RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemQual era a opinião de Tony Iommi sobre Ozzy Osbourne solo e Randy Rhoads em 1984?

imagemEx-guitarrista do Megadeth não liga para Mustaine e diz que está "fazendo dinheiro para ele"

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemSlash se sente feliz por não existir internet nos primórdios do Guns N' Roses

imagemPaul McCartney quase foi atropelado ao tentar recriar famosa cena de capa de disco

imagemOs 4 fatores determinantes que levaram Renato Russo a dependência química

imagemPara John Lennon, os Beatles poderiam ter acontecido sem George e Ringo

imagemA atitude punk da Legião Urbana que causou irritação e deu trabalho na gravação

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso


Athar: A estreia da banda de Metalcore de Campina Grande

Resenha - Athar - Athar

Por João Dias
Postado em 21 de maio de 2014

Nota: 8

O Brasil virou, sem dúvidas, um celeiro para o gênero metalcore. Muitos "oldschool", tanto do lado do metal como do "core" (hardcore, para ser explícito) dizem algo óbvio: moda, ou de maneira mais detratora, "modinha". Sim, admito como escritor dessa review que não sou muito fã do gênero, mas a banda Athar de Campina Grande mostra um som muito bem feito e com diversas características do gênero, com complementações bem sacadas de hardcore clássico e punk, principalmente nos vocais mais limpos.

Óbvio que a primeira influência que percebe-se na banda é o AS I LAY DYING, mas como muitas bandas do gênero, eles incorporaram elementos do Screamo, como se percebe já na música "Súplicas", ainda que com muitas linhas geniais de baixo e arranjos bem sacados na guitarra. A faixa "Lembranças" tem todos os elementos que me lembraram o álbum "The Changing Of Times" da banda UNDEROATH.

"Minha Alma", numa versão mais aperfeiçoada da versão demo de mesmo nome, é uma das mais criativas, pois os vocais limpos no refrão "não desistirei, não faço assim, lutarei até o fim, sei que existe alguém que pode me dar a salvação" é muito mais na linha do hardcore melódico, diferenciando muito do metalcore comumente feito atualmente pela maioria das bandas.

Já "Meus Planos" é a mais atual de todas, infestada de breakdows e no refrão, o back-vocal acompanha com os gritos comuns do screamo. A música entretanto traz consigo elementos impressionantes do hardcore melódico e do heavy metal (principalmente no solo genialmente bem executado). O EP finaliza com "Redenção", uma faixa bônus vinda de um single lançado pela banda em 2011 e que traz consigo elementos que a banda estava começando a trabalhar e que aperfeiçoariam ao longo dos anos, numa sonoridade que me remeteu rapidamente ao DEMON HUNTER, a exceção do fim da faixa, com elementos do breakdown, que me lembraram logo SEVENTY TIMES SEVEN e FOR TODAY.

Enfim, é uma banda com diversas influências do som atual, e que inclusive está se renovando, prometendo uma renovação sonora a partir desse ano, com elementos do groove metal, na linha do LIVING SACRIFICE e do LAMB OF GOD. Aguardo ansiosamente, haja vista que a EP deles me animou bastante no quesito qualidade sonora. A arte de capa é um detalhe a parte, muito bem desenhada, tenho pra mim que uma referência à música "Súplicas" ou uma releitura da arte da demo "Minha Alma".

Formação no EP:

Flávio - vocal
Welton - Guitarra
Edy- Baixo
Yuri- Guitarra
Ramon - Bateria

Track List:

1 - Súplicas
2 - Lembranças
3 - Minha Alma (nova versão)
4 - Meus Planos
5 - Redenção (Faixa Bônus)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre João Dias

Nascido em Pernambuco, licenciado em história pela UFPE. O rock'n roll entrou em sua vida ainda criança, mas somente na juventude passou a se dedicar como músico, divulgador de eventos, e ajudando a cena underground pernambucana e do Nordeste em geral, sendo redator de sites como Metal Land, Metal Cristão, Cristianismo e Underground, Mortifination e, claro, Whiplash.Net. Contatos através do seu site Christian Underground Pernambuco.
Mais matérias de João Dias.