Dead City Walker: Projeto ousado de Heavy Metal

Resenha - Dead City Walker - Dead City Walker

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


A necessidade de fazer algo mais pesado e pendendo para o Heavy Metal tradicional fez com que três integrantes da banda de Hard Rock/AOR Still Living formassem o Dead City Walker, por enquanto um projeto de estúdio. E, após algumas composições, a banda se consolidou com Renato Costa (vocal), Eduardo Holanda (guitarra) e Cleber Melo (bateria), sendo que outros músicos colaboraram, dentre eles o baixista Aldecy de Souza.
5000 acessosSlipknot: Corey Taylor abandona os palcos se o Guns se reunir5000 acessosSlipknot: Demissão de Joey Jordison foi a decisão mais difícil da carreira

Com produção, mixagem e materização a cargo de Aldecy no Alpha Studio, que fica em Garanhuns/PE (terra natal da banda), o trabalho consegue transmitir as influências da banda como a NWOBHM, Picture, Judas Priest, dentre outros nomes do Metal tradicional como Warlord e Angel Witch.

Com uma sonoridade natural e bons timbres, o trabalho de guitarras é o grande destaque mostrando um peso atípico, além de bons solos encaixados. A bateria possui pegada, o que serve como grande aliada ao peso que ficou bem evidente entre as nove composições.

As quebradas de ritmos estão excelentes, o que tornam as composições ainda mais interessantes. A única ressalva fica por conta dos vocais de Renato Costa, que são bons e têm um bom timbre, mas soa forçado na maioria das vezes o que irrita um pouco durante a audição do álbum. Enfim, uma abrandada e maior variação no controle vocal irão melhorar ainda mais o trabalho.

Todas as composições soam interessantíssimas, sem exageros, mas In The Grave e Dead City Walker realmente chamam atenção e mostram que, assim como no Still Living, os caras manjam muito na hora de compor os refrãos. Para um projeto de estúdio, o Dead City Walker saiu melhor que a encomenda.

https://www.facebook.com/pages/Dead-city-walker/176968885827...
https://myspace.com/dead.city.walker

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Dead City Walker"

SlipknotSlipknot
Corey Taylor abandona os palcos se o Guns se reunir

SlipknotSlipknot
Demissão de Joey foi a decisão mais difícil da carreira

MotorheadMotorhead
Lemmy Kilmister fala sobre ser solteiro para sempre

5000 acessosMegadeth: Dave explica por que não tocar "The Conjuring"5000 acessosBlind Faith: uma das capas mais polêmicas da história5000 acessosDemonstrações de afeto: fotos de rockstars que já se beijaram, parte 15000 acessosMetallica: e se a banda usasse uma afinação mais baixa?5000 acessosJason Newsted: ele nunca teve chance no Metallica5000 acessosNikki Sixx: "um conselho, tente não cheirar a Colômbia"

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online