Paria: Adicionando melodia em influências clássicas

Resenha - Surrealist Satanist - Paria

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


A introdução engana um pouco, afinal, a burocrática Psychonautikkch Paradigma nos faz jurar que algo entre Stoner e Doom Metal pode começar a qualquer momento, e o mesmo denuncia a capa. Mas, "Surrealist Satanist", terceiro álbum dos alemães do Paria, trilha os caminhos profanos do Metal Negro.

Direto ao ponto, a banda investe na parte mais cru e direta do Black Metal, tendo como influências os nomes da Escandinávia. Desde as guitarras ríspidas, passando pela cozinha veloz e os vocais rasgados de Panzerdaemon (também baixista), tudo soa como o estilo pede.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A banda é como se fosse um Mayhem com um pouco mais de melodia e menos sujeira, pois além do clima macabro a banda transpira insanidade, principalmente com as boas interpretações de seu já mencionado vocalista. Nem é preciso comentar que as letras abordam morte e satanismo.

A produção também se mostra de qualidade, deixando a sonoridade tipicamente aguda e orgânica. Destaque para faixas como Wormlike Proselitysm, Sodomsphinx e Oceans of Spermwhite Solitude. "Surrealist Satanist" pode não ser a reinvenção do Black Metal, mas que representa o estilo, isso é certeza.

http://www.worship-paria.de/

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Fotos de Infância: Bruce Dickinson, do Iron MaidenFotos de Infância
Bruce Dickinson, do Iron Maiden

Fotos de Infância: Jon Bon JoviFotos de Infância
Jon Bon Jovi


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

GooInArt Goo336 Cli336