Motorhead: Ace of Spades e a "mão do homem morto"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Paulo Severo da Costa
Enviar correções  |  Comentários  | 


WILD BILL HICKOK é uma daquelas figuras às quais realidade e ficção são plasmadas a tal ponto em que fica difícil saber: trata-se de uma figura histórica ou uma personagem da filmografia de JOHN FORD? O homem não só existiu como, além de ter convivido com BUFFALO BILL e CALAMITY JANE (pois é, eles também foram vultos históricos), lutou na Guerra Civil Americana, foi condutor de diligências, xerife e, nas horas vagas, jogador de pôquer. Foi assim que, em 2 de agosto de 1876, no Saloon Nuttal & Mann's #10 de Deadwood, WILD BILL foi assassinado com um tiro na nuca, disparado por JACK McCALL (que posteriormente foi condenado à forca pelo fato), quando estava sentado de costas para a porta.
94 acessosBlend Guitar: em vídeo, Top 10 Heavy Metal Bands5000 acessosFolk Metal e Música Celta

Roteiro de filme? Para aumentar a dramaticidade da trama, consta que o xerife caiu segurando a "mão" com dois ases de espada e dois oitos - por motivos óbvios, essa é conhecida como “a mão do homem morto”. De acordo com as representações da figura de WILD, o mesmo era alto, cara de poucos amigos, famoso por seu bigode e, claro, sempre trajado de botas e chapéu.

Em sua lápide está escrito: "Aumentando a aposta, eu sei que você tem que pagar pra ver. Leia-as e chore, a mão do homem morto novamente" - não, essa parte é brincadeira! Trata-se do trecho de uma canção que deu fama a um outro sujeito alto, bigodudo e enfezado.

“Ace of Spades" é aparentemente imbatível no gosto do público, mas eu sempre soube que não era uma boa canção. Escrevê-la foi apenas um jogo de palavras - um clichê. Fico feliz que tenha nos tornado famosos; mas eu cantei 'O Oito de Espadas' (nota: “The Eight of Spades”, do original) por dois anos, e ninguém reparou”, afirmou LEMMY KILMISTER, fã de CLINT EASTWOOD e também colecionador de artefatos da Guerra Civil, para a Revista Mojo em 2011. Traçando uma analogia entre os jogos e os riscos da vida, “Ace of Spades” (a faixa) tornou-se o maior clássico do MOTORHEAD em um disco homônimo que, a propósito, alguém se lembra da capa?

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Phil AnselmoPhil Anselmo
Lemmy sentia dor mas não queria deixar o palco

94 acessosBlend Guitar: em vídeo, Top 10 Heavy Metal Bands860 acessosStar Wars: cosplay funde Lemmy Kilmister a Stormtrooper1248 acessosMotorhead: album solo de Lemmy a ser lançado ainda este ano0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Motorhead"

MotörheadMotörhead
O dia em que o Metallica se fantasiou de Lemmy

Lemmy KilmisterLemmy Kilmister
Sob investigação em 2008 por exibir insígnia nazista

MotorheadMotorhead
"A humanidade é hilária; continuamos nos matando!"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 25 de abril de 2014

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Motorhead"

InfluênciasInfluências
Folk Metal e Música Celta

Iron MaidenIron Maiden
A ascenção, queda e ressurreição da Donzela

MacabroMacabro
A maioria dos bons não morre aos 27

5000 acessosDarkthrone: Fenriz fala sobre Sepultura, Sarcófago, Gal Costa e Caetano Veloso5000 acessosMayhem: banda levou restos humanos para o palco em 20115000 acessosA História do Baixo Elétrico5000 acessosCorey Taylor: Não podíamos trabalhar junto com Jordison5000 acessosSlipknot: "Nunca ganhei um dólar com vendas de disco!"5000 acessosNirvana: Pat Smear fala sobre as Fenders que quebrava com Kurt!

Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n´roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: joaopsevero@bol.com.br.

Mais matérias de Paulo Severo da Costa no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online