Amazon: O melhor álbum da banda, produzido por Amanda Somerville

Resenha - Rise! - Amazon

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Carlos Garcia
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O AMAZON surgiu como uma das belas promessas do Symphonic/Power Metal brasileiro, tendo uma boa repercussão do seu debut, "Victoria Regia" (2005), lhe rendendo alguns shows de abertura com grandes nomes do estilo. O segundo álbum, "Nature's Last Ride" (2010), foi lançado apenas de forma digital, também tendo boa aceitação por parte dos fãs e imprensa especializada. Mas a banda não se acomodou, e fez o que todo mundo deveria fazer, investiu em seu trabalho e buscou evoluir ainda mais.

Lemmy: sob investigação, em 2008, por exibir insígnia nazistaLita Ford: cantora admite suruba com Bon Jovi e Richie Sambora

Renato e Sabrina mudaram-se para a Alemanha e foram buscar a produção de AMANDA SOMERVILLE e SANDER GOMMANS (que também participa com alguns solos), e o resultado de todo o trabalho e investimento agora toma forma, pois seu terceiro álbum, "Rise!", está pronto para ser lançado, e fomos convidados para ouvi-lo, sendo que de imediato a primeira impressão foi ótima, e depois de mais algumas audições posso dizer com certeza que é o melhor trabalho do Amazon, além de apresentar um trabalho de alto nível, pronto para alavancar a carreira da banda.

"Ball of Vanities" abre o álbum da melhor forma possível! Não seria exagero dizer arrasadora, pois o que se ouve é o grande resultado alcançado pelo investimento da banda em seu trabalho, tendo suas potencialidades melhor exploradas e seguindo sua evolução, pois a banda desde o início vem dando passos à frente, mas em "Rise" realmente alcançaram um patamar mais elevado. O Symphonic/Power Metal do grupo soa mais moderno, mais pesado, e na faixa de abertura se destacam as belas e marcantes melodias de teclado e vocais, aliás, Amanda Somerville soube também explorar melhor ainda o potencial de Sabrina, que apresenta vocais mais seguros e variados, em ótimas interpretações através de todo o álbum.

"Three Lives" e "The Path" mantém o nível alto, modernas, melódicas e pesadas, refrãos marcantes, e lembram umas das influências da banda, que são os finlandeses do NIGHTWISH, principalmente nos coros e arranjos de teclado (quem sente saudade da linha seguida em "Oceanborn" e "Wishmaster").

"Suicide Note", como não poderia deixar de ser, soa bem dramática, com interessantes levadas na batera, enquanto que "Prisoners of the Sea" é bem épica e passa por variações bem Heavy Tradicional, alternando passagens mais velozes; "Sins" é mais "quebrada", com mudanças de andamento e Sabrina também variando, com tons mais altos em algumas partes, além de destacar também belas passagens de piano; "Immortal" traz novamente à tona o Symphonic/Power Metal característico, com refrãos e riffs marcantes e melodias pegajosas, como diria um amigo meu: "É pão quente!" Não tem erro.

"Time" começa com guitarras e cozinha pegando pesado, seguindo essa levada mais pesada e cadenciada, ganhando velocidade e melodia no pré-refrão e refrão; "New Horizons" também começa bem agressiva, alternando com partes mais cadenciadas e vocais suaves de Sabrina, crescendo num belo e marcante refrão, lembrando mais uma vez o Nightwish, principalmente durante e após a parte do solo de guitarra; "Bittersweet" fecha mantendo o ótimo nível, novamente com belas melodias, riffs e refrãos marcantes.

O Amazon foi buscar novos horizontes, seguiu buscando evolução, investiu, e os resultados estão aí, num álbum moderno, melódico, empolgante, muito bem cuidado em todos os detalhes, desde produção sonora até a parte gráfica, e eles estão prontos para galgar mais alguns degraus. Are you ready to "RISE!" ?

Ouça faixas no soundcloud da banda:
https://soundcloud.com/amazonmetal

Formação:
Sabrina Todt - Vocals, Flute
Renato Angelo - Guitars, Keyboards, Programming
Marcos Frassão - Drums, Percussion
André Pedral - Bass
Danilo Angelo - Compositions

Track List:
Ball of Vanities
Three Lives
The Path
Suicide Note
Prisoners of the Sea
Sins
Immortal
Time
New Horizons
Bittersweet




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Amazon"Todas as matérias sobre "After Forever"


Nightwish: Floor e a dificuldade em lidar com lado suave da bandaNightwish
Floor e a dificuldade em lidar com lado suave da banda

Nightwish: Encontros com fãs são luxo, não obrigação, diz FloorNightwish
"Encontros com fãs são luxo, não obrigação", diz Floor

Metal Sinfônico: dez álbuns essenciais do gêneroMetal Sinfônico
Dez álbuns essenciais do gênero


Lemmy: sob investigação, em 2008, por exibir insígnia nazistaLemmy
Sob investigação, em 2008, por exibir insígnia nazista

Lita Ford: cantora admite suruba com Bon Jovi e Richie SamboraLita Ford
Cantora admite suruba com Bon Jovi e Richie Sambora

Gigwise: as capas mais polêmicas dos anos 2000Gigwise
As capas mais polêmicas dos anos 2000

Heavy Metal: as 10 capas mais "de macho" de todos os temposMetal norueguês: as dez melhores bandas segundo o About.comPantera: o segredo da capa de Vulgar Display of PowerMaurício Alabama: "Slash não toca Blues" (vídeo)

Sobre Carlos Garcia

Antes de tudo sou um colecionador, que começou a cair de cabeça no Metal e Classic Rock quando o Kiss esteve no Brasil em 1983, a partir daí não parei mais. Criei fanzines, como o Zine Barulho, além de colaborar com outros zines e depois web zines e sites, como os saudosos Metal Attack e All the Bangers. Atualmente sou um dos editores e redator do Road to Metal. O melhor de tudo são as amizades que fazemos, além do contato e até amizade com alguns de nossos heróis.

Mais matérias de Carlos Garcia no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336