Suffocation: Comemorando 24 anos do implacável "EP" "Human Waste"

Resenha - Human Waste - Suffocation

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por David Torres, Tradução
Enviar Correções  


Que o Suffocation é uma verdadeira instituição do Death Metal não tem o que discutir, não é mesmo? Pois é, "Human Waste", o clássico "EP" dos norte-americanos, completa 24 anos. Considerado a segunda Demo da banda e lançado em 01 de maio de 1991, "Human Waste" possui uma interessante capa ilustrada por Ron Spencer e posso afirmar que esse pequeno, porém brutal registro já demonstrava que a banda não estava para brincadeira, trazendo uma sonoridade violentíssima do início ao fim. Definitivamente não temos uma banda ou álbum para ouvidos sensíveis em mãos. Também é importante mencionar que esse é o primeiro álbum lançado pela hoje bem conhecida gravadora Relapse Records.

A carnificina se inicia com a perversa "Infecting the Crypts", com os "riffs" infames e pesadíssimos da dupla de guitarristas Doug Cerrito e Terrence Hobbs, acompanhados pela truculenta e impiedosa bateria de Mike Smith e pelos guturais malevolentes de Frank Mullen. É uma faixa de abertura matadora e um tremendo clássico da carreira do Suffocation, com trechos mais cadenciados que levam qualquer apreciador de Metal Extremo a "banguearem" sem parar, além de possuir mudanças de andamento interessantes e linhas de baixo interessantes de Josh Barohn, especialmente próximo ao encerramento da música.

publicidade

A impetuoso "Synthetically Revived" vem logo a seguir, ainda mais agressiva e suja. Essa composição, aliás, chegou a ganhar um videoclipe promocional. Um perfeito arregaço de pouco mais três minutos de duração! Um urro grotesco de Frank Mullen rasga os alto-falantes e inicia "Mass Obliteration", mais um massacre nefasto infestado de palhetadas intimidadoras, e uma levada hedionda de bateria.

publicidade

publicidade

A bateria infame e vil de Mike Smith dá o ponto de partida para o "groove" insano e esmagador de "Catatonia", uma faixa que se inicia de forma mais arrastada, composta por uma "cozinha" de bateria e baixo macabra e formidável, acompanhada por "riffs" sempre precisos e por vocais monstruosos. Não demora muito para ela ganhar ainda mais velocidade e peso. Novamente temos alguns solos arrepiantes e vorazes. Particularmente, uma das minhas faixas favoritas do registro, ao lado da primeira. A próxima música, "Jesus Wept", é uma tempestade atroz, sem mais, mais uma grande aula de brutalidade. Encerrando essa obra assombrosa, temos a faixa título, "Human Waste", uma devastação com pouco menos de três minutos de duração, se iniciando com a épica e atmosférica introdução do clássico filme de terror "Hellbound: Hellraiser II" (1988). Sem muita demora, a pancadaria é retomada e somos bombardeados por mais "riffs" viscerais e angustiantes. Ainda que seja uma versão Demo, é uma música avassaladora, não ficando nada atrás do que já se ouviu até agora.

publicidade

"Human Waste" é uma pérola estupenda e após o lançamento desse grande trabalho, o Suffocation continuou lançando álbuns fantásticos, construindo uma carreira sólida e invejável dentro do cenário do Death Metal. As composições desse registro foram regravadas em outros lançamentos da banda, com uma qualidade e produção evidentemente superiores, entretanto, esse grande "EP" merece ser ouvido diversas vezes por todos aqueles que apreciam Metal Extremo em geral, especialmente o Old School Death Metal, sujo, direto e brutal.

publicidade

Escrito por David Torres

01. Infecting the Crypts
02. Synthetically Revived
03. Mass Obliteration
04. Catatonia
05. Jesus Wept
06. Human Waste (Demo Track)

Frank Mullen (Vocal)
Terrance Hobbs (Guitarra)
Doug Cerrito (Guitarra)
Josh Barohn (Baixo)
Mike Smith (Bateria)

publicidade



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Loudwire: os dez melhores álbuns de metal de 1995Loudwire
Os dez melhores álbuns de metal de 1995

Comerciais: os onze mais divertidos envolvendo Rock e MetalComerciais
Os onze mais divertidos envolvendo Rock e Metal


Ozzy Osbourne: dando chega mais em Mônica Apor na coletivaOzzy Osbourne
Dando "chega mais" em Mônica Apor na coletiva

Mike Terrana: Malmsteen foi uma das piores pessoas que conheci!Mike Terrana
"Malmsteen foi uma das piores pessoas que conheci!"


Sobre David Torres

Formado em Propaganda & Marketing, se autodenomina "Fanfarrão" graças ao seu senso de humor e modo de enxergar o mundo à sua volta. Apaixonado por filmes de terror, quadrinhos e bandas como D.R.I., Faith No More e Napalm Death, escreve também para o blog Blasting Noise Fanzine. Possui muitos sonhos, dentre eles dar início a um projeto de grindcore.

Mais matérias de David Torres no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin