Drawers: Cada ouvida uma descoberta

Resenha - Drawers - Drawers

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


Este segundo disco dos franceses do Drawers é aquele tipo de trabalho que a cada audição você gosta mais e descobre coisas novas. De longe não é um disco indigesto, mas não soa como a música mais acessível do mundo, já que a banda não aposta em uma sonoridade comum.

Sepultura: Derrick Green elege seus 10 vocalistas preferidos do heavy metal

Manowar: você acha as fotos da década de 80 ridículas?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O que temos aqui é uma mescla de Sludge com Stoner Metal, mas que foge um pouco do comum, pois a banda não carrega climas tão ‘nebulosos’ e nem melancólicos em sua música. Podemos dizer que a sonoridade da banda transpira emoção, talvez devido à boa dose de melodia inclusa.

Sim, há guitarras com afinação baixa, um pouco sujas, além de baixo distorcido e uma bateria cheia de pegada. Mas, além dos diferenciais já mencionados, a banda possui ‘feeling’, coisa que muitas do estilo esquecem na hora de executá-lo. Outro fator interessante é que o cantor Niko Bastide varia entre roucos e limpos vocais, dando ainda mais qualidade ao trabalho.

Mourning, It's All About Love, Shadow Dancers e Words são os destaques, mas em se tratando de um disco de várias audições sempre surge uma favorita diferente em cada uma delas. Pode ser que o leitor estranhe o disco nas primeiras audições, mas insista que o trabalho é muito bom!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

https://www.facebook.com/drawerskvlt
http://drawerskvlt.bandcamp.com/




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Sepultura: Derrick Green elege seus 10 vocalistas preferidos do heavy metalSepultura
Derrick Green elege seus 10 vocalistas preferidos do heavy metal

Manowar: você acha as fotos da década de 80 ridículas?Manowar
Você acha as fotos da década de 80 ridículas?


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280