Alestorm: Muito além de uma banda de folk metal pirata escocês

Resenha - Sunset On The Golden Age - Alestorm

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Artur Nunes
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Os escoceses do ALESTORM são os auto-proclamados reis do "Metal Pirata" e, mesmo quem não tem um forte sentido de humor, tem de admitir que a banda sabe invocar um belo power metal bem regado a folk. A temática pirata (pernas de pau, vocabulário marítimo e, sobretudo, muito álcool) é algo que escorrega tão bem - ou tão mal - quanto os trolls dos FINNTROLL ou aquelas músicas todas sobre tequilha, vodka e afins dos KORPIKLAANI. No fim do dia é a qualidade da música que conta e, por aí, os ALESTORM dão poucas hipóteses à concorrência: melodias contagiantes, teclados usados para fazer uma sonoridade tão épica e grandiosa que dói só de pensar nela e um crossover para algo mais extremo feito sempre que o sentido de dinâmica assim o exige.

Metal Moderno: 5 bandas aptas a se tornarem clássicasRestart: Trecho de "Enter Sandman" do Metallica no VMB 2010

Como já vem sendo hábito em cada um dos três álbuns que o quinteto de Perth editou até aqui, Sunset Of The Golden Age é um trabalho que vai adensando peso, melodias e coisas parvas. Se há dúvidas, é ouvir as influências meio eletrónicas no inicio de uma faixa-epopeia como 1747 (The Battle Of Cartagena). A coisa explode num orgasmo de puro divertimento, neste caso no binómio de faixas Wooden Leg!, que tem mais blastbeats por minuto que muitas músicas dos MARDUK, e Hangover, versão de um "clássico" de TAIO CRUZ (exato, mas o melhor é verem vocês mesmos na Wikipedia ou assim).

Quando o disco chega ao fim fica a certeza que os ALESTORM são muito mais do que a banda-desastre que não se consegue deixar de ouvir por curiosidade mórbida, que querem fazer deles. São uma força de power/folk metal a levar em linha de conta, com um sentido de humor muito próprio e uma capacidade para a ironia acima da média.

01. Walk The Plank
02. Drink
03. Magnetic North
04. 1741 (The Battle Of Cartagena)
05. Mead From Hell
06. Surf Squid Warfare
07. Quest For Ships
08. Wooden Leg!
09. Hangover
10. Sunset On The Golden Age

Resenha originalmente publicada no blog português A Ópera Só Acaba Quando A Senhora Gorda Canta.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Alestorm"


Alestorm e Rhapsody of Fire: introdução de Dawn Of Victory foi plagiada?Alestorm e Rhapsody of Fire
Introdução de "Dawn Of Victory" foi plagiada?


Metal Moderno: 5 bandas aptas a se tornarem clássicasMetal Moderno
5 bandas aptas a se tornarem clássicas

Restart: Trecho de Enter Sandman do Metallica no VMB 2010Restart
Trecho de "Enter Sandman" do Metallica no VMB 2010

Metallica: músicos regravam o St. Anger da forma correta - ouçaMetallica
Músicos regravam o St. Anger "da forma correta" - ouça

Mike Terrana: "Malmsteen foi uma das piores pessoas que conheci!"Metallica: gosto musical impediu que se tornassem um MaidenIron Maiden: quase na virada do ano, foto junta 4/5 da formação originalDave Mustaine: Não há solos no Nü Metal porque os guitarristas não sabem tocar

Sobre Artur Nunes

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGoo336|adClio336