Matérias Mais Lidas

imagemSteven Tyler dá entrada em clínica de reabilitação após sofrer recaída

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemLuciana Gimenez tentou aprender com Mick Jagger algo que não funcionou para ela

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemProdutor de "Temple of Shadows" conta problemas que teve com voz de Edu Falaschi

imagemIron Maiden faz mais um show da "Legacy Of The Beast World Tour"; veja setlist

imagemA definição de rock n roll segundo quem melhor entende do assunto: Mick Jagger

imagemMike Shinoda não está nada feliz com a interferência das redes sociais na música

imagemKiko Loureiro explica efeito colateral da saída de Andre Matos que o fez crescer

imagemEncontro entre Paul Di'Anno e Steve Harris resultou em "algo que será discutido"

imagemFernanda Lira, da Crypta, e o papo reto sobre "se falar de política vai perder fãs"

imagemMetallica vai lançar toca discos super invocado, que obviamente custará uma fortuna

imagemTodos os discos do Nightwish, do pior para o melhor, em lista da Metal Hammer

imagemO dia que os membros do Black Sabbath foram amaldiçoados por uma seita satânica

imagemNick Mason relembra a época que o Pink Floyd desastrosamente tentou tocar reggae


Stamp

D.I.E.: Thrash/hardcore com altas doses de death metal

Resenha - D.I.E. - D.I.E.

Por Junior Frascá
Em 29/07/14

Nota: 7

Embora tenhamos hoje em dia bandas de muita qualidade em praticamente todas as vertentes do metal em nossas terras, sem dúvida o lado mais agressivo do estilo sempre pareceu prevalecer por aqui, sendo que nomes como SEPULTURA, KRISIUN, SARCÓFAGO e outros são considerados até hoje referências mundiais. E o D.I.E. é mais um novo grupo que trilha por esses caminhos mais brutais da música pesada.

Tendo em sua formação os mascarados que se apresentam pelos pseudônimos de Charles Guerreiro (vocal), Hell Hound (guitarra), Roger Vorhees (baixo) e Mortiz Carrasco (bateria), a banda apresenta uma sonoridade que mescla elementos de thrash metal e hardcore, incluindo ai vários elementos de death metal, tudo isso tocado com muita técnica e groove, que tornam a audição desse EP de apenas quatro música muito prazerosa. As principais influências aqui percebidas são de bandas como SEPULTURA, PANTERA, EKTOMORF, BIOHAZARD, THROWDOWN e HATEBREED.

Os instrumentos estão muito bem timbrados, embora a gravação dos vocais tenha ficado um pouco sobreposta, mas nada que algumas correções na mixagem de um provável debut não resolva.

O material ao todo é muito curto, mas mesmo assim é perceptível que a banda tem muito potencial, em especial nas ótimas faixas "D.I.E." e "Predicted", duas pedradas descomunais.

Aguardemos ansiosos os próximos passos dos caras!


Outras resenhas de D.I.E. - D.I.E.

Resenha - D.I.E. - D.I.E.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Câncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá.