Despair: O primeiro álbum lançado pela gravadora Century Media

Resenha - History of Hate - Despair

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Cunha
Enviar Correções  

publicidade

A BANDA

Grupo formado em Dortmund/GER em 1986, com Robert Kampf nos vocais, Klaus Pahura no baixo, Thomas "Donald" König na bateria e Waldemar Sorychta e Marek Greschek nas guitarras. Lançou a demo Surviving You Always no ano seguinte e, em 1988, History of Hate. A banda se desfez em 1993, retornando em 2017 com a seguinte line up: Markus Freiwald (bateria), Marc Grewe, do Morgoth (vocal), Marius Ickert (baixo) e Waldemar Sorychta (guitarra).

Axl no AC/DC: O fiasco que se transformou numa surpreendente uniãoLemmy: "Eddie Van Halen nunca chegará aos pés de Hendrix!"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O ÁLBUM

History of Hate é um autêntico disco de thrash metal dos anos 80. Se hoje podemos falar dele como sendo "old school" na época do lançamento provavelmente diríamos que se tratava de um "technical thrash metal". Musicalmente, é um álbum ambicioso, mas nada além do que Coroner, Megadeth e Annihilator já não andassem fazendo. É um disco consistente e interessante, principalmente se você não conhecia. Isto, por que soa como um resgate da atmosfera oitentista e nos coloca em algum momento quando as bandas, ainda jovens, produziam seus melhores trabalhos. [...] A versão original contém 9 sons distribuídos em maravilhosos 43 minutos, mas o álbum foi relançado em 2014 com faixas-bônus. [...] Os destaques são, por ordem de importância: 1) Constructing The Apocalypse, 2) History Of Hate e 3) Outconditioned.

CURIOSIDADE

Para quem não sabe Robert Kampf, líder da banda é também o fundador da Century Media Records. Motivo pelo qual fez deste, o primeiro lançamento de sua futura bem sucedida gravadora. E esta é uma das coisas mais importantes sobre este álbum, pois além de ser um belo trabalho também está diretamente ligado à história da gravadora, que ao longo dos anos lançou grandes álbuns do gênero. Robert deixou a banda para após este lançamento para se dedicar exclusivamente aos negócios da gravadora.

O QUE TEM DE BOM?

[1] Como dito anteriormente, trata-se de um autêntico disco de metal dos anos 80, [2] Tem uma produção muito boa para a época e [3] Como o primeiro lançamento da gravadora Centuty Media, foi fundamental para o desenrolar da história da música agressiva naquele momento específico.

O QUE PODERIA SER MELHOR

[1] O disco não apresenta nada de novo, pelo menos, não em relação aos dias de hoje; [2] O vocal ainda imaturo de Kampf pode ser responsabilizado pelos momentos, digamos, mais fracos do disco e [3] a banda quase não tinha experiência de estúdio, por isso, o resultado não atingiu ao potencial dos músicos.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Axl no AC/DC: O fiasco que se transformou numa surpreendente uniãoAxl no AC/DC
O fiasco que se transformou numa surpreendente união

Lemmy: Eddie Van Halen nunca chegará aos pés de Hendrix!Lemmy
"Eddie Van Halen nunca chegará aos pés de Hendrix!"


Sobre Ricardo Cunha

Editor no site Esteriltipo - Marketing de Conteúdo.

Mais matérias de Ricardo Cunha no Whiplash.Net.

Cli336x280