Em 24/11/1991: Eric Carr morre em decorrência de câncer

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Enviar correções  |  Ver Acessos

Em 24/11/1991: Eric Carr, baterista do Kiss, morre aos 41 anos de idade, em decorrência de complicações causadas por câncer no coração e nos pulmões. Leia nos links abaixo algumas notas que publicamos sobre ele.

Rockstars: as esposas mais lindas do rock - 1ª parteLoudwire: as dez melhores bandas da era Grunge

Nascido Paul Charles Caravello no Brooklyn, Nova Iorque, em 1950, Eric Carr foi influenciado por diversos músicos, tais como Ringo Star (Beatles) e John Bonham (Led Zeppelin) e passou a tocar bateria. Vindo de uma família de músicos (avó trombonista, pai trompetista, mãe cantora e pianista, e irmãs guitarristas), sua decisão foi muito bem aceita, sendo sua primeira banda o Flasher. Passou por inúmeras bandas antes de aceitar o conselho de um amigo e se inscrever para um teste com o Kiss. Em maio de 1980 participou das audições para a escolha do novo baterista da banda. Competindo com mais de 2.000 candidatos, Eric impressionou.

Após uma tentativa fracassada de se caracterizar como uma águia, Eric encontrou na raposa, "The Fox" o seu personagem no universo do Kiss. A escolha pela raposa foi feita por Gene, pois, segundo ele, "Eric era astuto como uma raposa".

Algumas semanas após o lançamento do disco "Unmasked" (1980, ainda com Peter), foi anunciado o novo baterista do Kiss. Seu primeiro show com a banda foi no New York Palladium em 25 de Julho de 1980.

Em 1981 lançam o primeiro disco com Eric, "Music From The Elder", um disco no mínimo estranho e um fracasso de vendas, pelo menos para o Kiss. Em 1982 saiu a coletânea "Killers" e, no mesmo ano, "Creatures Of The Night", o último com Ace Frehley, este disco teve uma boa acolhida pelo público. A partir deste, também participou da fase "sem maquiagem" da banda, com os discos "Lick It Up" (1983), "Animalize" (1984), "Asylum" (1985), "Crazy Nights" (1987), "Smashes, Thrashes & Hits" (coletânia com 2 músicas inéditas, e Eric Carr cantando "Beth", maior sucesso na voz de seu antecessor Peter) (1988) e "Hot In The Shade" (1989).

Seu último show foi no Madison Square Garden em 9 de novembro de 1990.

Em abril de 1991, durante a gravação do próximo disco, Eric descobriu que sofria de um tipo raro de câncer no coração, tendo sido operado no mesmo mês.

Contudo, o câncer não regrediu, e tomou o coração de Eric, que entrou em coma pouco antes de morrer, em 24 de novembro de 1991, mesmo dia da morte de Freddie Mercury (Queen).


Morte de Eric Carr

Em 09/04/1991: Eric Carr (Kiss) faz uma cirurgia para retirada de um tumor do pulmão

Eric Carr: lançamento lembra 20 anos da morte de baterista

Kiss: banda relembrando o saudoso Eric CarrKiss
Banda relembrando o saudoso Eric Carr

Todas as matérias sobre "Morte de Eric Carr"




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Datas e Causas de MortesTodas as matérias sobre "Morte de Eric Carr"Todas as matérias sobre "Kiss"


Rockstars: as esposas mais lindas do rock - 1ª parteRockstars
As esposas mais lindas do rock - 1ª parte

Loudwire: as dez melhores bandas da era GrungeLoudwire
As dez melhores bandas da era Grunge

Mustaine: Aos 15 entrei na magia e conheci o lado negro!Mustaine
"Aos 15 entrei na magia e conheci o lado negro!"

Milhões: Os eventos com maior público da história da músicaMilhões
Os eventos com maior público da história da música

Angra: Rafael Bittencourt solta desabafo sobre apresentação no CarnavalAngra
Rafael Bittencourt solta desabafo sobre apresentação no Carnaval

Seus problemas acabaram: Zumbido no ouvido? Beba mais café!Seus problemas acabaram
Zumbido no ouvido? Beba mais café!

Slayer: Importante não é a melodia, mas a fúria na vozSlayer
"Importante não é a melodia, mas a fúria na voz"


adGoo336|adClio336