Harpago: Metal revolucionário para headbangers subversivos!

Resenha - Submundo Metálico - Harpago

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Willba Dissidente
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

Chegando ao seu quarto registro, o primeiro em CD e não em vinil, o power trio paulista continua em sua resistência ao comercialismo lançando agora um EP. Ainda que o nome da banda seja um referência direta ao som instrumental do primeiro EP do HARPPIA, o HARPAGO é uma banda que superou suas influencias originais desenvolvendo sonoridade própria na fronteira (ou linha de chegada) que separa e une o Heavy ao Speed Metal clássico. Dedicando o disco aos desajustados sociais e repudiando racismo, homofobia, xenofobia e conservadorismo, venha juntar-se à resistência underground do HARPAGO acompanhando a resenha!

Bandas Novas: 10 coisas que vocês jamais devem dizer no palcoMetal/Hard: Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuais

Ainda que o power trio paulista ainda não tenha gravado um full-length, não obstante os já nove anos de carreira, eles sempre trouxeram músicas inéditas a cada a novo título e o "Submundo Metálico" não é diferente. Começando com uma introdução em que o Heavy cadenciado segue a leitura de um poema muito atual (ou de qualquer outro tempo), e antecede o Speed Metal da faíxa título "Submundo Metálico", o novo EP marca a entrada do guitarrista Leandro Wild (do VINGANÇA SUPREMA), renovando e mantendo as características do HARPAGO, sem a tornar uma banda de Thrash Metal. O vocal de Claudio segue com influência de DORSAL ATLANTICA, ainda que mais fixo e sem se aventurar nos agudos e graves de Carlos Vândalo; poderia ser chamado de um vocalista preguiçoso, ou que conhece e sabe bem os limites de sua própria voz para nunca fazer feio.

O baixo segue eficaz fazendo a cama para a bateria pesada de viradas criativas de Igor. Com clima de gravação ao vivo na retomada após o solo e no fim, a "Submundo" desemboca em "Dimensão Além". Com começo também cadenciado, esse som é ótimo Speed Metal e um excelente cartão de visita do trabalho. Não obstante o título sugerir uma viagem espacial, a canção fala de um indivíduo que rompeu com os dogmas religiosos e descobriu um novo mundo, uma nova dimensão. Se "Dimensão" tem a linha de baixo mais criativa, as guitarras mais bem sacadas estão em "Ao Cair da Guilhotina"; faixa que aborda a Revolução Francesa com enfase na interpretação jacobina (inclusive com narração em francês ao final).

A única faixa não inédita no disco é a regravação de "Portal do Inferno" do ALTA TENSAO, com participação do próprio Adilson "Big" Fernandes, o vocalista original do grupo mato-grossense. O HARPAGO teve ideia de fazer uma divisão de vocais, incluindo frases, backing vocals e jograis. Na teoria funcionaria muito bem, porém o vocalista original gravou sua voz muito aguda, o que a fez soar desconexa; faltando o punch / agressividade que sua garganta registrou originalmente em 1986. No mais a execução instrumental foi feita nota a nota.

Além do áudio, a parte gráfica de "Portal Do Inferno", assinada por Thiago Boller, é suprema, incluindo fotos e cenários não só de extremo bom gosto, mas total condizentes com a proposta de revolução e insurreição popular contra o conservadorismo e notadamente antagônicos à igreja, que é marca característica do HARPAGO. O encarte de oito páginas ainda inclui as letras (haverá quem dirá que é um encarte muito produzido meramente para um EP!). A produção feita no Duna estúdio é a mais bem acertada pelo conjunto até então, ainda que timbres mais rasgados nas cordas talvez casassem melhor com a proposta do grupo.

http://harpago.bandcamp.com/

Resultado final, qual o Sisifo, citado na música "Dimensão Além", que lembra que os mortais para viverem em plenitude devem se concentrar na atividades cotidianas e serem criativos, o HARPAGO é inventivo sem sair das fronteiras da sonoridade oitentista, evitando assim que o disco caia na repetição e monotonia. "Submundo Metálico" é indicado aos headbangers sem preconceitos sociais e pelas melhorias nas composições e, principalmente, na produção, deve agradar até quem não curtiu o trampos anteriores. E que venham nos próximos!

HARPAGO:

Cláudio - Baixo e Voz
Leandro - Guitarra
Igor - Bateria

Discografia:

Futuro Decadente (Demo / Split, digital, 2012)
Libertação (Single, Vinil, 2013)
Harpago / Antroforce (EP / Split, vinil, 2015)
Submundo Metálico (EP, Cd, 2016)

Submundo Metálico - 2016 - 19:17 - Nacional - Anti-Herói Records.

01 . Prólogo (01:59)
02 . Submundo Metálico (05:43)
03 . Dimensão Além (03:57)
04 . Ao cair da Guilhotina (03:43)
05 . Portal do Inferno (03:54)

Site relacionado:
http://www.facebook.com/pages/Harpago/250835968355326?fref=t...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Harpago"


Bandas Novas: 10 coisas que vocês jamais devem dizer no palcoBandas Novas
10 coisas que vocês jamais devem dizer no palco

Metal/Hard: Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuaisMetal/Hard
Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuais

Metal: nomes do gênero que assumiram ser cristãosMetal
Nomes do gênero que assumiram ser cristãos

Cê tá de brincadeira, né?: quando grandes nomes vacilam"Cê tá de brincadeira, né?"
Quando grandes nomes vacilam

Music Radar: Os maiores frontmen de todos os temposMusic Radar
Os maiores frontmen de todos os tempos

Steven Tyler: explicando por que não quer Trump usando músicasSteven Tyler
Explicando por que não quer Trump usando músicas

Queen: Freddie Mercury se sentia prisioneiro da fama, diz biógrafaQueen
Freddie Mercury se sentia prisioneiro da fama, diz biógrafa


Sobre Willba Dissidente

Willba Dissidente é fã das bandas de hard rock dos anos 70 e 80 e de metal oitentista dos mais variados países. Quem quiser saber mais deve acessar seu canal no youtube. Obrigado! Stay Hard (True As Steel)!

Mais matérias de Willba Dissidente no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336