Dr. Living Dead: Novo álbum é uma aula de thrash/crossover

Resenha - Crush the Sublime Gods - Dr. Living Dead

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá, Fonte: Entrou na Sala
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Os suecos do DR. LIVING DEAD já estão na estrada há 8 anos, e podem ser considerados como uma das melhores bandas da nova safra do thrash metal. E embora venha direto do velho continente, o som do quarteto mascarado sempre foi calcado na escola americana, em especial de bandas como SUICIDAL TENDENCIES, ANTHRAX, METALLICA e EXODUS, e aqui a coisa não é diferente.

Thrash Metal: 10 novas promessas - incluindo uma brasileiraMetallica, Guns, Slipknot, Kiss: tombos, erros e fatos engraçados

Com uma pegada bem direta e agressiva, com fortes doses de crossover, a banda prima por trilhar caminhos do thrash mais retro e old school, sem espaço para modernidades, embora com uma ótima produção, e um instrumental muito bem construído e trabalhado.

Todas as faixas são bem curtas, sendo que o trabalho não dá momentos de descanso ao ouvinte, em especial graças ao trabalho insano das guitarras e das linhas vocais, cheias de coros matadores.

Os destaques ficam para a abertura, com "Final Broadcast", uma das melhores do trabalho; "TEAMxDeadx", que mostra bem as influências do thrash americano que o DR. LIVING DEAD possui; e "Eternal Darkness of the Fucked up Mind", com uma letra ácida, e linhas de guitarra para fazer qualquer fã do estilo ir às lágrimas de felicidade.

Portanto, sem dúvidas estamos diante do trabalho mais maduro da banda, mostrando toda a evolução da sonoridade da banda, de forma latente e brutal. Um dos melhores discos de thrash metal de 2015, como as dores de pescoço poderão comprovar ao final do play.

Palmas para a Tellus Records por disponibilizar mais este excelente trabalho no mercado nacional!

Crush the Sublime Gods - Dr. Living Dead
(Tellus Records - Nacional - 2015)

1. Final Broadcast
2. Crush the Sublime Gods
3. TEAMxDeadx
4. Eternal Darkness of the Fucked up Mind
5. Buck$
6. Civilised to Death
7. Another Life
8. Force Fed
9. Scanners
10. Salvation
11. No Way Out
12. Triggerkiller
13. Wake Up...Join the Dead!


Outras resenhas de Crush the Sublime Gods - Dr. Living Dead

Dr. Living Dead: O Crossover vive!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Dr. Living Dead"


Thrash Metal: 10 novas promessas - incluindo uma brasileiraThrash Metal
10 novas promessas - incluindo uma brasileira

Metallica, Guns, Slipknot, Kiss: tombos, erros e fatos engraçadosMetallica, Guns, Slipknot, Kiss
Tombos, erros e fatos engraçados

USA Today: as 20 maiores bandas de todos os tempos nos EUAUSA Today
As 20 maiores bandas de todos os tempos nos EUA

Slayer: Tom Araya revela seus ídolos do baixoSlayer
Tom Araya revela seus ídolos do baixo

Dream Theater: o vacilo na capa de A Dramatic Turn of EventsDream Theater
O vacilo na capa de "A Dramatic Turn of Events"

Metal: os dez melhores guitarristas da atualidadeMetal
Os dez melhores guitarristas da atualidade

Slash: mensagem sobre como se comportar no palcoSlash
Mensagem sobre como se comportar no palco


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336