Fifth Angel: o retorno de uma lenda do metal norte-americano

Resenha - Keep It True - Fifth Angel

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

O power metal produzido nos Estados Unidos é diferente daquele que vem da Alemanha, a maior produtora de bandas do estilo. Enquanto os germânicos sempre apostaram na velocidade e na melodia, além da aproximação com a música erudita, os americanos historicamente sempre deram mais ênfase para o lado "power" da coisa, com canções mais pesadas e agressivas.

Drogas: As melhores músicas sobre o temaMorreu Dormindo: as últimas horas de vida de Lemmy Kilmister

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O Fifth Angel é um exemplo dessa diferença. Surgida em Seattle em 1984, a banda gravou dois álbuns cultuados - "Fifth Angel" (1986) e "Time Will Tell" (1989) -, e acabou ficando pelo caminho com a chegada avassaladora do grunge. O retorno só rolou em 2010, com um convite para encabeçar o festival alemão Keep It True. A recepção foi muito positiva, e o grupo voltou para a Alemanha em 2017 para tocar mais uma vez no festival. A Nuclear Blast, principal gravadora de heavy metal do planeta, se mostrou interessada em um material inédito, e ele tomou forma em 2018 com o lançamento de "The Third Secret", que acaba de ganhar edição nacional pela Shinigami Records.

O Fifth Angel atual conta com Kendall Bechtel (vocal e guitarra), John Macko (baixo) e Ken Mary (bateria). A classe continua a mesma, e diria que até mais eficiente com a chegada da experiência e a maturidade que só a idade traz. "The Third Secret" contém dez músicas do clássico metal norte-americano, com riffs em profusão, solos bem construídos e melodiosos, andamentos predominantemente mais cadenciados e a saudável aproximação com o hard rock. A banda entrega sempre boas linhas vocais que levam a refrãos fortes, o que torna a experiência de ouvir o disco algo bem prazeroso.

Bem produzido, "The Third Secret" possui um conjunto de canções bastante desenvolvidas e fortes, onde os destaques vão para a abertura "Stars Are Falling", a imediatamente agradável "We Will Rise", a ótima "Dust to Dust" (a melhor do disco, na minha opinião) e para a balada "Can You Hear Me".

Um bom retorno, que irá agradar não apenas os fãs veteranos, mas também todo fã de um heavy metal bem feito e com pegada tradicional.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Fifth Angel"


Drogas: As melhores músicas sobre o temaDrogas
As melhores músicas sobre o tema

Morreu Dormindo: as últimas horas de vida de Lemmy KilmisterMorreu Dormindo
As últimas horas de vida de Lemmy Kilmister


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

adGoo336