Matérias Mais Lidas

Guns N' Roses: em 1988, as críticas de Axl Rose a bandas como Kiss e Iron MaidenGuns N' Roses
Em 1988, as críticas de Axl Rose a bandas como Kiss e Iron Maiden

Rock in Rio: Os cachês e exigências dos artistas na edição de 1991Rock in Rio
Os cachês e exigências dos artistas na edição de 1991

Sepultura: por que voltas de Max e Iggor não fariam sentido hoje, segundo EloySepultura
Por que voltas de Max e Iggor não fariam sentido hoje, segundo Eloy

Jon Bon Jovi: filho do cantor estaria namorando atriz que faz Eleven em Stranger ThingsJon Bon Jovi
Filho do cantor estaria namorando atriz que faz Eleven em Stranger Things

Joey Ramone: em 1991, ele citava as únicas bandas do mainstream que valiam a penaJoey Ramone
Em 1991, ele citava as únicas bandas do mainstream que valiam a pena

Jeff Beck: a inveja de Eric Clapton e o talento de Jimi HendrixJeff Beck
A inveja de Eric Clapton e o talento de Jimi Hendrix

Skid Row: Bach critica o relançamento de Slave to The Grind em vinil..Skid Row
Bach critica o relançamento de "Slave to The Grind" em vinil..

Trivium: Matt recebe mais dinheiro em lives na Twitch do que a banda no Spotify e afinsTrivium
Matt recebe mais dinheiro em lives na Twitch do que a banda no Spotify e afins

Só me resta o Rock'n'Roll: As 10 Maiores Lendas Urbanas do RockSó me resta o Rock'n'Roll
As 10 Maiores Lendas Urbanas do Rock

1988: 15 grandes álbuns lançados em um dos anos mais produtivos da história do metal1988
15 grandes álbuns lançados em um dos anos mais produtivos da história do metal

Black Sabbath: ninguém ligava pra eles até reality de Ozzy, diz guitarrista do The CultBlack Sabbath
Ninguém ligava pra eles até reality de Ozzy, diz guitarrista do The Cult

Álbuns homônimos: quando a banda batiza o disco com seu próprio nomeÁlbuns homônimos
Quando a banda batiza o disco com seu próprio nome

Massacration: quando Bruno Sutter fez Kiko Loureiro entender o sucesso da bandaMassacration
Quando Bruno Sutter fez Kiko Loureiro entender o sucesso da banda

Mia Wallace: após saída tumultuada, baixista da Nervosa volta a tocar com AbbathMia Wallace
Após saída tumultuada, baixista da Nervosa volta a tocar com Abbath

Sepultura: Serviços como Spotify ganham dinheiro e os artistas praticamente nadaSepultura
"Serviços como Spotify ganham dinheiro e os artistas praticamente nada"


Stamp
Pentral

Em 02/03/1996: Um acidente de avião matava uma das maiores bandas do rock brasileiro

Por Mateus Ribeiro

O dia 2 de março de 1996 tinha tudo para ser mais um dia qualquer em nossas vidas. Mas a data entrou para a história por um motivo tétrico: os integrantes do MAMONAS ASSASSINAS, maior fenômeno musical da época, faleceram em um trágico acidente aéreo, que também tirou a vida de mais quatro pessoas que estavam no avião fretado. A tragédia aconteceu nas últimas horas de um sábado. Porém, as notícias só começaram a aparecer na manhã do dia seguinte, pois naquela época, as informações não eram apuradas e repassadas com tanta rapidez como hoje em dia.

Se você, que está lendo este texto, tem mais que 30 anos de idade, certamente vai se lembrar de como foi triste, pesada e inesquecível aquela manhã de domingo. Eu me recordo de ter acordado muito cedo, como fazia todos os dias. Então, liguei a televisão e me deparei com plantões informativos, falando sobre o desaparecimento dos músicos e da aeronave. Na época, eu tinha acabado de completar 10 anos e demorei a entender que na verdade, os meus primeiros ídolos na música não estavam perdidos, mas sim, mortos.

Depois de algum tempo, a ficha caiu, lágrimas rolaram e meu mundo desabou. Eu nunca havia perdido algum parente, amigo ou pessoa próxima. O que senti naquele domingo nublado e estranho foi meu primeiro contato com o luto. Talvez, esta foi a mesma sensação que tomou conta de milhões de pré-adolescentes.

Não foram só pessoas da minha idade que ficaram tristes. Crianças e adultos também lamentaram muito a trágica e repentina morte do grupo, afinal de contas, o MAMONAS ASSASSINAS agradava pessoas de todas as idades. Mas, por que aqueles rapazes deixavam quase todo mundo feliz? Existem algumas razões, que serão explicadas a seguir

Personalidade dos integrantes

O MAMONAS ASSASSINAS era um grupo formado por pessoas muito carismáticas. Dinho, Bento, Júlio, Sérgio e Samuel eram rapazes que transbordavam alegria, bom humor. Antes de qualquer coisa, eles eram reais, humanos e não se sentiam celebridades intocáveis. Ao contrário de muitos artistas que criam uma máscara, os músicos não se transformaram com a fama repentina e faziam questão de mostrar que eram pessoas normais, como eu, você e todos os fãs.

As letras das músicas

O MAMONAS ASSASSINAS lançou um único álbum, que leva o nome da banda e tem 14 faixas. As letras das músicas abordavam temas que faziam (e ainda fazem) parte de nossas vidas, como o consumismo ("1406"), a dura vida de um imigrante ("Jumento Celestino"), o amor ("Pelados Em Santos"), rolês errados que vamos parar vez ou outra ("Vira-Vira" e "Sábado de Sol") e a traição ("Lá Vem O Alemão"). Além de rir, o ouvinte também se identificava com as letras das excelentes composições.


A mistura de ritmos

A banda ficou conhecida por tocar rock and roll. Porém, ao ouvir o álbum autointitulado, é possível ouvir de tudo (mesmo), desde baião até o heavy metal, passando por pagode e sertanejo dos anos 1990. Tudo isso, obviamente, acontecia de forma satírica. Apesar de toda a mistura maluca e improvável, o resultado final é muito bom, por conta do próximo tópico.

Os músicos eram muito competentes

Os integrantes do MAMONAS ASSASSINAS não eram apenas bem-humorados, autênticos e carismáticos. Eles também eram ótimos músicos, que tocavam muito bem seus instrumentos. Um bom exemplo da competência pode ser ouvido na excelente "Debil Metal", ou então, nas influências de RUSH e DREAM THEATER, demonstradas na faixa "Bois Don´t Cry".


A soma dos fatores acima mencionados transformou o MAMONAS ASSASSINAS em um grande fenômeno de popularidade, que invadiu não apenas as estações de rádio, mas as emissoras de TV. E quando falo em TV, não eram programas minúsculos, de canais regionais. O grupo era disputado no tapa para ser atração dos programas "Domingo Legal" e "Domingão do Faustão", atrações televisivas veiculadas respectivamente por SBT e Rede Globo, duas gigantes da comunicação.

Nas vezes que o grupo se apresentou na TV, a audiência (gigantesca) foi formada por pessoas de todas as idades, gostos e classes sociais, pois como já foi escrito anteriormente, os MAMONAS agradavam gregos, troianos, galegos e otomanos. Certamente, você deve ter alguma lembrança de um domingo grudado na televisão, esperando ansiosamente para ouvir "Pelados Em Santos" junto de sua família.

A tragédia

O quinteto não fazia sucesso apenas nos radinhos e televisores espalhados pelo nosso Brasil. Como toda boa banda de rock, o MAMONAS ASSASSINAS também fazia grandes shows, que invariavelmente, eram feitos em lugares lotados. A agenda vivia cheia, sendo que alguns dias, o grupo fazia duas (ou até mesmo três) apresentações.

Depois de tanto sucesso em terras brasileiras, a banda iria viajar para a Europa, mais precisamente, para Portugal. A viagem estava marcada para o dia 3 de março de 1996. Porém, no dia 2, o sonho acabou. O avião que a banda viajava se chocou contra a Serra da Cantareira (localizada na Zona Norte de São Paulo), matando todas as pessoas que estavam viajando. Além dos membros da banda, também faleceram Jorge Luiz Martins (piloto), Alberto Yoshumi (copiloto), Isaac Souto (assistente de palco) e Sérgio Saturnino Porto (segurança).

Alguns meses depois de conquistar o Brasil com suas músicas debochadas, o MAMONAS ASSASSINAS desapareceu de forma trágica. A morte do grupo causou muita comoção e fez com que os músicos deixassem de ser heróis para se tornarem lendas. Lendas que são lembradas até hoje, 25 anos depois de um dos dias mais tristes da minha, da sua, da nossa vida.

Os integrantes

O MAMONAS ASSASSINAS era formado por cinco jovens rapazes, que viveram um sonho e alegraram as nossas vidas. Veja abaixo o nome e a data de nascimento de cada um destes saudosos músicos.

Alecsander Alves, o "Dinho" – vocalista (05/03/1971 – 02/03/1996)
Bento Hinoto – guitarrista (07/08/1970 – 02/03/1996)
Sérgio Reoli – baterista (30/09/1969 – 02/03/1996)
Samuel Reoli – baixista (11/03/1973 – 02/03/1996)
Júlio Rasec – tecladista (04/01/1968 – 02/03/1996)

O único trabalho de estúdio

A carreira meteórica do MAMONAS ASSASSINAS durou pouco tempo e contou com apenas um disco, que foi lançado em 23 de junho de 1995. O trabalho vendeu milhões de cópias e continua fazendo muito sucesso até hoje. A mistura de rock com outros ritmos nacionais, temperada com os vocais e a performance do irreverente Dinho, se mostrou uma receita muito acertada, que nunca sai de moda. Aperte o play e mate a saudade!

O tempo passou, a dor da morte foi amenizada, mas até hoje, o MAMONAS ASSASSINAS desperta sentimentos em muitas pessoas. As músicas divertidas, as performances agitadas, as tardes alegres de domingo e as fantasias dos músicos ainda fazem parte de nossas vidas. Estejam onde estiver, vocês jamais serão esquecidos. Obrigado por tantas boas memórias e por colaborar com a entrada de tanta gente no mundo do rock.

Valeu, Mamonas!

Em 02/03/1996: o grupo Mamonas Assassinas morria e deixava o Brasil mais tristeEm 02/03/1996
O grupo Mamonas Assassinas morria e deixava o Brasil mais triste

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Arte Musical
Monolito 2
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Inesquecíveis: 20 músicas que marcaram o rock brasileiro nos anos 1990Inesquecíveis
20 músicas que marcaram o rock brasileiro nos anos 1990

Em 05/03/1971: Nascia Alecsander Alves, o inesquecível Dinho, dos Mamonas AssassinasEm 05/03/1971
Nascia Alecsander Alves, o inesquecível Dinho, dos Mamonas Assassinas

Em 02/03/1996: Um acidente de avião matava uma das maiores bandas do rock brasileiroEm 02/03/1996
Um acidente de avião matava uma das maiores bandas do rock brasileiro

Mamonas Assassinas: a história das fotos dos músicos mortos, feitas para tabloideMamonas Assassinas
A história das fotos dos músicos mortos, feitas para tabloide

Mamonas Assassinas: último show contou com público pequeno e crianças na plateiaMamonas Assassinas
último show contou com público pequeno e crianças na plateia

Mamonas Assassinas: Veja Bento Hinoto tocando introdução de 6;00, do Dream TheaterMamonas Assassinas
Veja Bento Hinoto tocando introdução de "6;00", do Dream Theater

Mamonas Assassinas: todas as faixas do único disco da banda, da pior para a melhorMamonas Assassinas
Todas as faixas do único disco da banda, da pior para a melhor


Mamonas Assassinas: último show contou com público pequeno e crianças na plateiaMamonas Assassinas
último show contou com público pequeno e crianças na plateia

Em 23/06/1995: Mamonas Assassinas lançava o seu único álbum de estúdioEm 23/06/1995
Mamonas Assassinas lançava o seu único álbum de estúdio

Mamonas Assassinas: Capa era homenagem aos seios de Mari AlexandreMamonas Assassinas
Capa era homenagem aos seios de Mari Alexandre


Guns N' Roses: Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, odeia a banda?Guns N' Roses
Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, odeia a banda?

Túmulos: alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUATúmulos
Alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUA


Sobre Mateus Ribeiro

Fã de Ramones, In Flames e Soilwork. Ouve (quase) tudo, desde rock clássico até black metal.

Mais matérias de Mateus Ribeiro.