Sound Machines: tocando vinis com laser ao invés de agulhas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Em um universo paralelo, Thomas Edison nunca inventou o fonógrafo. Nós criamos lasers, computadores, e áudio em MIDI primeiro. Daí, e somente daí, alguém pensou em colocar sulcos em um disco e girá-lo em seu próprio eixo, lendo trincheiras para fazer música.

5000 acessosKiss: as 10 músicas mais "demoníacas" da banda5000 acessosHeavy Metal: Os 11 melhores álbuns dos anos 2000 segundo o Loudwire

Essa é a idéia básica por trás das SOUNDMACHINES. Criadas pela The Product para, de tudo no mundo, um evento da [montadora] Volkswagen, são essencialmente um toca-discos laser gigante de três módulos. Mas ao invés de tocar discos – um meio que só pode ser tocado de uma maneira – ela algo com bem menos informação que pode ser lido de bilhões de maneiras.

Os lasers interpretam as cores, texturas e cortes de cada disco como entradas para processamento em MIDI, o que significa que blips de informação se tornam batidas e notas, e texturas físicas se tornam texturas de áudio. Desse modo, o ouvinte recebe uma sinfonia digital da mais simples das formas analógicas, e qualquer forma pode soar diferente com o menor ajuste ao software.

Mas enquanto as Soundmachines são um projeto interessante por si próprio, seria curioso ver até onde essa música desenhada por objetos pode ir. Se um laser pode ler a textura de um pedaço de plástico, não há razão para que ele não pudesse ler a textura de tijolos de um prédio, o concreto de uma calçada ou mesmo a pele no rosto de uma pessoa. Se rugas contam a história de alguém para seus olhos, o que elas diriam a nossos ouvidos?

Poderia um molde de nossos rostos entrar num desses discos? Você poderia ir a uma festa na qual todos nós tiramos um molde de nossas caras em gesso e ter que adivinhar qual música foi solicitada por qual convidado? Com certeza.

Claro, essa talvez seja a variedade de idéia que cabe melhor naquele universo paralelo.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades

KissKiss
As 10 músicas mais "demoníacas" da banda

Heavy MetalHeavy Metal
Os 11 melhores álbuns dos anos 2000 segundo o Loudwire

Led ZeppelinLed Zeppelin
Perguntas e respostas e curiosidades

5000 acessosMetallica e Lady Gaga: veja a performance conjunta no Grammy5000 acessosVocalistas: as vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep5000 acessosZodíaco True: Os perfis de cada signo em versão Headbanger5000 acessosMegadeth: as 10 melhores músicas com Nick Menza5000 acessosAC/DC: Axl diz que namorada obrigava Slash a ouvir a banda5000 acessosDream Theater: quando um tecladista autografa uma guitarra

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online