Matérias Mais Lidas

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemEddie aparece em versão samurai no primeiro show do Iron Maiden em 2022; veja foto

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemConfira as músicas que o Iron Maiden tocou no primeiro show de 2022

imagemRobert Trujillo conta como uma abelha e "migué" quase causaram treta com James Hetfield

imagemDee Snider cutuca bandas com falsas aposentadorias e ingressos caros

imagemEvanescence anuncia a saída da guitarrista Jen Majura

imagemJen Majura disse que sair do Evanescence não foi decisão dela e recebe apoio dos fãs

imagemIron Maiden apresenta Eddie em versão samurai ao vivo; veja vídeo oficial

imagemO clássico do Helloween que fez Angra mudar nome original de "Running Alone"

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemAngra: Quantos shows seguidos a voz aguenta sem restrições? Fabio Lione responde

imagemComo Max Cavalera aprendeu inglês tendo abandonado a escola aos 12 anos de idade


Stamp

Elvis Presley: De que ele morreu?

Por João Pedro Andrade
Em 27/06/16

Quando se fala na morte de Elvis Presley, muito se especula a respeito. O que é conhecido de fato é que bem antes de seu falecimento, o rei estava tomando muitos remédios e em doses generosas.

No dia 16 de agosto de 1977, no banheiro da mansão Graceland, no Tennessee, o coração de Elvis parou de bater. O cantor foi encontrado por sua noiva - na época, Ginger Alden, em frente ao vaso sanitário, de barriga para baixo e calças arriadas, por volta das 14 horas. A causa oficial foi arritmia cardíaca, uma condição que só pode ser identificada em pessoas vivas. Por outro lado, a família Presley possuía um histórico de doenças coronárias. Em sua autopsia, foram encontrados 15 medicamentos diferentes em seu corpo, dos quais 10, em quantidades perigosas (dez vezes a quantidade terapêutica do anestésico codeína, à base de morfina).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quando os paramédicos chegaram, o corpo já estava ficando azul e frio. No caminho para o Baptist Memorial Hospital, tentou-se sem sucesso uma reanimação, afinal "era o Elvis". Ele foi declarado morto às 15:16, sem qualquer investigação na mansão, fotos do banheiro ou consideração pelo fato de que Elvis Presley tomava remédios como se fossem M&Ms.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A saúde do rei não era das melhores. Ele pesava quase 160 quilos e precisava de assistência constante de uma enfermeira. Em seus últimos shows, já praticamente não se movimentava mais do que o suficiente para chegar até o microfone, e quando chegava, se agarrava ao pedestal como se não tivesse forças para se manter de pé.

Seus intestinos e coração tinham o dobro do tamanho dos órgãos de um homem de 42 anos saudável e ele apresentava problemas nas veias coronárias, aorta e artérias cerebrais. O pulmão tinha sinais de enfisema, mesmo sendo o cantor não fumante.

Em seus anos de glória, Presley havia consumido metanfetaminas para, alegadamente, melhorar sua performance no palco, mas nunca foi um grande adepto do álcool, pois esse lhe despertava o lado violento e agressivo. Sua saúde, até seus 32 anos, exceto pela pressão alta, era perfeita. No entanto, a partir daí ele passou a sofrer de fortes dores no peito, insônia, hipertensão e grande ganho de peso.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Seu comportamento irracional também passou a chocar seus amigos e familiares, como quando atirou com uma arma no telefone porque não queria ser incomodado, quando arremessou uma televisão pela janela porque o programa não o agradou e quando correu pelo jardim com uma metralhadora porque achou que alguém perseguia sua filha Lisa. Em determinada ocasião, foi repreendido por Ginger pelos seus nocivos hábitos alimentares, o que resultou em uma taça de sorvete sendo arremessada na direção da moça.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em um inquérito sobre a conduta do médico que acompanhava o rei, descobriu-se que ele havia receitado, entre o dia 1º de janeiro e 16 de agosto de 77, 8.805 medicamentos a Elvis Presley. Isso pode parecer absurdo e impreciso, mas é resultado de uma vasta investigação de um time experiente em mais de 150 farmácias.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O médico, Doutor George Nichopoulos, ou Doutor Nick, assumiu o ocorrido e disse que o fazia devido às fortes dores no peito que Elvis sentia. Seria, de acordo com o médico, um modo de mantê-lo longe de drogas ilícitas e traficantes nas ruas. O excesso de codeína foi o que de fato causou um infarto e matou o rei. E como Presley havia conseguido o remédio com um dentista local, Dr. Nick foi inocentado do homicídio culposo de seu paciente.

Mas, ainda assim, o que houve? Como pode Elvis ter tido uma recaída tão grave e tão súbita em sua saúde? Hoje, graças aos estudos do Dr. Forrest Torrent, testemunha de defesa que ajudou a inocentar Dr. Nick, podemos especular uma resposta.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em 1967, aos 32 anos, Presley estava em Los Angeles gravando o filme O Barco do Amor, quando tropeçou na fiação elétrica do estúdio, caiu e bateu fortemente com a cabeça em uma banheira, uma pancada que o deixou inconsciente e o mandou direto para o hospital. Dr. Forrest investigou ainda, pelo menos, outros três episódios no mesmo período nos quais o rei sofreu acidentes que resultaram em pancadas na cabeça.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Acredita-se que Elvis Presley tenha desenvolvido traumatismo cranioencefálico, um tipo de traumatismo craniano causado por pancadas na cabeça, que levam ao desligamento de tecidos cerebrais, muito comum entre boxeadores e jogadores de futebol americano ou pessoas que sofreram acidentes automobilísticos.

E adivinhem quais são os sintomas dessa doença, que na época da morte de Elvis ainda era desconhecida! Dor crônica, comportamento irracional e mudanças corporais, como obesidade e crescimento anormal de órgãos vitais.

Ao longo de 10 anos, o vício em analgésicos para aliviar a dor no peito, somado a péssimos hábitos alimentares e um ritmo implacável de shows e compromissos, acabaram por, acidentalmente, liquidar o rei do rock, um homem ferido e doente, que padeceu sem saber o motivo de sua queda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net



publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Beto Alone: 5 Lendas do Rock que fazem muita falta (vídeo)


Sobre João Pedro Andrade

Paulista, Beatlemaníaco, a pessoa por trás do jmescuta.wordpress.com, uma das pessoas por trás do canal Jornal Musical e do podcast BarbalhadaCast. Produtor audiovisual de formação, jornalista musical de vocação. Guitarrista e ukulelista da banda de skacore Nokaos.

Mais matérias de João Pedro Andrade.