Matérias Mais Lidas

Guns N' Roses: as diferenças entre Steven Adler e Matt Sorum, segundo Gilby ClarkeGuns N' Roses
As diferenças entre Steven Adler e Matt Sorum, segundo Gilby Clarke

Cavalera Conspiracy: Max confessa que mentiu a Iggor sobre primeiro álbum da parceriaCavalera Conspiracy
Max confessa que mentiu a Iggor sobre primeiro álbum da parceria

Rodox: quando baterista estragou show da banda após João Gordo vê-lo rezandoRodox
Quando baterista estragou show da banda após João Gordo vê-lo rezando

Rock and Roll Hall of Fame: o metal está sendo excluído da instituição? CEO respondeRock and Roll Hall of Fame
O metal está sendo excluído da instituição? CEO responde

Resenha - Vera Cruz - Edu Falaschi
Resenha - Vera Cruz - Edu Falaschi

Raimundos: Digão revela que recebeu proposta astronômica para reunião com RodolfoRaimundos
Digão revela que recebeu proposta "astronômica" para reunião com Rodolfo

Papa Roach: o dia que Sharon Osbourne deu esporro e colocou o vocalista em seu lugarPapa Roach
O dia que Sharon Osbourne deu esporro e colocou o vocalista em seu lugar

Mamonas Assassinas: a história das fotos dos músicos mortos, feitas para tabloideMamonas Assassinas
A história das fotos dos músicos mortos, feitas para tabloide

João Gordo: ele comenta treta com Digão do Raimundos, que o chamou de pela sacoJoão Gordo
Ele comenta treta com Digão do Raimundos, que o chamou de "pela saco"

Sebastian Bach: quando o pai do Bon Jovi ameaçou matá-loSebastian Bach
Quando o pai do Bon Jovi ameaçou matá-lo

Nirvana: A faixa mais subvalorizada em cada álbum, pela Ultimate Classic RockNirvana
A faixa mais subvalorizada em cada álbum, pela Ultimate Classic Rock

Nirvana: por que, até hoje, Dave Grohl não canta músicas da bandaNirvana
Por que, até hoje, Dave Grohl não canta músicas da banda

Sepultura: Max Cavalera admite que copiou Black Sabbath em Roots Bloody RootsSepultura
Max Cavalera admite que copiou Black Sabbath em "Roots Bloody Roots"

Max Cavalera: como ele desistiu de detonar o Sepultura em Eye for an Eye, do SoulflyMax Cavalera
Como ele desistiu de detonar o Sepultura em "Eye for an Eye", do Soulfly

Iron Maiden: a reação de Steve Harris ao ouvir clássico de Bruce DickinsonIron Maiden
A reação de Steve Harris ao ouvir clássico de Bruce Dickinson


Pentral
Arte Musical

Noturnall: O álbum de estreia da banda é incrível

Resenha - Noturnall - Noturnall

Por Paulo Pontes
Em 18/03/14

Nota: 10

Não poderia ser diferente, integrantes de uma das melhores bandas do Brasil se juntam a um dos melhores bateristas do mundo, resultado, o álbum de estreia do Noturnall é incrível.

Para quem não sabe, a banda é formado pelos integrantes do Shaman (Thiago Bianchi, Léo Mancini, Fernando Quesada e Jr. Carelli), além de ter na bateria o grande Aquiles Priester.

O álbum já começa matador, "No Turn At All" é pesadíssima, os vocais do Thiago Bianchi estão agressivos - diferente de outros registros - mas ao mesmo tempo apresentam aquela melodia e sensibilidade que já conhecemos, em alguns momentos soa como uma mistura de Phil Anselmo e Chuck Bily, mas com a pegada e características vocais marcantes de Thiago. Só ouvindo para ter uma noção do que estou falando.

As guitarras de Léo Mancini estão com um peso descomunal, e a propósito, como o cara é completo e diversificado no instrumento, quem já ouviu outros trabalhos do Léo, incluindo seu álbum de versões Acoustic Hits, percebo o quanto o cara é bom independente da vertente em que se propõe a tocar. Os riffs de Noturnall são sensacionais, os solos que Léo faz juntamente com os teclados de Jr. Carelli se completam e mostram muita técnica e feelling apuradíssimos.

A cozinha da banda é indescritível, falar que o Aquiles é um excepcional baterista é com certeza chover no molhado, o cara não para um minuto nas músicas mais rápidas, viradas precisas, ataques certeiros nos pratos, uma pegada violentíssima, alem de um ótimo som de bateria. O baixo de Fernando Quesada contribui de forma única para com todo este peso do, e não poderia ser de outra maneira, na minha opinião Quesada está entre três melhores baixistas do Brasil.

Você deve estar pensando: -PQP! O maldito escreveu tudo isso e só falou da primeira música...

Calma! Têm mais alguns destaques, a segunda música do cd é um deles. "Nocturnal Human Side" tem todas as características da anterior e de quebra conta com a participação de um vocalista, que pode ser considerado um dos melhores da atualidade, Russell Allen, que não apenas participou da música, como, foi o produtor do álbum, demonstrando saber muito sobre o assunto. Vale ressaltar o "casamento" perfeito que as vozes formaram neste petardo. "Hate", um metal moderno que logo de cara dispara: "Hate! Fuck your hate!", tem uma estrutura complexa e variações de tempo e dinâmica que, apenas músicos de tal calibre conseguem transmitir de forma natural.

Mas, nem só de pancadaria vive o metal, "Last Wish" é de uma sensibilidade impar e realmente cumpre seu papel, Bianchi dá um show a parte.

Este é um daqueles álbuns que escutamos e de repente damos conta, não pulamos uma faixa sequer.

A balada acústica, "The Blame Game", finaliza um álbum que com toda certeza estará na lista de melhores lançamentos de 2014 e coloca o Noturnall na lista de bandas que orgulham o metal nacional e nos iguala a bandas consagradas no mundo todo.

Destaque também para a belíssima arte da capa, criada pelo artista Carlos Fides, da ArtSide.

Track-list:

1. No Turn At All
2. Nocturnal Human Side
3. Zombies
4. Master of Deception
5. St. Trigger
6. Sugar Pill 7. Last Wish
8. Hate
9. Fake Healer
10. The Blame Game


Outras resenhas de Noturnall - Noturnall

Noturnall: O futuro grande nome do Metal nacional?

Noturnall: Mistura de raízes power metal e vertentes mais pesadas

Noturnall: Músicos consagrados que fazem música de qualidade

Noturnall: Estreia da banda é um verdadeiro petardo

Noturnall: O álbum que machuca o ouvidoNoturnall
O álbum que machuca o ouvido

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
Edu Falaschi - Vera Cruz
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Aquiles Priester: por que ele não permite fotógrafos perto da bateria em showsAquiles Priester
Por que ele não permite fotógrafos perto da bateria em shows

Sonoridades: Mike Orlando como nunca se viu (vídeo)Sonoridades
Mike Orlando como nunca se viu (vídeo)

Piu Loko: Homenagem a Hatebreed com músicos do Fucking Violence, Korzus e Noturnall


Rock x Política: quem disse que não sai coisa boa dessa mistura?Rock x Política
Quem disse que não sai coisa boa dessa mistura?

Thiago Bianchi: os álbuns que marcaram o vocalistaThiago Bianchi
Os álbuns que marcaram o vocalista

Noturnall: Aquiles diz que nunca houve rivalidade com ConfessoriNoturnall
Aquiles diz que nunca houve rivalidade com Confessori


Death Metal: as 10 melhores bandas de acordo com a AOLDeath Metal
As 10 melhores bandas de acordo com a AOL

Lista: clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1Lista
Clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1


Sobre Paulo Pontes

Nascido em Valinhos, interior de São Paulo, é estudante de jornalismo e iniciou-se no universo do rock ouvindo Guns n' Roses. É fã de Led Zeppellin, Richie Kotzen e Edguy, mas adora o rock em todas as suas vertentes, do Classic Rock ao Black Metal. Depois de escutar o refrão de "Eagle Fly Free" pela primeira vez, passou a curtir muito Power Metal, e achou que jamais iria ouvir um refrão tão bom quanto aquele dentro de tal vertente, realmente estava certo, ainda não ouviu. Casado e pai de duas lindas meninas, também se diverte muito com bons filmes e livros.

Mais matérias de Paulo Pontes no Whiplash.Net.