Ramones: em 1977, um dos maiores discos da historia do rock and roll

Resenha - Rocket To Russia - Ramones

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mateus Ribeiro
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10

Poucos meses após lançar "Leave Home", o Ramones soltou seu terceiro álbum, "Rocket To Russia", que além de ser um dos mais aclamados trabalhos da banda, é um dos discos mais emblemáticos do rock and roll, principalmente no universo punk.

Em 01/10/1984: Ramones lançava o álbum "Too Tough To Die"Guitarra: os melhores solos da história segundo a Guitar World

A fórmula é a mesma: a mistura de letras simples com acordes escassos e mais simplistas ainda, letras que transitavam entre a delinquência e o romantismo com a maior facilidade do mundo, e muita energia. Aliás, essa energia pode ser notada tanto em temas de protesto como em outros mais dançantes.

Se o primeiro disco e o segundo chocaram o mundo, o terceiro chegou para afirmar que o Ramones não era apenas uma promessa, mas sim, uma realidade.

Praticamente todas as músicas que fazem parte da bolacha são clássicas, e seria injusto destacar apenas uma em um disco que tem hinos do calibre de "Cretin'Hop", "Rockaway Beach", "Teenage Lobotomy", "We're A Happy Family", "Ramona", a grudenta e inesquecível "I Wanna Be Well", "Locket Love", "I Don't Care" e a melancólica "Here Today, Gone Tomorrow". Porém, como meu negócio é falar de música e não bater os martelos da lei, não dá pra negar que "Sheena Is A Punk Rocker" está num patamar elevado, ocupando o lugar de músicas imortais como "I Wanna Be Sedated", "Blitzkrieg Bop", "Pinhead" ou "The KKK Took My Baby Away". De longe, a música é uma das que melhor encarna o espírito ramônico.

Desde os primeiros acordes até os últimos, "Rocket To Russia" sintetiza bem o que é o som do Ramones, e mostra que não foi necessário ir além das "três notas" (termo pejorativo utilizado por algumas pessoas com o intuito de denegrir a banda) para conquistar o mundo. Até os dias de hoje, é um dos preferidos por parte dos fãs e da crítica. Influente, necessário, fundamental em toda e qualquer discografia.

Faixas:

"Cretin Hop"
"Rockaway Beach"
"Here Today, Gone Tomorrow"
"Locket Love"
"I Don't Care"
"Sheena Is a Punk Rocker"
"We're A Happy Family"
"Teenage Lobotomy"
"Do You Wanna Dance?"
"I Wanna Be Well"
"I Can't Give You Anything"
"Ramona" Ramones 2:38
"Surfin' Bird"
"Why Is It Always This Way"

Formação:

Joey: vocal
Johnny: guitarra
Dee Dee: baixo
Tommy: bateria


Outras resenhas de Rocket To Russia - Ramones

Ramones: Eles encontravam beleza nos lugares mais improváveisRamones: Em 1977, zero de radicalismo e cem de diversão




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Ramones"


Em 01/10/1984: Ramones lançava o álbum "Too Tough To Die"Em 22/09/1978: Ramones lançava "Road To Ruin"Em 18/09/1951: Nascia o lendário e saudoso Dee Dee Ramone

Drowned: liberada versão de Poison Heart, do RamonesDrowned
Liberada versão de "Poison Heart", do Ramones

Ramones: resenha do último disco da banda, Adios AmigosRamones: em 1979, um ótimo ao vivo para coroar o primeiro ciclo da ban

Ídolos imortais: Dee Dee Ramone, um gênio insanoÍdolos imortais
Dee Dee Ramone, um gênio insano

Ramones: covers que a banda gravou (e se tornaram grandes sucessos)Ramones
Covers que a banda gravou (e se tornaram grandes sucessos)

Ramones: a resenha do disco Acid Eaters

Ramones: O legado não vai desaparecer, isso é o mais importanteRamones
"O legado não vai desaparecer, isso é o mais importante"

Richie Ramone: CJ e eu somos do Ramones e Marky sabe dissoRichie Ramone
"CJ e eu somos do Ramones e Marky sabe disso"

Punk Rock: 21 logos conhecidos e suas históriasPunk Rock
21 logos conhecidos e suas histórias

Marky Ramone: Phil Spector não apontou uma arma para nósMarky Ramone
"Phil Spector não apontou uma arma para nós"

Punk Rock: Os 25 maiores discos de todos os temposPunk Rock
Os 25 maiores discos de todos os tempos


Guitarra: os melhores solos da história segundo a Guitar WorldGuitarra
Os melhores solos da história segundo a Guitar World

Marilyn Manson: 7 coisas que você não sabia sobre eleMarilyn Manson
7 coisas que você não sabia sobre ele

Porta dos Fundos: Andreas Kisser e a cobrança dos metaleirosPorta dos Fundos
Andreas Kisser e a cobrança dos metaleiros

Simplicidade é para os falsos: o nome de banda mais complicado do mundoSimplicidade é para os falsos
O nome de banda mais complicado do mundo

Black Sabbath: Nos separamos por causa do Live EvilBlack Sabbath
"Nos separamos por causa do Live Evil"

Slash: Adele é uma injeção no braço da indústriaSlash
"Adele é uma injeção no braço da indústria"

Ozzy Osbourne: quem manda no Black Sabbath é o Tony IommiOzzy Osbourne
Quem manda no Black Sabbath é o Tony Iommi


Sobre Mateus Ribeiro

Fanático por Ramones, In Flames e Soilwork. Limeirense com muito orgulho (e sotaque).

Mais matérias de Mateus Ribeiro no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336