Matérias Mais Lidas

Steve Vai: Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como eleSteve Vai: "Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como ele"

Bruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atençãoBruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atenção

Malas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citaçõesMalas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citações

A opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano BrownA opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano Brown

John Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com YokoJohn Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com Yoko

Vocalista do Saxon acha um pouco maluco Judas Priest tocar como um quartetoVocalista do Saxon acha "um pouco maluco" Judas Priest tocar como um quarteto

A opinião de Chester Bennington e Travis Barker sobre o MetallicaA opinião de Chester Bennington e Travis Barker sobre o Metallica

Capital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do ViperCapital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do Viper

Raul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositorRaul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositor

O sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitidoO sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitido

Homem rouba guitarra de R$ 43 mil enfiando-a nas calças; veja vídeoHomem rouba guitarra de R$ 43 mil enfiando-a nas calças; veja vídeo

Lemmy e Joey Ramone: a forte e verdadeira amizade entre duas lendas do RockLemmy e Joey Ramone: a forte e verdadeira amizade entre duas lendas do Rock

Capital Inicial: quem é a pessoa que inspirou o sucesso NatashaCapital Inicial: quem é a pessoa que inspirou o sucesso "Natasha"

COVID: nunca mais vamos nos livrar disso, diz Ian Anderson do Jethro TullCOVID: nunca mais vamos nos livrar disso, diz Ian Anderson do Jethro Tull

Por que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos TrilhaPor que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos Trilha


Stamp

Brutal Exuberância: Thrashcore amazonense

Resenha - Território Perdido - Brutal Exuberância

Por Vitor Franceschini
Em 17/08/14

publicidade

Nota: 7

O Brutal Exuberância é um dos nomes mais tradicionais do Metal de Manaus/AM e este "Território Perdido" é o seu primeiro e único álbum oficial até então. Antes a banda lançou as demos "Planeta Cobiçado" (2006) e "Guerra dos Mundos" (2008). Na época a eram um quarteto e hoje se resumem a um trio.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A banda investe em um Thrash Metal típico brasileiro, mas não se faz de rogada e bota o pé em outros gêneros como Hardcore e Crossover também. Há até uma faixa quase Grindcore, caso da animalesca Alcoholic Domination.

O trabalho das guitarras é bem agressivo e objetivo, investindo principalmente em bases sólidas. A cozinha segue essa agressividade, além de possuir pegada e um baixo bem poderoso. O vocal do também guitarrista Naldo é um gutural interessante e inteligível, o que é importante, pois a maioria das letras é em português.

Destaque para Apocalipto e seu refrão pegajoso, a divertida Metal, Essa é Minha Vida, Território Perdido e a mais ‘trampada’ Futuro Incerto. Morro de Fome Mas Não Trabalho possui uma veia Punk/Hardcore total e, apesar de legal, destoa um pouco das outras composições.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A variação na produção pode ser um dos fatores negativos, mas a mesma não chega nem perto de ser ruim, já que o trabalho feito por Eddie Souza sob a supervisão da banda, no Studio E.S.P., foi bom. No final, o conjunto da obra sai com ponto positivo e demonstra um verdadeiro Metal ‘brazuca’.

https://www.facebook.com/brutalexuberancia
http://www.myspace.com/brutalexuberancia


Outras resenhas de Território Perdido - Brutal Exuberância

Resenha - Território Perdido - Brutal Exuberância

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metallica: por que 9 entre 10 fãs odeiam Load e Reload?Metallica
Por que 9 entre 10 fãs odeiam "Load" e "Reload"?

Out: os 100 álbuns mais gays de todos os tempos segundo a revistaOut
Os 100 álbuns mais gays de todos os tempos segundo a revista


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini.