Matérias Mais Lidas

João Gordo e Eloy Casagrande ironizam morte de Olavo de Carvalho nas redesJoão Gordo e Eloy Casagrande ironizam morte de Olavo de Carvalho nas redes

Steve Vai: Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como eleSteve Vai: "Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como ele"

Bruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atençãoBruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atenção

Lemmy e Joey Ramone: a forte e verdadeira amizade entre duas lendas do RockLemmy e Joey Ramone: a forte e verdadeira amizade entre duas lendas do Rock

Bruce Dickinson já fez show para um único ser humano (e ofereceu cerveja ao felizardo)Bruce Dickinson já fez show para um único ser humano (e ofereceu cerveja ao felizardo)

Foo Fighters: a tocante opinião de Brian May (Queen) sobre a bandaFoo Fighters: a tocante opinião de Brian May (Queen) sobre a banda

O sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitidoO sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitido

Malas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citaçõesMalas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citações

Capital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do ViperCapital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do Viper

Supla diz que trap também é rock: o jovem sem guitarra é mais rock que vocêSupla diz que trap também é rock: "o jovem sem guitarra é mais rock que você"

A opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano BrownA opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano Brown

Vocalista do Saxon acha um pouco maluco Judas Priest tocar como um quartetoVocalista do Saxon acha "um pouco maluco" Judas Priest tocar como um quarteto

John Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com YokoJohn Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com Yoko

Raul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositorRaul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositor

Beatles: todas as músicas da banda em ordem de grandiosidade, segundo a NMEBeatles: todas as músicas da banda em ordem de grandiosidade, segundo a NME


Stamp

Chaos Synopsis: Definindo o caos

Resenha - Gods Of Chaos - Chaos Synopsis

Por Victor Freire
Em 02/09/17

Nota: 9

Imergindo na temática do caos, o Chaos Synopsis apresenta seu novo trabalho, sucessor dos excelentes Seasons of Red (2015) e Art of Killing (2013). Jairo Vaz (baixo e vocal), Diego Sanctus (guitarra), Luiz Ferrari (guitarra) e Friggi MadBeats (bateria) não economizaram peso nas músicas e entregaram um trabalho com bastante variações melódicas num alicerce bem moldado no death-thrash.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Como é já tradição nos trabalhos do Chaos Synopsis, os álbuns adotam uma temática. O Gods of Chaos (2017) traz um "estudo das velhas mitologias, onde o homem criava deuses para explicar o desconhecido". Tudo isso fincado em um cenário de guerra e destruição.

Dessa forma é que Raising Hell já abre os trabalhos com bastante velocidade, assim como Storm of Chaos. O que mais me chama a atenção na sonoridade do Chaos Synopsis, desde o primeiro trabalho deles que pude escutar, é a coerência do som. Os riffs são pesados, mas bem executados de uma forma que conseguimos entender cada linha — o mesmo vale para os vocais. As músicas unem metranca com passagens mais melódicas, misturando death metal com thrash e até heavy metal.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A bateria sustenta a velocidade em Black God, que apesar de ter basicamente a mesma batida, consegue variar bastante as melodias. Isso é que define bem a sonoridade do Chaos Synopsis para mim. O álbum não é cansativo, as músicas, apesar de pesadas e rápidas, são bem distintas entre si. E por falar em variações, Serpent in Flames, está cheia delas, o que incluiu até um dedilhado melancólico.

Peso e velocidade estão presentes em todo o álbum, mas em Opposer of Gods e Badlands Terror isso ficou mais evidente. Certamente são músicas para não descansar a cabeça, quando executadas ao vivo. O álbum é encerrado com a faixa-título, Gods of Chaos. O tom obscuro e pesado da música gera toda uma atmosfera de terror na música — como seria se estivéssemos de frente para os Deuses do Caos.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

As composições do Gods of Chaos (2017) são bastante ricas. Os riffs são muito bem construídos e tudo é muito bem harmonizado juntamente com os vocais e bateria. Comparando com o Seasons of Red (2015), o Gods of Chaos (2017) é mais imerso em caos musical — muita velocidade e peso nas músicas. Sem sombra de dúvidas, é mais um trabalho para firmar ainda mais o nome do Chaos Synopsis como uma das representantes brasileiras do death-thrash metal. A evolução deles a cada trabalho é notória e não é precipitação apontar esse álbum como um dos melhores do ano.

#Chaos Synopsis — Gods of Chaos (Dunna Records/Black Legion Prod. — 2017)

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

1.Raising Hell
2.Storm of Chaos
3.Black God
4.Serpent in Flames
5.Opposer of Gods
6.The Beast that Sieges Heaven
7.Sixteen Scourges
8.Badlands Terror
9.Gods of Chaos

Resenha publicada no Rock'N'Prosa:
http://rocknprosa.com.br/index.php/2017/08/29/chaos-synopsis-definindo-o-caos/ -


Outras resenhas de Gods Of Chaos - Chaos Synopsis

Chaos Synopsis: Um disco para calar os detratores do Metal nacional

Chaos Synopsis: mantendo sua sonoridade forte e brutal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Chaos Synopsis: lançado Lyric video para "Serpent in Flames"


Slipknot: como são os membros da banda sem as máscaras?Slipknot
Como são os membros da banda sem as máscaras?

Steven Tyler: primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeasSteven Tyler
Primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeas


Sobre Victor Freire

Professor universitário e mestre em Engenharia Mecânica pela UFRN. Nascido no deserto de Mossoró/RN. É fã e colecionador de itens relacionados ao rock'n'roll. Editor-chefe do blog Rock'N'Prosa e guitarrista do Godhound. Acessa o Whiplash! desde a infância e colabora com o site sempre que possível.

Mais matérias de Victor Freire.