Matérias Mais Lidas

A opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano BrownA opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano Brown

Por que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos TrilhaPor que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos Trilha

Youtuber expõe miséria que Spotify repassa a bandas de metal brasileiroYoutuber expõe miséria que Spotify repassa a bandas de metal brasileiro

A música do Metallica que Kurt Cobain não parava de pedir para Kirk HammettA música do Metallica que Kurt Cobain não parava de pedir para Kirk Hammett

Anitta explora rock e punk em nova música Boys Don't Cry, segundo revistaAnitta explora rock e punk em nova música "Boys Don't Cry", segundo revista

Chega de Angra e Megadeth: Quais as favoritas do Kiko Loureiro pra tocar de boa em casa?Chega de Angra e Megadeth: Quais as favoritas do Kiko Loureiro pra tocar de boa em casa?

Black Sabbath: o dia que o jardineiro de Iommi chamou álbum da banda de Eternal IdiotBlack Sabbath: o dia que o jardineiro de Iommi chamou álbum da banda de "Eternal Idiot"

Judas Priest: a surpreendente música que colocou a banda no mainstreamJudas Priest: a surpreendente música que colocou a banda no mainstream

O álbum que mudou vida de Tuomas Holopainen e possibilitou criação do NightwishO álbum que mudou vida de Tuomas Holopainen e possibilitou criação do Nightwish

Iron Maiden: veja Adrian Smith cantando Wasted Years durante show do Smith/KotzenIron Maiden: veja Adrian Smith cantando "Wasted Years" durante show do Smith/Kotzen

Legião Urbana: conheça o casal que inspirou Eduardo e Mônica, que virou filmeLegião Urbana: conheça o casal que inspirou "Eduardo e Mônica", que virou filme

A forte resposta de Cazuza para sua mãe ao ser questionado sobre sua orientação sexualA forte resposta de Cazuza para sua mãe ao ser questionado sobre sua orientação sexual

Kiko Loureiro e shows que fez doente com Megadeth e Angra; contando minutos pra voltarKiko Loureiro e shows que fez doente com Megadeth e Angra; "contando minutos pra voltar"

Black Sabbath: Tony Martin achou que fosse apanhar de Dio no primeiro (e único) encontroBlack Sabbath: Tony Martin achou que fosse apanhar de Dio no primeiro (e único) encontro

Kiko Loureiro comenta sobre sua perda de audição e aconselha fãs e músicosKiko Loureiro comenta sobre sua perda de audição e aconselha fãs e músicos


Stamp

Cain's Offering: Um trabalho a ser louvado

Resenha - Stormcrow - Cain's Offering

Por Victor de Andrade Lopes
Fonte: Sinfonia de Idéias
Em 29/05/15

Nota: 9

Queria estar escrevendo para um veículo anglófono só para poder usar a expressão "this album is a blast!". Em português não soa bem, fica até meio ridículo: "Este álbum é uma explosão!". É que "explosão" é a primeira palavra que vem à cabeça ao se escutar as primeiras faixas de Stormcrow, segundo disco do supergrupo Cain's Offering, lançado após um período de inatividade.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para quem não sabe, o conjunto foi fundado por Jani Liimatainen (ex-guitarrista do Sonata Arctica) e Timo Kotipelto (vocalista do Stratovarius) - só isso já diz muito sobre este quinteto, que traz ainda ninguém menos que Jens Johansson (tecladista do Stratovarius) e os nem tão conhecidos Jonas Kuhlberg (baixo) e Jani Hurula (bateria).

Foram seis anos de inatividade desde o longínquo Gather the Faithful, álbum de estreia do projeto. Nem mesmo uma turnê aconteceu. O máximo que houve entre os membros foi o Blackoustic, que reúne Jani e Timo numa sessão de faixas acústicas. O silêncio foi lentamente sendo quebrado até os detalhes do álbum serem levados a público em abril deste ano.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Enfim, à música: sem firulas, o álbum já deixa claro a que veio na faixa-título, que serve de abertura. Os músicos executam aqui o mais fino power metal sinfônico. A segunda, "The Best of Times" lembra muito Nemesis, do Stratovarius, especialmente por causa dos toques eletrônicos trazidos por Jens Johansson.

"I Will Build You a Rome", "Constellation of Tears" e "Rising Sun" são as que farão o fã banguear de imediato. Riffs de atitude, acelerados e agressivos. Se você ainda não conhece a banda, provavelmente serão estas as faixas que farão você gostar dela.

Outras peças que merecem comentários à parte são "Too Tired to Run", que parece ser "só aquela balada aleatória que toda banda de power metal enfia em seus álbuns", mas logo deságua em um belíssimo encerramento sinfônico; "Antemortem", cujos riffs lembram muito os trabalhos recentes do Nightwish; e "I Am Legion", a única faixa instrumental, mas que não traz nada de muito especial além da ausência de vocais.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Acertadamente, membros da banda já haviam adiantado que este álbum era mais "focado" e mais bem produzido. Os instrumentos estão bem dosados, especialmente as guitarras e os teclados, que dão a tônica do disco inteiro do primeiro ao último acorde e são os grandes responsáveis por isto ser um sério candidato a constar em listas de melhores do ano.

O maior êxito de Stormcrow é colocar o nível lá em cima logo na primeira faixa e não deixar cair - é um problema comum a muitos álbuns de power metal a banda perder o gás da metade para o fim. É um lançamento fácil de digerir e chamará a atenção até daqueles que acham que o estilo está saturado. Está mesmo, e é justamente por isso que é preciso louvar trabalhos que se destacam no mar de obras de power metal - é o caso deste.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Abaixo, o vídeo de "Stormcrow":

Track-list:
1. "Stormcrow"
2. "The Best of Times"
3. "A Night to Forget"
4. "I Will Build You a Rome"
5. "Too Tired to Run"
6. "Constellation of Tears"
7. "Antemortem"
8. "My Heart Beats For no One"
9. "I Am Legion"
10. "Rising Sun"
11. "On the Shore"


Outras resenhas de Stormcrow - Cain's Offering

Cain's Offering: Mantendo bem vivas as raízes do power metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metallica: por que 9 entre 10 fãs odeiam Load e Reload?Metallica
Por que 9 entre 10 fãs odeiam "Load" e "Reload"?

Heavy Metal: O início do movimento e a origem do termoHeavy Metal
O início do movimento e a origem do termo


Sobre Victor de Andrade Lopes

Victor de Andrade Lopes é jornalista (Mtb 77507/SP) formado pela PUC-SP com extensões em Introdução à História da Música e Arte Como Interpretação do Brasil, ambas pela FESPSP, e estudante de Sistemas para Internet na FATEC de Carapicuíba, onde mora. É também membro do Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil e responsável pelo blog Sinfonia de Ideias. Apaixonado por livros, ciências, cultura pop, games, viagens, ufologia, e, é claro, música: rock, metal, pop, dance, folk, erudito e todos os derivados e misturas. Toca piano e teclado nas horas livres.

Mais matérias de Victor de Andrade Lopes.