? (distribuição, divulgação, etc)

Dado / No caso da ROCKIT! que é um selo de Rock , investimos na guerrilha musical, guerra de guerrilhas dentro do atroz mundo do disco em nosso querido País. Eu tenho a impressão que os anos 90 não souberam aproveitar as conquistas dos 80. Não estou falando só da produção artística mas de tudo que envolve a industria fonográfica, meios de comunicação, vendas etc. Eu posso afirmar que as coisas não estão fáceis para o artista estreante assim como para nós continua complicada a relação que temos com nossos distribuidores - Majors- que não sei porque não conseguem colocar nossos discos nas lojas. E não é por falta de execução em rádio, pois no caso do Ultramen que toca nas rádios em SP o problema se repete. Na verdade, estamos aqui em busca de soluções e não de problemas e o jeito é se livrar dos compromissos com essas majors.

Cyberfam / Alguma revelação para 2000?

Dado / Revelações? Comunidade Ninjitsu o próximo lançamento em breve nas lojas!

Cyberfam / Como é administrar este passado da Legião?

Dado / O passado ainda é presente e gera muitos interesses e situações as vezes conflitantes, mas tudo sob controle.

Cyberfam / Você tem algum disco preferido da Legião?

Dado / Não tenho o preferido da Legião. São todos parte de mim, da amizade, amor e ódio de uma vida intensa num grande grupo de rock.

Cyberfam / É difícil se desligar um pouco do "mito Legião Urbana"?

Dado / Não há como se desligar da mítica Legião Urbana! O público tem o seu devido respeito pelo que até hoje representa a Legião.

Cyberfam / Tem projetos solo?

Dado / Acabei de terminar meu estúdio o que vai me dar a chance de poder me dedicar a um projeto subsolo ! Tenho algumas idéias em andamento.

Cyberfam / E o Dado e o Reino Animal? Volta? Você esta compondo novo material?

Dado / Provavelmente o projeto será o Dado e o Reino Animal que por enquanto é só um time de futebol.

Cyberfam / Qual o som que mais influenciou o seu trabalho? Tem algum guitarrista preferido?

Dado / Certamente o rock inglês do final dos anos 70, Sex Pistols, Clash, Gang of Four, The Cure etc.. e claro The Ramones. Johnny Ramone é um preferido entre outros.

Cyberfam / Sobre o disco de anos 80 que saiu na Bizz? Como surgiu a idéia? Como foram as gravações?

Dado / O disco dos anos 80 foi idéia do produtor Tom Capone e surgiu do convite para a festa de encerramento do festival Skol rock no morro da Urca. Juntamos os amigos e pronto. Dois dias depois gravamos em duas sessões de estúdio e foi muito, mais muito divertido.

Cyberfam / E a idéia de distribuir um disco nas bancas de revistas? Deu bom resultado?

Dado / O Disco saiu encartado na Showbizz na tentativa de buscar uma alternativa para a distribuição, vendeu em torno de 35.000 cópias, resultado mediano devido a eterna crise (?) editorial do pais.

Cyberfam / O que você anda escutando ultimamente?

Dado / Tenho ouvido o novo do Blur.

Cyberfam / Quais os planos para o futuro?

Dado / Os planos para o futuro são me enfurnar no estúdio e gravar. Viajar sempre que possível com os Paralamas.


Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Legião Urbana"


Legião Urbana: A homenagem da Vivo a Eduardo e MônicaLegião Urbana
A homenagem da Vivo a "Eduardo e Mônica"

Pipocando Música: 5 músicas que contam uma históriaPipocando Música
5 músicas que contam uma história


Sexo e Rock and Roll: músicas com conotação sexualSexo e Rock and Roll
Músicas com conotação sexual

Mulheres no Rock: resistência em um meio machistaMulheres no Rock
Resistência em um meio machista


Sobre Angela Joenck Pinto

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Angela Joenck Pinto no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336