Tool: um álbum complexo, extremamente imersivo e musicalmente rico

Resenha - Fear Inoculum - Tool

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Não sei se em algum momento de sua longa carreira a banda norte-americana Tool pôde ser definida como heavy metal. Ou melhor: se o heavy metal é suficiente para abarcar todos os caminhos que a música do quarteto formado por Maynard James Keenan (vocal), Adam Jones (guitarra), Justin Chancellor (baixo) e Danny Carey (bateria) transita. A resposta é, sem medo de errar, um grande NAO.

Lars Ulrich: e se ele tocasse em uma banda country?Black Sabbath: um Tony Iommi que você não conhecia

"Fear Inoculum", primeiro álbum do grupo em treze anos e sucessor de "10,000 Days" (2006), ratifica essa conclusão. O Tool, na verdade, não só não se enquadra dentro dos limites do metal como é difícil de encaixar em diversos outros gêneros. O mais adequado seria classificá-los como rock progressivo, mas também não há uma exatidão nessa definição. E por mais que você possa estar pensando algo como "tá, mas e daí, o que importa é o som e não esses adjetivos", eles são essenciais para localizar o leitor sobre o que ele ouvirá ao colocar um disco da banda para tocar.

As sete músicas de "Fear Inoculum" - que no formato digital vem com três canções a mais: "Litanie contre le peur", "Legion Inoculant" e "Mockingbeat", na prática três interlúdios climáticos e instrumentais - apresentam um trabalho pretensioso, original e hipnótico. Seis das sete faixas ultrapassam os dez minutos (a exceção é "Chocolate Chip Trip", outro interlúdio instrumental) e trazem acordes, progressões harmônicas, escalas rítmicas e melodias predominantemente ascendentes, o que faz com que o disco possua um magnetismo sonoro fortíssimo. Na prática, isso se traduz em uma audição que provoca uma espécie de hipnose à medida que as músicas vão se sucedendo. A escolha por construir as canções utilizando acordes e notas irmãs, aliada às melodias vocais de Keenan, etéreas em sua maioria, intensifica essa sensação de atordoamento da mente ao mesmo tempo em que parece abrir novos cantos ainda não explorados no cérebro do ouvinte.

A parte rítmica segue sendo um dos destaques, com andamentos fora do convencional e uma abordagem que conversa com o fusion, sempre amparada pela união univitelina entre baixo e guitarra. O instrumento de Chancellor, sempre um destaque, continua tendo um papel quase percussivo e preenche os espaços de forma onipresente. Quem ama bateria seguirá amando o trabalho de Carey, enquanto Jones mantém uma forma de tocar guitarra que, principalmente em "Fear Inoculum", está muito mais interessada em criar atmosferas sonoras do que riffs.

Porém, o peso vem. E, quando ele vem, chega bonito. Os ápices das canções, com explosões instrumentais repletas de viradas rítmicas, são de arrepiar até o mais careca dos fãs. É uma música original, única e bela, que poderia tanto ser definida como um prog metal hipnótico ou um fusion meditativo.

O fato é que em "Fear Inoculum" o Tool exige uma parceria do ouvinte para que o que a banda está propondo seja assimilado com eficiência. Isso quer dizer que, em um mundo onde a urgência predomina e a ansiedade deixou de ser uma exceção e se transformou em companhia de grande parte dos indivíduos, um disco com mais de 70 minutos de duração e faixas que passam de dez minutos necessita um esforço de grande parte dos ouvintes. "Fear Inoculum" não é daqueles álbuns feitos para uma audição eventual e ocasional. Ele demanda uma imersão, exige um tempo de quem está do outro lado do fone de ouvido. Mas, ao fazer isso, recompensa com uma entrega criativa, uma música que foge totalmente dos padrões vigentes e que proporciona sensações incríveis.

Entre as faixas, destaque para a sensacional canção que batiza o disco, "Invincible", "Descending" e para a incrível "7empest", a mais longa e pesada do álbum e onde o protagonismo total vai para a guitarra de Adam Jones.

"Fear Inoculum" compensa a longa espera de treze anos por um novo álbum do Tool com um trabalho complexo, extremamente imersivo, musicalmente rico e que carrega tanto o selo de qualidade quanto a aura original que a banda sempre possuiu. Um dos grandes discos de 2019 e um dos melhores álbuns da carreira do quarteto.

O disco conta com uma edição especial e limitada no mercado norte-americano, com foco na experiência visual que complemente a música e traz uma tela de vídeo, book com 36 páginas e arte exclusiva. No Brasil, não há previsão de lançamento. Vale lembrar que apenas os dois primeiros discos do grupo, "Undertow" (1993) e "Ænima" (1996), saíram por aqui.


Outras resenhas de Fear Inoculum - Tool

Tool: Novo álbum surpreende ou decepciona?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Tool"


Lars Ulrich: e se ele tocasse em uma banda country?Pop Reverso: crítica do novo álbum do Tool (vídeo)

Tool: além do novo álbum, banda divulga clipes antigos no YouTubeTool
Além do novo álbum, banda divulga clipes antigos no YouTube

Tool: após 13 anos de espera, novo álbum Fear Inoculum é lançadoTool
Após 13 anos de espera, novo álbum "Fear Inoculum" é lançado

Tool: Fear Inoculum, quinto álbum de estúdio, enfim é lançado; ouçaTool
Fear Inoculum, quinto álbum de estúdio, enfim é lançado; ouça

Resenha - Fear Inoculum - ToolTool
Novo álbum surpreende ou decepciona?

Tool: Ouça o novo álbum da banda, Fear InoculumTool: Justin Chancellor quer que Fear Inoculum seja o último disco

Tool: Maynard recebeu ameaças de morte pela demora de novo discoTool
Maynard recebeu ameaças de morte pela demora de novo disco

Tool: ideia do novo álbum era soar como apenas uma música giganteTool: revelado tracklist do próximo álbum; confiraTool: Fear Inoculum terá 7 músicas no físico e 10 no digital

Tool: novo single Fear Inoculum quebra recordesTool
Novo single "Fear Inoculum" quebra recordes

Tool: ouça nova música "Fear Inoculum" com 10 minutos de duraçãoTool: ouça nova música, "Fear Inoculum"

Axl Rose: ele não gosta de Maynard, do Tool, segundo ex-empresárioAxl Rose
Ele não gosta de Maynard, do Tool, segundo ex-empresário

Roadrunner: os álbuns mais desprezados de todos os temposRoadrunner
Os álbuns mais desprezados de todos os tempos

Top 05: Melhores baixistas do rock alternativoTop 05
Melhores baixistas do rock alternativo


Black Sabbath: um Tony Iommi que você não conheciaBlack Sabbath
Um Tony Iommi que você não conhecia

Guns N Roses: Bon Jovi fez com Steven Tyler o que ele fez com AxlGuns N Roses
Bon Jovi fez com Steven Tyler o que ele fez com Axl

Metal norueguês: as dez melhores bandas segundo o About.comMetal norueguês
As dez melhores bandas segundo o About.com

Rock Brasileiro: uma lista das 10 maiores bandasRegis Tadeu: Los Hermanos fez um tremendo mal ao rock brasileiroGuns N' Roses: Slash e Duff são contratados de Axl, diz MSLMetallica: Perguntas, respostas e curiosidades diversas

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336