Metallica: Load, opinião de uma pessoa que gosta do disco

Resenha - Load - Metallica

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Mateus Ribeiro
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Qualquer ser humano que tenha passado as últimas três décadas acordado, sabe da existência do Metallica. Uma das maiores bandas a passar por esse cacete mastodôntico batizado de Planeta Terra, foi a mais popular das bandas do maior gênero musical já criado pelo homem, o amado e insuperável Thrash Metal. Porém, a banda mudou muito, e já faz quase 30 anos que não faz mais Thrash. O que não quer dizer que não tenha feito coisas boas pós 1988.E o que não significa que eu goste do último disco da banda.

5000 acessosMetallica: a pior versão que você ouvirá de "Nothing Else Matters"5000 acessosAerosmith: curiosidades sobre a voz de Steven Tyler

Após o lançamento do maravilhoso (e mal produzido) “…And Justice For All”, os quatro (não tão) jovens começaram a dividir a opinião da galera do Metal. Uns torciam o nariz, outros gostavam, e o jogo seguia. Já no disco seguinte, “Black Album” (mais manjado do que carne de panela), muita gente abandonou o rolê, virou as costas mesmo. Só que pra cada uma pessoa que queimava camiseta, cinco compravam o disco. Naquele momento, o Metallica se tornou a maior potência da música pesada.

Abusando da paciência de muita gente, em 1996, os caras resolvem apresentar ao mundo o novo lançamento. “Load” foi um choque gigante para os fãs antigos. Afinal, o então novo disco passava bem longe do que a banda fazia em seus primórdios. Os caras realmente pisaram no freio, já não existia mais aquela velocidade, as letras já não eram carregadas daquela revolta juvenil de outrora. Bom, as pessoas mudam, e com eles, não foi diferente.

Acontece que muita gente não gostou muito das mudanças. Na verdade, meio mundo odiou. Principalmente a mudança no visual.

Como eu não me importo com o visual dos outros (uma vez que não ligo nem para o meu), vou me concentrar apenas no lado musical.

"Load" é um caso raro de disco que ouvi logo de cara e gostei.
Já estava familiarizado com todos os lançamentos anteriores da banda, e lá para 1999, 2000, não me recordo, fui ouvir Load. A capa já agradou. Simples e sem muita firulas. É claro que assim que ouvi os primeiros acordes, tomei um susto. Aquilo era diferente de qualquer outra coisa da banda eu já tinha ouvido. Mas era bom. E me agradou. Muito.

Músicas como "Ain´t my Bitch", "Until It Sleeps", "Bleding Me", "Hero of The Day", "The Outlaw Torn" (que é uma das minhas preferidas do METALLICA), a odiada "Mama Said", e tantas outras músicas do disco ainda fazem parte de qualquer playlist que eu crie. Seja playlist para correr, para beber, para ouvir com os amigos, ou com os inimigos. Tudo desse disco me agrada demais até hoje.

Claro que Load não é um Master. Ainda bem, afinal, imagina só se toda banda inventasse de se repetir a cada disco? Nem o RAMONES (minha banda preferida) conseguiu fazer isso, e teve que mudar em alguns discos.

A grande verdade é que "Load" me ajudou muito em um aspecto: não me prender a rótulos. Hoje em dia, sou bem menos radical. "Load" foi um dos primeiros discos que me ajudou a separar a música em apenas dois estilos: as que me agradam e as que me desagradam. Simples assim, sem me importar se é black metal, hard rock, punk ou hardcore. Se eu gosto, eu ouço. Se não gosto, não ouço. E paciência.

Tá certo que depois do "ReLoad", a banda começou a borrar a viola, e acumular algumas derrapadas. Mas estamos falando do METALLICA, os caras podem escrever o que der na telha.

Agora, com licença, pois vou ouvir esse disco, já que hoje me bateu uma puta vontade.Se tiver paciência, aproveite e faça o mesmo. Quem sabe, se você nunca tiver ouvido o disco e o achar horrível por causa das opiniões alheias, não passa a admirar o disco mais polêmico dos quatro cavaleiros.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Load - Metallica

5000 acessosMetallica: "Load" não é um álbum ruim e crucificável5000 acessosTradução - Load - Metallica


MetallicaMetallica
"Master of Puppets" por seis bandas famosas

5000 acessosMetallica: a pior versão que você ouvirá de "Nothing Else Matters"2314 acessosMetallica: Mustaine conta por que demo expandido não saiu0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Metallica"

MetallicaMetallica
Cover de "Nothing Else Matters" por banda caipira

Love Gods WayLove God's Way
Grupo religioso lista bandas e artistas "Gay"

Cliff BurtonCliff Burton
Dono de QI elevado, ele começou no baixo graças à TV

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"


AerosmithAerosmith
Curiosidades sobre a voz de Steven Tyler

SlayerSlayer
Quando o católico pai de Tom Araya descobriu que a banda era satanista

AutismoAutismo
Rockstars famosos autistas, ou com suspeita de autismo

5000 acessosGuns N' Roses: Axl desafina guitarra de Slash e pede desculpas5000 acessosNamore um cara que goste de Metal5000 acessosTimo Tolkki: surtando no Facebook com a filha contra brasileiros?3480 acessosIron Maiden: a visão detalhada de "The Trooper"5000 acessosPantera: "Phil Anselmo é um canalha", diz ex de Dimebag5000 acessosO amor: 10 músicas para roqueiros apaixonados

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 07 de outubro de 2017


Sobre Mateus Ribeiro

Fanático por Ramones, In Flames e Soilwork. Limeirense com muito orgulho (e sotaque).

Mais matérias de Mateus Ribeiro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online