John Mayer: Músicas adoráveis que valem a pena manter no play

Resenha - Search for Everything: Wave One - John Mayer

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ricardo Pagliaro Thomaz
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Faz muito tempo que eu estou querendo falar de John Mayer aqui no site. Sou fã do músico, tenho todos os discos. Agora... esse novo projeto do cara vai dar um trabalhinho, hein! Pra quem está por fora, eu explico: o Mayer resolveu apostar no formato digital de EP. Ele falou que seu trabalho ao longo desses anos de ausência produziu muita música, então ele vai lançar o disco The Search For Everything a prestação... 4 músicas de cada vez... todo mês! Este é o lote de Janeiro, que ele chama de Wave One. Ou seja, todos os meses vai ter uma onda nova de músicas do cara ao longo de 2017. Uau!

597 acessosJohn Mayer: Um dos seus melhores trabalhos desde o "Continuum"5000 acessosLemmy: "quando surge uma tentação, eu cedo imediatamente"

Eu não consigo me lembrar de nenhum outro artista que lançou um disco dessa forma, se alguém souber, por favor, me diga! Mayer está realmente inovando na abordagem, apresentando o conceito de álbum episódico. Eu já ouvi falar de videogame episódico, a Telltale faz isso muito bem. Mas disco episódico eu nunca havia visto. Será que a moda pega na indústria musical?

Enfim, serão artigos curtos que eu vou escrever, porque serão quatro músicas todo mês. Eu não poderia deixar passar qualquer oportunidade para falar do John Mayer, e esta aqui parece bem interessante. Eu só me pergunto como é que o disco-antologia vai ser disponibilizado no fim de tudo, mas isso é outra história.

Wave One, lançado agora dia 20 de Janeiro, é o primeiro lançamento em estúdio do cara em quatro anos! Seu último lançamento foi o álbum Paradise Valley, em 2013. Portanto, fazem quatro anos que eu estou aguardando música nova dele. Mas a espera valeu a pena.

Vamos falar do lote de quatro canções que o músico disponibilizou este mês, via iTunes e Spotify. A primeira, "Moving On And Getting Over" é uma boa faixa soul com incursões de blues; a segunda, "Changing", é uma bonita balada com relances de country e um solo intermediário bem remanescente do blues, parece até sobra de Paradise Valley.

Também gostei da balada "Love On The Weekend", com um ritmo mais upbeat e melodias mais acaloradas. Fechando este lote de Janeiro, a delicada balada só ao piano "You're Gonna Live Forever In Me".

Valeu a pena esperar todo este tempo por música nova do artista. Wave One pode não ser muita coisa agora, mas tem músicas adoráveis e que valem a pena manter no seu play por algum tempo. Em Fevereiro, o músico disse que vem mais um lote por aí, a Wave Two. Que ele tenha a mesma qualidade que este primeiro que acabamos de ouvir.

The Search For Everything (2017)
Wave One (Janeiro)
(John Mayer)

Tracklist:
01. Moving On and Getting Over
02. Changing
03. Love on the Weekend
04. You're Gonna Live Forever in Me

Selo: Columbia / Sony Music

Banda:
John Mayer: voz, guitarras
Pino Palladino: baixo
Steve Jordan: bateria, percussão
Greg Leisz: guitarra (faixa 2)
James Fauntleroy: teclados (faixa 1)
Larry Goldings: teclados (faixa 1), órgão (faixa 2)
Davide Rossi: cordas (faixa 4)

Discografia anterior:
- Paradise Valley (2013)
- Born and Raised (2012)
- Battle Studies (2009)
- Continuum (2006)
- Heavier Things (2003)
- Room for Squares (2001)

Site:
http://www.johnmayer.com

Para mais informações sobre música, filmes, HQs, livros, games e um monte de tralhas, acesse também meu blog:
acienciadaopiniao.blogspot.com.br

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

597 acessosJohn Mayer: Um dos seus melhores trabalhos desde o "Continuum"225 acessosJohn Mayer: "The Search for Everything: Wave Two"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "John Mayer"

Em canaEm cana
Os rockstars em suas fotos mais constrangedoras

MulheresMulheres
10 músicas que ajudarão a conquistá-las

CapaCapa
Dupla sertaneja paga mico com arte que lembra John Mayer

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "John Mayer"

LemmyLemmy
"Quando surge uma tentação, eu cedo imediatamente"

O futuro do Rock nacionalO futuro do Rock nacional
Bandas autorais devem "se tocar"

LoudwireLoudwire
Os vídeos mais sexys de todos os tempos

5000 acessosRoadie: como ele se vê e como é visto pelos outros5000 acessosMotorhead: Dave Grohl faz tatuagem em homenagem a Lemmy5000 acessosA História da Guitarra - Parte 1: do Alaúde ao Violão5000 acessosKiss: Gene Simmons super emocionado com fãs em São Paulo4854 acessosSlipknot: Seria IOWA o maior álbum do século 21?5000 acessos"Mascotes" de bandas: GigWise elege os 14 mais famosos

Sobre Ricardo Pagliaro Thomaz

Roqueiro e apreciador da boa música desde os 9 anos de idade, quando mamãe me dizia para "parar de miar que nem gato" quando tentava cantarolar "Sweet Child O'Mine" ou "Paradise City". Primeiro disco de rock que ganhei: RPM - Rádio Pirata ao Vivo, e por mais que isso possa soar galhofa hoje em dia, escolhi o disco justamente por causa da caveira da capa e sim, hoje me envergonho disso! Sou também grande apreciador do hardão dos anos 70 e de rock progressivo, com algumas incursões na música pop de qualidade. Também aprecio o bom metal, embora minhas raízes roqueiras sejam mais calcadas no blues. Considero Freddie Mercury o cantor supremo que habita o cosmos do universo e não acredito que há a mínima possibilidade de alguém superá-lo um dia, pelo menos até o dia em que o Planeta Terra derreter e virar uma massa cinzenta sem vida.

Mais matérias de Ricardo Pagliaro Thomaz no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online