Matérias Mais Lidas

Guns N' Roses: Axl entendia que as coisas mudaram, mas Slash tinha virado um personagemGuns N' Roses
Axl entendia que as coisas mudaram, mas Slash tinha virado um personagem

AC/DC: por que Bon Scott não era só um bêbado lunático, segundo ex-baixistaAC/DC
Por que Bon Scott não era só um "bêbado lunático", segundo ex-baixista

Van Halen: a diferença entre David Lee Roth e Sammy Hagar, segundo Alex Van HalenVan Halen
A diferença entre David Lee Roth e Sammy Hagar, segundo Alex Van Halen

Nirvana: músico canadense muito parecido com Kurt Cobain faz sucesso no TikTokNirvana
Músico canadense muito parecido com Kurt Cobain faz sucesso no TikTok

Smith/Kotzen: primeiro álbum da dupla será lançado em março; confira capa e tracklistSmith/Kotzen
Primeiro álbum da dupla será lançado em março; confira capa e tracklist

Robert Fripp: veja cover de Welcome to the Jungle com esposa segurando halteresRobert Fripp
Veja cover de "Welcome to the Jungle" com esposa segurando halteres

Mamonas Assassinas: a história por trás do enigmático CreuzebekMamonas Assassinas
A história por trás do enigmático "Creuzebek"

Megadeth: quando a MTV ferrou a banda ao rejeitar clipe de A Tout Le MondeMegadeth
Quando a MTV ferrou a banda ao rejeitar clipe de "A Tout Le Monde"

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?Slash
Por que ele usa óculos escuros o tempo todo?

Metallica: todas as faixas do polêmico Load, da pior para a melhorMetallica
Todas as faixas do polêmico "Load", da pior para a melhor

Black Sabbath: avó de Iommi era brasileira e pais eram católicosBlack Sabbath
Avó de Iommi era brasileira e pais eram católicos

Iced Earth: Schaffer será extraditado para Washington; não há decisão sobre fiançaIced Earth
Schaffer será extraditado para Washington; não há decisão sobre fiança

Slayer: Faca feita com cordas de guitarra gera imagens que ninguém esperavaSlayer
Faca feita com cordas de guitarra gera imagens que ninguém esperava

Guns N' Roses: por que Bumblefoot errou Welcome to the Jungle no Rock in Rio 2011Guns N' Roses
Por que Bumblefoot errou "Welcome to the Jungle" no Rock in Rio 2011

Kiss: Gene Simmons diz que passou dos 70 anos por nunca ter bebido ou usado drogasKiss
Gene Simmons diz que passou dos 70 anos por nunca ter bebido ou usado drogas


Matérias Recomendadas

Capas de disco: como seriam se fossem gifs animadosCapas de disco
Como seriam se fossem gifs animados

Photoshop: Luan Morrison, Ivete Osbourne, Axl Teló e maisPhotoshop
Luan Morrison, Ivete Osbourne, Axl Teló e mais

Guns N' Roses: a verdadeira história de Rocket QueenGuns N' Roses
A verdadeira história de "Rocket Queen"

Poison: Bret passou o cambão na mãe da Hannah Montana?Poison
Bret passou o cambão na mãe da Hannah Montana?

O que os fãs de rock e suas vertentes pedem para beber em um bar?
O que os fãs de rock e suas vertentes pedem para beber em um bar?

Malvada
Dead Daisies

AC/DC: a primeira vez com "Let There Be Rock"

Resenha - Let There Be Rock - AC/DC

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ivison Poleto dos Santos
Enviar Correções  

"Let There Be Rock" foi lançado nos cinemas (sim nos cinemas!) em setembro de 1980 e em videoteipe no mesmo ano. Isso lá fora, já aqui não faço a mínima ideia de quando foi lançado, pois como muitos já escreveram nesta página, as coisas demoravam a chegar nas terras tupiniquins. Foi filmado no Pavillon de Paris, em 9 de dezembro de 1979, e contém também entrevistas com os integrantes da banda, incluindo o vocalista Bon Scott, que morreu dois meses após as filmagens. Como era costume, os shows das bandas da época eram filmados e editados como filmes para poderem passar nos cinemas, pois na época achava-se (diga-se os grandes capitães da indústria do entretenimento) que as pessoas, não iriam ao cinema para ver um show gravado, ainda mais de rock.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Um belo dia em uma tarde do já muito distante ano de 1985, um pequeno grupo de amigos foi à locadora Omni na Avenida Faria Lima em São Paulo dar uma olhada nas fitas disponíveis. Era um costume adquirido ao descobrir que a referida locadora possuía fitas originais de bandas de rock que estávamos começando a gostar. E também porque poderíamos copiá-las, o que não era uma operação das mais simples, pois teríamos que comprar fita virgem, que não eram baratas; juntar dois videocassetes, mais caros ainda, e mais um cabo, que só encontrávamos na Rua Santa Efigênia. Porém, moleques de 16 anos tinham, e ainda têm, todo o tempo do mundo...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Éramos uns seis moleques que ansiosamente esperavam pelo único registro ao vivo daquela que era naquele momento uma das maiores bandas de rock do mundo. Aprontamos a parafernália, sentamos confortavelmente no sofá ou no chão ou em cadeiras, não importava, o show iria começar. Detalhe: havia pelo menos umas duas ou três fitas para serem gravadas, portanto teríamos de ver o mesmo cada vez! E daí? Era o AC/DC! Colocamos a fita para tocar e pronto, a diversão estava começando.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Simples! Eletrizante! Cativante!

Estas são as palavras que definem muito bem o que sentimos quando assistimos "Let There Be Rock" pela primeira vez. Era o AC/DC da era Bon Scott no seu auge. A banda alcançaria outros auges no futuro, mas se você é como eu que mesmo gostando muito de Brian Johnson prefere Bon Scott nos vocais, entende bem o que quero dizer.

"Let There Be Rock" mostra uma banda que não tinha sido afetada pelo sucesso de "Highway To Hell", o primeiro sucesso internacional de verdade do AC/DC. A banda continuava com os mesmos hábitos simples de antes da fama, o que o filme mostra bem nas cenas onde os integrantes se preparam para o som. Malcolm Young apenas troca de camiseta, Phil Rudd e Cliff Williams preparam os dedos com esparadrapos e Cliff coloca uma munhequeira, artefato que anos depois percebi como seriam úteis para evitar pulsos abertos. Bon Scott apenas penteia (?) os cabelos e coloca uma calça jeans toda rasgada. Quem se demora mais é Angus para produzir todo o seu visual de Problem Child que ele vai perdendo ao longo do show até ficar quase desnudo. Já nos primeiros acordes, ele perdeu o boné. O palco é extremamente simples com muito espaço para Angus fazer das suas. Não há equipamentos especiais, nem efeitos estrambólicos. Nem gelo seco, se não me falha a memória.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quando se fala dos músicos do AC/DC, não se pode desconsiderar as dinâmicas de palco dos seus integrantes. Angus é o centro das atenções tamanhas são as suas catarse e entrega. Ele não para por um minuto sequer. Nem mesmo em uns dos momentos mais interessantes em que ele sai do palco para tomar oxigênio diretamente de um balão postado nos bastidores. Dificilmente existirá outro guitarrista com o mesmo empenho e paixão. Ele também não utiliza nada de especial em matéria de efeitos. Logo se percebe a falta de uma pedaleira. Ela absolutamente inexiste. Angus utiliza apenas a distorção do seu Marshall, e um compressor para realçar os timbres de sua Gibson SG. Nada mais que isso. Bon Scott fica em primeiro plano somente quando está cantando. Nas paradas fica logo atrás de Angus fazendo as suas dancinhas, que são um show a parte. Malcolm e Cliff ficam no fundo do palco, um de cada lado da bateria só indo à frente para os microfones postados no palco para os refrãos e automaticamente voltam. Phil fica escondido atrás das baquetas como a maioria dos bateristas recebendo apoio dos roadies postados nos bastidores. Logo na primeira música ele fura a pele da caixa que teve de ser trocada. Malcolm se coloca tanto em segundo plano como guitarrista que se percebem claramente dois buracos na sua guitarra de onde foram retirados os captadores. Por que ele fez isso? Coisa que percebemos na época e nos perguntamos até hoje.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Há algumas cenas bastante interessantes e peculiares. A primeira que nos chamou a atenção foi aparelho esquisito que Angus usava em cima do amplificador antes do show. Após muitos debates acalorados, decidimos que deveria ser um afinador eletrônico, pois um de nós já tinha ouvido falar que eles existiam. Mas até hoje não descobrimos como funcionava. Bon Scott chama a atenção nas entrevistas seja pelo lado cômico e boa praça como quando é perguntado sobre sua relação com homens ele fala que dá somente um aperto de mão e diz ‘E aí, cara!’. Porém, o momento mais tocante é quando o entrevistador pergunta sobre os seus defeitos e ele responde ‘Eu bebo muito!’. Há também cenas que foram colocadas para ‘encher linguiça’ como a que Phil Rudd tenta abrir uma garrafa de champanhe com uma espada. E consegue!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Enfim, uma perfeita amostra de como se deve fazer rock’n’roll sem firulas e frescuras! Obrigatório ‘for those about to rock’!


Outras resenhas de Let There Be Rock - AC/DC

AC/DC: Let There Be Rock é praticamente uma coletânea