Drenched In Blood: Uma surpresa extrema da Alemanha

Resenha - Hail to the Slaughter - Drenched In Blood

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vicente Reckziegel
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

É muito legal quando tu recebes um álbum de uma banda que não conhece e, consequentemente não espera nada da mesma, e ao escutar fica com aquela sensação de “Que Diabos É Isso? Como nunca havia ouvido falar dessa banda anteriormente?” Por que o trabalho da banda alemã Drenched in Blood neste seu segundo disco “Hail to the Slaughter”, é espetacular, parecendo se tratar de um lançamento de uma banda já estabilizada e reconhecida mundo afora.

5000 acessosComo enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do Whiplash.Net?5000 acessosOzzy Osbourne: Madman dá a cura para a ressaca

Não há como fazer um destaque individual para os integrantes da banda, mas sim destacar o impecável trabalho de produção de “Hail to the Slaughter”, cuja sonoridade soa perfeita, colocando qualidade acima de uma pretensa sonoridade “old school” que alguns pregam como o correto.

E é só ouvir os primeiros acordes da faixa titulo para saber o que esperar: Um Thrash/Death Metal infernal, com vocais mais voltados para o segundo estilo. Pesado, mas sem esquecer a melodia que surge de forma interessante em algumas músicas, como em “My Destiny” (Pusta Música) e “Stand Alone”. Algumas faixas possuem até aquele quê do Doom/Death Metal surgido no final dos anos 80, inicio dos anos 90, mais nitidamente em “Friendly Fire” (essa um pesadelo sonoro), a arrastada “Brothers of Sleep” e a derradeira “Missing Link”. “War is the Only Answer” é sensacional, com riffs e bateria perfeita, impossível ficar impune a uma música dessas, que apesar do estilo, chega a ser daquelas que grudam na cabeça como se fosse uma simples música comercial. Já “Darkness Falls” tem uma introdução estranha de bateria, mas depois se revela outra peso-pesado do disco.

Vivemos uma época onde bandas pipocam mundo afora aos milhares, sendo impossível conhecermos ou ouvirmos todas elas, mas se você tiver um tempo vale a pena conhecer o Drenched in Blood. Provavelmente irá se surpreender, assim como eu...

Formação:
Tommy - Vocal
Sebastian - Guitarra
Steffen - Guitarra
Gerard - Baixo
Robert- Bateria

8 Faixas – 40:54

Tracklist:
1 - Hail to the slaughter
2 - War is the only answer
3 - Darkness falls
4 - My destiny
5 - Friendly fire
6 - Brother of sleep
7 - Stand alone
8 - Missing link

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Drenched In Blood"

Whiplash.NetWhiplash.Net
Como enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do site?

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Madman dá sua receita para curar ressaca

SlipknotSlipknot
Corey explica desvantagens das máscaras

5000 acessosLoudwire: as 10 melhores músicas do Nirvana5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19905000 acessosSteven Tyler: "nunca esquecerei a audição para o Zeppelin"5000 acessosAC/DC: as lembranças de Angus e Malcolm sobre Bon Scott4839 acessosGuns N' Roses: Beta defende Axl e AC/DC dos haters virtuais5000 acessosRegis Tadeu: agradecendo elogios pela matéria sobre o Iron Maiden

Sobre Vicente Reckziegel

Servidor público, escritor, mas principalmente um apaixonado pelo Rock e Metal há pelo menos duas décadas. Mantêm o Blog Witheverytearadream desde Dezembro de 2007. Natural e ainda morador de uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, chamada Estrela. Há muitos anos atrás tentou ser músico, mas notou que faltava algo simples: habilidade para tocar qualquer instrumento. Acredita na música feita no Brasil, e gosta de todos os gêneros, desde Rock clássico até Black Metal.

Mais matérias de Vicente Reckziegel no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online