RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA icônica reportagem de Glória Maria em que Raul Seixas disse que foi atropelado por onda

imagemAs frases que Taylor Hawkins disse repetidamente para Ozzy Osbourne semanas antes de morrer

imagemMax Cavalera escolhe seus álbuns "não metal" preferidos

imagemO grande amor de Renato Russo que durou pouco mas marcou sua vida para sempre

imagemA inesperada opinião de Bell Marques (ex-Chiclete com Banana) sobre o rock progressivo

imagemSite chileno cita data do Iron Maiden no país e medalhões como possíveis bandas de abertura

imagemSammy Hagar sobre material inédito do Van Halen: "Eddie tinha uma tonelada"

imagemCristina Scabbia se queimou com óleo fervendo e ficou com "mapa da Europa" no rosto

imagemC.J. sobre seu primeiro show com os Ramones: "Foi Cuspe, moeda, garrafa, sapato…"

imagemAngra anuncia sua turnê "The Best Of 30 Years" com setlist renovado

imagem"A vida é curta", afirma Floor Jansen, vocalista do Nightwish

imagemPink Floyd: Nick Mason comenta as músicas que formam a trilha sonora de sua vida

imagemThiago Bianchi explica sucessão de problemas durante show de Paul Di'Anno

imagemO hit da Legião Urbana antiviolência cantado sob perspectiva de jovem da periferia

imagemO dia que João Gordo xingou Ayrton Senna por piloto se recusar a dar entrevista a ele


Exilio Angel

Metallica: 30 curiosidades sobre o clássico "Master Of Puppets"

Por Fernando Portelada
Fonte: Metal Hammer
Postado em 03 de março de 2016

Por Malcolm Dome do Metalhammer.teamrock.com.

1: A risada no final da música "Master Of Puppets" é na verdade a própria banda com um efeito de eco.

2: A capa do álbum foi pintada por Don Brautigam, baseada em um conceito desenvolvido pela banda e o agente Peter Mensch. Ele também foi responsável pela capa do livro "The Stand", de Stephen King, em 1980.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

3: Dave Mustaine afirma que "Leper Messiah" é baseada em uma de suas músicas, "The Hills Ran Red", que foi negada pelo METALLICA.

4: O texto original não tinha o número 4

5: "Welcome Home (Sanitarium)" foi inspirada pelo livro "Um estranho no Ninho", de Ken Kesey.

6: O álbum foi mixado em duas semanas por Michael Wagener no Amigo Studios em Los Angeles, com Lars Ulrich e James Hetfield presentes. Wagener lembra que Ulrich reclamou sobre o volume das guitarras no mix, enquanto Hetfield sentiu que a bateria estava muito dominante. Cliff Burton só esteve lá uma vez durante esse processo, quando a intro de Orion estava sendo feita.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

7: Por mais que Geddy Lee, do RUSH, nunca tenha pedido para produzir Master Of Puppets, ele disse que conversou com Ulrich sobre a possibilidade, mas as circunstâncias conspiraram contra ele.

8: A posição mais alta do álbum em listas dos mais vendidos foi na Finlândia, onde chegou ao número 7, o único país em que entrou no top 10.

9: O ANTHRAX fez um sample da faixa título para "I´m the Man" e "Master Of Puppets" também está presente no filme "The Big Short".

10: "The Thing That Should Not Be" foi inspirada pelo livro "The Shadow Over Innsmouth", de H.P. Lovecraft, de 1936. O único conto publicado em forma de livro pelo mestre do terror durante sua vida.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

11: "Battery" foi a primeira música tocada por Robert Trujillo durante sua audição. Foi um pedido do músico.

12: Hetfield tatuou as notas tocadas por Burton em "Orion" em seu braço esquerdo.

13: A bridge da demo de "Disposable Heroes" foi eventualmente usada para "Battery".

14: "Leper Messiah" dá uma direta conexão entre o METALLICA e David Bowie, já que um messias leproso foi mencionado em "Ziggy Stardust".

15: Enquanto gravava "Master Of Puppets", a banda deu uma pausa para tocar um show, o festival Metal Hammer em 14 de setembro, onde tocaram "Disposable Heroes" ao vivo pela primeira vez.

16: A banda gravou uma música chamada "Only Thing" em formato demo, mas ela foi eventualmente transformada em duas faixas, "Orion" e "Welcome Home (Sanitarium)".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

17:A banda estreou nas listas americanas no número 128, em 29 de março de 1986. Ela passou 72 semanas consecutivas no top 200, com o ápice no número 29.

18: Entre outra conquistas, o álbum recebeu platina na Argentina, vendendo mais de 60.000 cópias.

19: Cópias da segunda edição do álbum tinham um adesivo zombando da PMCR, que exigia um adesivo avisando de letras explícitas. O do METALLICA dizia: "A faixa que você provavelmente não quer ouvir é ´Damage Inc.´, devido a múltiplos usos da infame palavra com ´F´. Caso contrário não existe nenhum ´merda´, ´foda-se´, ´filha da puta´, ´boceta´ ou ´pau no cu´ nesse disco".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

20: Em 24 de novembro de 2008, a arte original do disco foi vendida em um leilão por US$ 28.000 em NYC.

21: Hetfield e Hammett voltaram para os EUA em 23 de dezembro de 1985, da Dinamarca, deixando Ulrich sozinho com o produtor Rasmussen para finalizar os últimos overdubs na mixagem. Burton tinha ido para casa mais cedo, após gravar suas partes do álbum."

22: No momento de escrita desse texto, "Master Of Puppets" é a música mais tocada ao vivo pela banda, já tendo aparecido 1474 vezes em shows.

23: Ulrich teve aulas de bateria na época da gravação do álbum, de Flemming Ronsdorf da ARTILLERY, banda da Dinamarca.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

24: O METALLICA não tocou "Orion" ao vivo até que tocaram o "Master Of Puppets" completo para celebrar o 20º aniversário de lançamento do álbum.

25: DJ Shadow fez um sample de "Orion" para a sua música "The Number Song" em 1996.

26: O baixo tocado por Burton durante a Intro de "Damage Inc.", foi inspirado pela peça clássica "Come, Sweet Death", de Bach.

27: Enquanto gravava o álbum, a banda ficou em um hotel em Copenhague. Hetfield e Ulrich dividiram um quarto, enquanto Burton e Hammett estavam no outro.

28: Por mais que seja fluente em inglês, Rasmussen falava com Ulrich somente em sua língua nativa, o dinamarquês, durante as gravações. Era para ter certeza que ninguém na banda soubesse sobre o que estavam falando.

29: O álbum foi lançado em 3 de março de 1986. Nesta data, o Australian Act entrou em vigor, mudando relações entre a Austrália e o Reino Unido.

30: A turnê subsequente Damage Inc. começou em 27 de março do mesmo ano, em Kansas, e acabou em 13 de fevereiro de 1987 em Gotemburgo. A banda tocou 152 shows, com pausas somente quando Cliff Burton faleceu em 27 de setembro de 1986.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.
Mais matérias de Fernando Portelada.