RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA opinião de Slash sobre Dave Mustaine e "Rust In Peace", clássico do Megadeth

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemOs 4 fatores determinantes que levaram Renato Russo a dependência química

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemRolê aleatório: Geoff Tate e Rhapsody se divertem em aeroporto no aeroporto

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words

imagemQual era a opinião de Tony Iommi sobre Ozzy Osbourne solo e Randy Rhoads em 1984?

imagemEx-guitarrista do Megadeth não liga para Mustaine e diz que está "fazendo dinheiro para ele"

imagemA medida extrema que Dio pensou em tomar por não curtir "Rainbow in the Dark"

imagemPara John Lennon, os Beatles poderiam ter acontecido sem George e Ringo

imagemMike Portnoy comprou "Piece Of Mind", do Maiden, em excursão escolar

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemPaul McCartney quase foi atropelado ao tentar recriar famosa cena de capa de disco


Stamp

Atacke Nuclear: Não ouça em volume baixo e sem banguear

Resenha - Extermínio - Atacke Nuclear

Por Écio Souza Diniz
Postado em 29 de maio de 2017

Nota: 8

A banda Sul-mineira ATACKE NUCLEAR, oriunda de Três Corações, vem deixanado sua marca no underground nacional através de seu Crossover e Thrash Old School autêntico e direto, que retrata a realidade de nosso país e de sua região e cidade, uma das mais violentas do Estado.

Agora como trio composto por Gregori (Guitarra e Backing vocal), Luiz O. (Baixo e Backing vocal) e Eduardo S. (Bateria e Vocal) neste segundo álbum mostram musicas ainda mais elaboradas e pesadas do que no debut "Caos mundial" (2010).

A gravação tem uma pegada mais crua, mas que mantêm a clareza necessária para se ouvir perfeitamente todos os instrumentos e vocal, dando uma realçada na agressividade das músicas.

As alternâncias entre o Thrash típico de bandas como EXODUS, o Crossover de bandas como SUICIDAL TENDENCES e o Speed/Thrash são notadas no decorrer da audição. Mas o principal é de fato a pegada mais Speed/Thrash que percorre o disco, além de alguns elementos Death/Thrash nacional aqui e acolá.

A faixa de abertura, "Mercadores da morte", já entra com uma boa base de riffs dobrados que logo entram numa pegada mais cortante. "Crucifique os falsos" entra arrebentando tudo com ótimos solos e uma base muito consistente da bateria. Mas é em "Suicidas" que temos um dos melhores momentos, visto que é a mais pedrada de todas, lembrando a mescla mineira clássica do Thrash/Death, uma espécie combinação sonora entre MUTILATOR e SARCÓFAGO. Inclusive, nas partes mais cadenciadas lembra o SARCÓFAGO das fases I.N.R.I e "Rotting". Ainda se destacam "Vítimas do sistema" com ótimos "blast beats" e solo lancinante, "Silêncio da conveniência" com seu refrão marcante e a faixa título que é um esporro sobre a alienação que um governo absoluto submete à nação para ir exterminando-a lentamente.

No final das contas ao colocar "Extermínio" pra rolar, apenas não ouça em volume baixo e sem banguear!

Faixas:
1 - Intro – Lamentos do Inferno
2 - Mercadores da Morte
3 - Crucifique os Falsos
4 - Suicidas
5 - Vítimas do Sistema
6 - SOS Indígenas
7 - País Fantasma
8 - Silencio da Conveniéncia
9 - Extermínio
10 - Guerreiros do Underground
11 - Impiedade
12 - Insulto

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Écio Souza Diniz

Graduado em Ciências Biológicas e pesquisador na área de Ecologia e Evolução vegetal, sempre foi aficionado por leituras sobre o mundo do Rock/Metal. Além do metal, tem como paixões filmes de terror e épicos. Já participou como vocalista de várias bandas de Death/Grind, mas como nenhuma vingou se encontrou melhor em redigir matérias, fundando há alguns anos atrás o Pólvora Zine. Colabora também com vários sites especializados e com a revista Roadie Crew. Suas bandas preferidas são Iron Maiden, Black Sabbath, Dio, Dorsal Atlântica, Candlemass e Sarcófago.
Mais matérias de Écio Souza Diniz.