Spartacus: A essência do Metal brasileiro

Resenha - Imperium Legis - Spartacus

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Com quase 30 anos de carreira, o grupo porto-alegrense Spartacus é um dos pioneiros do Heavy Metal gaúcho. Porém, em meio a mudanças de formação, a banda pouco pôde produzir nessas três décadas, tendo lançado seu debut “Libertae” apenas em 2004. Mas a banda nunca acabou de fato e agora lança seu segundo petardo, este encantador “Imperium Legis”.
5000 acessosJethro Tull: a fúria de Ian Anderson pra cima do Led Zeppelin5000 acessosNirvana: Kurt Cobain leva surra em cima do palco em 1991

Com uma produção sonora de muita qualidade (a cargo de Sebastian Carsin, no Hurricane Studios, que também mixou o álbum), “Imperium Legis” se mostra um álbum de extrema qualidade e possui uma desenvoltura pouco vista nos dias atuais. O álbum soa atual, mesmo carregando influências oitentistas e a banda soando épica em vários momentos.

Um fator importante a ser ressaltado é que a sonoridade demonstra a verdadeira essência a que deveria pertencer o Metal brasileiro. Não, o Metal não foi inventado aqui, mas poderíamos ter o nosso jeito de fazê-lo e adotar o nosso idioma de forma correta ficaria muito interessante, e é isso que o Spartacus faz.

O instrumental não pode fugir do alicerce que foi criado quando surgiu a NWOBHM no Reino Unido e ainda adiciona elementos típicos do Speed Metal (bem de leve) e, com letras inteligentes, a banda consegue se utilizar de metáforas interessantes que pregam a liberdade, existencialismo e sentimentos pessoais.

Bem estruturadas e com um timbre excelente, as guitarras de Victor Pertoscki destilam bases e solos de ótimo bom gosto, enquanto o baixista, líder e principal compositor Marco Di Martino coloca as seis cordas em seu devido lugar acompanhado pela bateria certeira de Guilherme Oliveira.

M. Canto possui um senso de melodia e interpretação preciso e ainda tem um vocal privilegiado pelo seu timbre, além de não escorregar em nenhum momento. O Spartacus soa como um verdadeiro conjunto, sem espaço para destaques individuais, de onde saem músicas pegajosas e com fortes refrãos, com destaque para Encontro de Almas, Na Rota da Colisão, Nas Trevas da Insanidade, Noite Sem Lua e Sob a Sentença, Um Carrasco. Formidável.

http://www.spartacus.mus.br/

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Spartacus"


PoeiraPoeira
A fúria de Ian Anderson pra cima do Led Zeppelin

NirvanaNirvana
Kurt Cobain leva surra em cima do palco em 1991

King DiamondKing Diamond
Alguém já viu Kim Petersen sem a maquiagem?

5000 acessosEpica: foto original de Simone Simons nua em capa é revelada?5000 acessosOs dez maiores picaretas da música internacional5000 acessosQuem ouve Heavy Metal ouve apenas Heavy Metal?5000 acessosIron Maiden: Censurado na China? Entendendo a geopolítica da banda5000 acessosNapalm Death: o vídeo-clipe mais curto do mundo3684 acessosDuran Duran: top 5 de covers feitos por bandas de Rock/Metal

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online