Brutal Exuberância: Thrashcore amazonense

Resenha - Território Perdido - Brutal Exuberância

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Brutal Exuberância é um dos nomes mais tradicionais do Metal de Manaus/AM e este “Território Perdido” é o seu primeiro e único álbum oficial até então. Antes a banda lançou as demos “Planeta Cobiçado” (2006) e “Guerra dos Mundos” (2008). Na época a eram um quarteto e hoje se resumem a um trio.
5000 acessosDarkthrone: Fenriz fala sobre Sepultura, Sarcófago, Gal Costa e Caetano Veloso5000 acessosMayhem: banda levou restos humanos para o palco em 2011

A banda investe em um Thrash Metal típico brasileiro, mas não se faz de rogada e bota o pé em outros gêneros como Hardcore e Crossover também. Há até uma faixa quase Grindcore, caso da animalesca Alcoholic Domination.

O trabalho das guitarras é bem agressivo e objetivo, investindo principalmente em bases sólidas. A cozinha segue essa agressividade, além de possuir pegada e um baixo bem poderoso. O vocal do também guitarrista Naldo é um gutural interessante e inteligível, o que é importante, pois a maioria das letras é em português.

Destaque para Apocalipto e seu refrão pegajoso, a divertida Metal, Essa é Minha Vida, Território Perdido e a mais ‘trampada’ Futuro Incerto. Morro de Fome Mas Não Trabalho possui uma veia Punk/Hardcore total e, apesar de legal, destoa um pouco das outras composições.

A variação na produção pode ser um dos fatores negativos, mas a mesma não chega nem perto de ser ruim, já que o trabalho feito por Eddie Souza sob a supervisão da banda, no Studio E.S.P., foi bom. No final, o conjunto da obra sai com ponto positivo e demonstra um verdadeiro Metal ‘brazuca’.

https://www.facebook.com/brutalexuberancia
http://www.myspace.com/brutalexuberancia

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Território Perdido - Brutal Exuberância

497 acessosBrutal Exuberância: Obrigatório para quem gosta do estilo

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Brutal Exuberância"

DarkthroneDarkthrone
Fenriz comenta Sepultura, Sarcófago e MPB

MayhemMayhem
Banda levou restos humanos pro palco na França

Baixo elétricoBaixo elétrico
Leo Fender deu ao instrumento um status inédito

5000 acessosRaul Seixas: a explicação de Gita, por ele mesmo5000 acessosTop 5: Os roqueiros mais chatos da história5000 acessosSpin: as 30 melhores faixas instrumentais de todos os tempos5000 acessosGuns N' Roses: Richie Kotzen fez teste em segredo para a banda, diz Fortus5000 acessosMetallica: crítica do livro 'Metallica; A Biografia'5000 acessosJoe Satriani: "era o professor de guitarra mais sortudo de todos"

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online