Matérias Mais Lidas

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemAs 10 músicas mais estranhas do Guns N' Roses, em lista do Ultimate Classic Rock

imagemGene Simmons sobre o Ramones: "Punk nos EUA não significava nada"

imagemBlaze Bayley diz que um dos menores shows da carreira do Maiden foi o seu melhor

imagemMaranhão Open Air anuncia line-up com 24 bandas em dois dias

imagemCinco músicas lançadas após o ano 2000 que se tornaram clássicos do rock - Parte II

imagemA opinião de Dave Mustaine sobre a clássica "The Unforgiven", do Metallica

imagemDez clássicos do thrash metal que não foram gravados pelo "Big Four" - Parte I

imagem"Não venham aos shows do Pantera", pede Charlie Benante para os haters

imagemAudioslave: Tom Morello recorda seu sinistro primeiro encontro com Chris Cornell

imagemAs obscuras músicas favoritas do Red Hot Chili Peppers de John Frusciante

imagemPrika Amaral esclarece por que contratou apenas mulheres europeias para a Nervosa

imagemVocalista do Anvil afirma que Rob Halford e Ian Gillan são personagens

imagemIggor Cavalera relembra quando Max foi para delegacia e delegado palmeirense o salvou

imagemO hit do Engenheiros do Hawaii frequentemente confundido com confissão de aborto


Stamp

Yes: Voo de Ícaro com o "Heaven & Earth'

Resenha - Heaven & Earth - Yes

Por Roberto Rillo Bíscaro
Em 21/03/15

Nota: 5

Em 2011, o YES levantou novo voo com o competente Fly From Here, resenhado aqui no Whiplash.net (link ao final). Em julho do ano passado, despencou com Heaven & Earth.

O YES em seu apogeu foi tão marcante e idiossincrático que veta a possibilidade de não se estabelecer comparações. Mesmo que se pudesse avaliar o atual trabalho sem referenciar águas passadas, os caras clamam por comparações ao colocarem um vocalista que soa como filho do clássico Jon Anderson. David Benoit foi substituído por Jon (será que é o nome de batismo dele mesmo?) Davison.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Na quase totalidade, Heaven & Earth parece uma banda de jovens Neo Prog sem muita perícia imitando o YES nos anos 90 (em seu mais moderno!). Mas, na formação atual remanescem músicos incríveis: o baixista Chris Squire, o baterista Alan White e o guitarrista Steve Howie, responsáveis por pérolas como Roundabout, Astral Traveler e Gates of Delirium (covardia citar o perfeito Close to the Edge).

Heaven & Earth é fofo como um coala, mas quem disse que o simpático animalzinho pode gravar um álbum? Mal se ouvem o baixo e a bateria, os teclados são infantis com timbres de karaokê e as canções não têm as mudanças de andamento que tornavam o YES tão fascinante e amado/odiado. Basta ouvir Believe Again ou Step Beyond para comprovar.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Imagino um fã 50tão de FM de música faceless dirigindo seu conversível a caminho duma convenção sobre o poder curativo de cristais e curtindo o clima tchap tchura de The Game ou In a World of Our Own numa freeway californiana.

O começo de It Was All We Knew chegou a me fazer lembrar ABBA, aquela prova de que a Suécia definitivamente está longe da perfeição.

Boa parcela de Light of the Ages poderia ser definida como uma canção em busca de melodia. Salva-se a plangência de Howie em trechos.

O único indicativo da majestade perdida é Subway Walls, que encerra o álbum com 9 minutos onde o baixo de Squire brilha, o teclado finalmente tem momentos adultos e está em instigante interplay com o resto. O minuto e meio final dão vontade de chorar de saudades do ápice. O YES deveria ter lançado um single!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Resenha do "Fly From Here":

Resenha - Fly From Here - Yes

Tracklist:

• Believe Again
• The Game
• Step Beyond
• To Ascend
• In A World Of Our Own
• Light Of The Ages
• It Was All We Knew
• Subway Walls

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Dream Theater 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Yes: Rick Wakeman relembra como ele conheceu Jon Anderson

XYZ, o supergrupo que (quase) reuniu ex-integrantes do Led Zeppelin e do Yes

Mike Portnoy se diz chocado com a morte de Alan White, baterista do Yes

Morre Alan White, baterista do Yes e que gravou a clássica "Imagine", de John Lennon

Compridas: As músicas mais longas de grandes bandas

Jimmy Page: como nasceu o supergrupo XYZ, com músicos do Yes, após fim do Led

Para entender: o que é rock progressivo?

Power Metal: os dez álbuns essenciais do gênero

Andreas Kisser: "Eloy Casagrande talvez não seja humano"


Sobre Roberto Rillo Bíscaro

Roberto Rillo Bíscaro é professor universitário e edita o Blog do Albino Incoerente desde 2009.

Mais matérias de Roberto Rillo Bíscaro.