Em 13/10/1963: Beatles se apresenta na TV e muda a história da música

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Texto original de MATT SPRINGER

Quando os Beatles subiram ao palco em 13 de Outubro de 1963 para se apresentarem no programa de variedades “Sunday Night at the London Palladium”, eles eram quatro caras com as ferramentas essenciais de seus primeiros clássicos – um baixo, duas guitarras e uma bateria.

1410 acessos1968: 35 discos de rock lançados há meio século5000 acessosTradução - The Wall - Pink Floyd

A psicodelia, as grandes produções em estúdio, o brilhantismo e a adoração, a desconfiança e a desintegração - tudo isso estava a anos de distância. Nesse momento, citado amplamente como o nascimento da Beatlemania, era só John, Paul, George e Ringo, incendiando seu país natal.

O primeiro single de sucesso dos Beatles no Reino Unido, ‘Please Please Me’ chegou ao #1 das paradas no começo de 1963; um LP do mesmo nome foi lançado em março. ’From Me To You’ e ‘She Loves You’ vieram depois. Quando o grupo apareceu na transmissão do Palladium, eles já haviam completado três turnês pelo reino Unido naquele ano, e uma quarta começaria no dia 1 de Novembro.

Em outras palavras, aquele era um país pronto para explodir em febre em torno daqueles quatro sujeitos. Foi a insanidade em torno dessa única aparição na TV que levou o grupo ao foco da atenção da mídia nacional e inspirou os jornais a inventarem o termo ‘Beatlemania’ para descrever esse fenômeno. Foi algo singular na época, hordas de adolescentes lotando as ruas e berrando na televisão de domingo à noite por causa de um grupo de música popular. Desde então, vimos todo mundo, desde Leif Garrett até Justin Bieber, inspirar berros similares; tudo começou em Londres cinquenta anos atrás.

Naturalmente, você pode achar o show completo no YouTube [ou pelo menos o áudio], e é como uma transmissão estranha, de outro planeta. Há o barulho constante de adolescentes gritando por tudo, e então o que parece homens da caverna batendo em pedras aos ouvidos de um ouvinte moderno. Há uma força bruta de experiência adquirida à duras penas em seus licks e riffs, forjados tocando sets de várias horas nas casas de Hamburgo, Alemanha.

Os Beatles não eram inovadores em 1963, apesar de serem logo depois. Eles estavam usando os mesmos alicerces que geraram Chuck Berry, Bill Haley e Elvis Presley. Era o blues, o soul, o gospel e uma pitada de pompa pop para tempero extra. Ainda assim, quando os Beatles misturaram esses ingredientes, algo novo se criou, algo primitivo. É o som da música popular moderna sendo inseridos forçadamente para a existência.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net

BumblefootBumblefoot
Em vídeo, clássicos do GNR, Iron Maiden e Beatles

1410 acessos1968: 35 discos de rock lançados há meio século727 acessosDiscos de vinil: batendo recorde de vendas nos EUA em 2017189 acessosBeatles: Ringo Starr condecorado como Sir192 acessosBeatles: "Here Comes The Sun" em versão Metal982 acessosBeatles: Ringo Starr agora também é "Sir"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Beatles"

TestamentTestament
Como alguém gosta de Sabbath e Led e odeia os Beatles?

BeatlesBeatles
Montagem mostra como 2016 foi um ano duro para a música

FresnoFresno
"John Lennon seria um cara meio chato!"

0 acessosTodas as matérias da seção Fatos Importantes0 acessosTodas as matérias sobre "Beatles"


TraduçãoTradução
O clássico The Wall, do Pink Floyd

Johnny DeppJohnny Depp
Ele nunca mais deve beber em noitadas com Keith Richards

Avenged SevenfoldAvenged Sevenfold
"The Rev" dizia que não passaria dos 30

5000 acessosRobert Plant: desdenhando Liam Gallagher, do Oasis5000 acessosFilhas de Rockstars: conheça algumas das mais bonitas5000 acessosCópia Infiel: Ato 1, Raul Seixas e o Dolo de Ouro5000 acessosGuitarpedia: 10 dicas infalíveis para se tornar um guitarrista medíocre5000 acessosCorey Taylor: vocalista acha que pode se afastar do Slipknot5000 acessosJon Bon Jovi: arrepiando fãs em gravação de "Livin On A Prayer" somente no "gogó"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 13 de outubro de 2014
Post de 13 de outubro de 2015
Post de 13 de outubro de 2016
Post de 13 de outubro de 2017


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.