Matérias Mais Lidas

Matanza: do dinheiro ao cansaço, Jimmy London conta por que a banda acabouMatanza: do dinheiro ao cansaço, Jimmy London conta por que a banda acabou

Possessed: após 30 anos em cadeira de rodas, Jeff Becerra volta a andarPossessed: após 30 anos em cadeira de rodas, Jeff Becerra volta a andar

Rush: como eles dividiam grana das composições e como eram os egos, segundo Geddy LeeRush: como eles dividiam grana das composições e como eram os egos, segundo Geddy Lee

Black Sabbath: filha de Kim Kardashian e Kanye West virou gótica e adora a bandaBlack Sabbath: filha de Kim Kardashian e Kanye West "virou gótica" e adora a banda

Iron Maiden: Bruce Dickinson revela as músicas da banda que mais curte cantarIron Maiden: Bruce Dickinson revela as músicas da banda que mais curte cantar

Iron Maiden: para Herman Li, quem não gosta de Senjutsu não gosta de metalIron Maiden: para Herman Li, quem não gosta de "Senjutsu" não gosta de metal

Soulfly: Marc critica inatividade na pandemia; poderiam ter feito como o SepulturaSoulfly: Marc critica inatividade na pandemia; "poderiam ter feito como o Sepultura"

Kirk Hammett: ele descreve com detalhes briga de Axl Rose e Kurt Cobain no VMA 1992Kirk Hammett: ele descreve com detalhes briga de Axl Rose e Kurt Cobain no VMA 1992

Deep Purple: quando tomaram porre de caipirinha e foram sequestrados no BrasilDeep Purple: quando tomaram porre de caipirinha e foram "sequestrados" no Brasil

Kerrang: 12 bandas de rock e heavy metal que nunca se venderamKerrang: 12 bandas de rock e heavy metal que nunca "se venderam"

Rock in Rio: a jogada de mestre que fez o festival ter tantas grandes bandas em 1985Rock in Rio: a jogada de mestre que fez o festival ter tantas grandes bandas em 1985

Mr. Bungle: Dave Lombardo e Scott Ian demonstram apoio ao vocalista Mike PattonMr. Bungle: Dave Lombardo e Scott Ian demonstram apoio ao vocalista Mike Patton

Guns N' Roses: veja quanto custava uma cópia de Use Your Illusion no dia do lançamentoGuns N' Roses: veja quanto custava uma cópia de "Use Your Illusion" no dia do lançamento

Guns N' Roses: todas as faixas de Use Your Illusion (I & II), da pior para a melhorGuns N' Roses: todas as faixas de "Use Your Illusion" (I & II), da pior para a melhor

Guns N' Roses: Matt Sorum surpreende ao revelar quem era o integrante sóbrio da bandaGuns N' Roses: Matt Sorum surpreende ao revelar quem era o integrante sóbrio da banda


Tunecore 2

Santana: Quando ele quer, ele não brinca em serviço

Resenha - Santana IV - Santana

Por Ricardo Pagliaro Thomaz
Em 08/05/16

Nota: 10

O SANTANA ORIGINAL VOLTOU!! Uau! Eu realmente achei que nunca mais iria ver isso acontecer! Mas aqui estamos! Que beleza! Carlos Santana reúne a banda original, aquela da era Woodstock, lá do finalzinho dos anos 60 e inicio dos 70, para gravar um novo álbum!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Eu sou um enorme fã desta fase do guitarrista! Vê-lo lançar o ótimo Shape Shifter em 2012 foi de fato encorajador, então, não vamos perder muito tempo, vamos falar desta nova maravilha musical chamada Santana IV!

E se me dão licença, eu prefiro simplesmente ignorar, por completo, a maçaroca sonora que o Tonhão lançou em 2014, Corazón. Ah, você não sabe quem é esse Tonhão? É uma forma que eu achei de dissociar a porcaria sonora que o Santana virou em discos como Shaman, por exemplo, recheado de participações medíocres e musiquinhas xaropes, com o lado brilhante do guitarrista, que é quando ele realmente mostra esforço. Mas eu não quero falar sobre isso tudo aqui. Vamos deixar o Tonhão de lado, vamos falar de Carlos Santana e sua banda, a célebre, a única, a icônica. A banda que trouxe o Rock para o mundo latino.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O nome do 24º álbum do grupo, lançado agora em 15 de Abril, não poderia ser mais simbólico! Lógico, que este não é o lindo quarto álbum do guitarrista com sua banda, que saiu em 1972, o cara já lançou mais de 20 discos ao longo de sua carreira com o nome Santana, muitos deles fizeram por merecer o nome da banda estampado lá em cima, outros, mais notadamente os da década passada, bem, não fizeram por merecer; porém, a numeração do disco aqui não tem valor de contagem, mas tem o valor simbólico de ser a continuação direta da proposta musical que eles vinham desenvolvendo até o terceiro álbum de carreira, de 1971.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Além disso, para deixar a coisa ainda mais atraente, o guitarrista mexicano foi atrás de reunir seus companheiros antigos de banda! Sim, meu amigo, eu estou falando de gente da pesada, como o tecladista e cantor Gregg Rolie e o guitarrista Neal Schon, ambos caras que, após terem trabalhado juntos em Santana III e Caravanserai, fundaram, em 1975, a banda Journey. Junto deles, músicos como o percussionista Michael Carabello e o baterista Michael Shrieve, que integraram juntos o Santana de 1969 a 1971, também retornam!

Estes caras estavam afastados do Santana já faz muitos anos, mais de 40! Temos aqui portanto um verdadeiro revival do Santana original da era Woodstock. Só não voltam o baixista David Brown, que morreu em 2000, e o percussionista José "Chepito" Areas, que resolveu ficar de fora mesmo, por alguma razão que eu desconheça. No lugar deles, tocam os músicos da banda mais recente do guitarrista, o baixista Benny Rietveld e o percussionista Karl Perazzo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E quanto ao disco? EXCELENTE!!! Absolutamente transpirando, em todos os aspectos, aquela sonoridade clássica do Santana! Até mesmo a capa, que é uma alusão ao leão do primeiro álbum da banda, nos deixa esta sensação de nostalgia. Eu tive que pegar este álbum e escutar, incontáveis vezes, em casa, no carro, às vezes até mesmo no trabalho, no meu intervalo, para me convencer do que eu estava escutando ali.

E o que é melhor: você, que conhece o trabalho clássico do guitarrista, deve se lembrar que cada um dos três discos da formação clássica, tinha em torno de umas nove músicas cada. Pois bem, aqui neste disco novo, eles matam sua sede de Santana vintage com quase o dobro disso, ou seja, dezesseis faixas novas! É muita novidade! Um verdadeiro bálsamo para quem estava com saudades desta formação do Santana.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E o Santana, quando realmente quer, não brinca em serviço! Contando com a experiência de seus primórdios, e a maturidade musical que só o tempo pode trazer, o grupo nos presenteia com preciosidades que remontam à sonoridade woodstockiana, com maravilhas como "Yambu", ou a pesadíssima "Shake It", e já se nota o retorno da sonoridade africana, dos arranjos latinos misturado ao potente Blues Rock que a banda praticava em seu início; depois ainda tem "Anywhere You Want To Go", que remete diretamente à sonoridade caribenha do clássico "Oye Como Va". Ou se quiser, tem o intimismo musical jazzístico e experimentação nos sete minutos de jam de "Fillmore East", uma referência lá de 1968, quando a banda começou sua trajetória.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ainda tem mais! Para uma relaxada, ouça a maravilhosa "Sueños", contando com toda a latinidade do guitarrista em solos acústicos inspiradores. E tem mais som vintage! "Caminando" é absolutamente descomunal! Segue na linha da segunda faixa, aquele blues carregado do grupo, com batidas latinas e o vocal marcante de Rolie, e uma aparente referência ao The Doors em uma passagem! Meu Deus, como eu esperei para escutar este Santana de novo! Os arranjos vintage, aliado à sonoridade de produção moderna é uma coisa linda, te dá a sensação de estar fazendo uma viagem aos anos 70, mas sem sair da época que estamos. Mais ou menos o que eu senti, quando os Yardbirds retornaram em 2003 com o álbum Birdland, após 36 anos de ausência.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Blues Magic" é um magnífico slow blues latino, e "Echizo" remete à sonoridade de um clássico como "Toussaint L'Overture", com a volta do Rock com batida africana tão marcante do grupo, ouça e compare. Toda a sonoridade vintage da banda é celebrada e enaltecida aqui neste novo disco, e eles tocam juntos, com a mesma química de 40 anos atrás, como se o tempo jamais tivesse passado. A faixa "Forgiveness", que fecha o disco, é mais uma experimental absolutamente maravilhosa, cheia de nuances, climas e toda aquela atmosfera carregada de anos 70, que o fã de longa data poderia esperar.

Ainda tem mais coisas, algumas delas seguem a linha do que o guitarrista realizou no restante dos anos 70 até o início dos anos 90, como "Freedom In Your Mind", uma das duas faixas do disco que conta com a participação especial do cantor de rythm'n'blues Ronald Isley, conhecido pelo seu famoso projeto The Isley Brothers; outro destaque é a soul "Leave Me Alone", que relembra o Santana oitentista, mas sem aquele exagero de sintetizadores, só com os teclados suaves e pontuais de Rolie, fazendo a mágica. Pra terminar os destaques, a belíssima e transcendental "You And I", um poço transbordando feeling, técnica e musicalidade que vai te deixar absolutamente retido, sedado, sem reação. Venha experimentar.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Tudo que posso dizer para terminar, é que estou afoito! Absolutamente realizado e maravilhado com este discaço! Feliz e contente em adicionar esta preciosidade na minha coleção pessoal, e tenho certeza absoluta, que você também ficará! Eu recomendo altamente que você vá atrás deste disco novo do Santana, o original! E também estou realmente animadíssimo com a possibilidade desta formação clássica da banda se reunir de novo no futuro para nos encantar novamente. Vamos só esperar que não me venha um próximo disco do Tonhão, e que Carlos Santana reúna toda este potencial, todo este talento e inspiração em esforços para lançar um Santana V - quem sabe? É esperar e torcer! Vá atrás de Santana IV, e maravilhe-se!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Santana IV (2016)
(Santana)

Tracklist:
01. Yambu
02. Shake It
03. Anywhere You Want To Go
04. Fillmore East
05. Love Makes The World Go Round (com Ronald Isley)
06. Freedom In Your Mind (com Ronald Isley)
07. Choo Choo
08. All Aboard
09. Sueños
10. Caminando
11. Blues Magic
12. Echizo
13. Leave Me Alone
14. You And I
15. Come As You Are
16. Forgiveness

Selo: Santana IV Records

Banda:
Gregg Rolie: voz, teclados, órgão Hammond B3
Carlos Santana: guitarra, voz
Neal Schon: guitarra, voz
Benny Rietveld: baixo
Michael Shrieve: bateria
Michael Carabello: congas, percussão, voz
Karl Perazzo: timbales, percussão, voz

Participação especial:
Ronald Isley: voz (faixas 5 e 6)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Discografia anterior:
- Corazón (2014)
- Shape Shifter (2012)
- Guitar Heaven (2010)
- All That I Am (2005)
- Shaman (2002)
- Supernatural (1999)
- Milagro (1992)
- Spirits Dancing in the Flesh (1990)
- Freedom (1987)
- Beyond Appearances (1985)
- Shangó (1982)
- Zebop! (1981)
- Marathon (1979)
- Inner Secrets (1978)
- Moonflower (1977)
- Festival (1977)
- Amigos (1976)
- Borboletta (1974)
- Welcome (1973)
- Caravanserai (1972)
- Santana III (1971)
- Abraxas (1970)
- Santana (1969)

Site oficial:
http://www.santana.com

Para mais informações sobre música, filmes, HQs, livros, games e um monte de tralhas, acesse também meu blog:
http://acienciadaopiniao.blogspot.com.br


Outras resenhas de Santana IV - Santana

Santana: Guitarrista foi feliz ao se reunir com ex-companheiros

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Victor Biglione: homenagem ao aniversariante Carlos Santana


Michael Jackson: O Rei do Pop também tinha um pé no Rock!Michael Jackson
O Rei do Pop também tinha um pé no Rock!

Curiosidade: capas de álbuns com ilusões de óticaCuriosidade
Capas de álbuns com ilusões de ótica

Santana: músico pede para Obama legalizar a maconhaSantana
Músico pede para Obama legalizar a maconha


Metallica, Guns, Slipknot, Kiss: tombos, erros e fatos engraçadosMetallica, Guns, Slipknot, Kiss
Tombos, erros e fatos engraçados

Heavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregosHeavy Metal
Os maiores álbuns da história para os gregos


Sobre Ricardo Pagliaro Thomaz

Roqueiro e apreciador da boa música desde os 9 anos de idade, quando mamãe me dizia para "parar de miar que nem gato" quando tentava cantarolar "Sweet Child O'Mine" ou "Paradise City". Primeiro disco de rock que ganhei: RPM - Rádio Pirata ao Vivo, e por mais que isso possa soar galhofa hoje em dia, escolhi o disco justamente por causa da caveira da capa e sim, hoje me envergonho disso! Sou também grande apreciador do hardão dos anos 70 e de rock progressivo, com algumas incursões na música pop de qualidade. Também aprecio o bom metal, embora minhas raízes roqueiras sejam mais calcadas no blues. Considero Freddie Mercury o cantor supremo que habita o cosmos do universo e não acredito que há a mínima possibilidade de alguém superá-lo um dia, pelo menos até o dia em que o Planeta Terra derreter e virar uma massa cinzenta sem vida.

Mais matérias de Ricardo Pagliaro Thomaz.