Corporate Death: Um dos melhores álbuns nacionais de 2013

Resenha - Angels & Worms - Corporate Death

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Em primeira instância não cometa o erro deste redator, ou seja, ficar com o fone de ouvidos no volume máximo sempre. Principalmente quando for ouvir este segundo trabalho dos paulistas do Corporate Death. Afinal, você pode ter seus tímpanos estourados já na primeira faixa Heretic Angels.
5000 acessosA Vida Pós-bilau: vocalista do Life of Agony abre o jogo5000 acessosBuckethead: uma rara imagem do guitarrista sem a máscara

Em segundo lugar é de doer saber que uma banda dessas não obteve o interesse de uma gravadora em lançar o seu trabalho. Azar das gravadoras e selos também, porque além de provar o alto nível do nosso Death Metal, a Corporate Death mostra ao que veio de vez em “Angels & Worms”.

O trabalho de guitarras se mostra sensacional. Riffs agressivos com solos digitalizados dão a tônica, tudo a cargo de Damien Mendonça que cuidou também das quatro cordas. A bateria de Rafael Cau assusta de tão poderosa. O que são esses ‘blast beats’?! A famosa ‘metranca’ em carne e osso, ou melhor, em pele, caixas, bumbos...

É impressionante como tudo é extremo neste trabalho. Os vocais de Flávio Ribeiro não ficam atrás, mostrando um gutural poderoso e imponente que às vezes se alterna com hostis grunhidos rasgados e destila letras antirreligiosas e niilistas.

Não posso deixar de mencionar as faixas Heretic Angels e The Twilight como recomendação se você estiver com pressa. Mas quando parar pra ouvir o álbum tenho certeza que irá se arrepender de não tê-lo ouvido antes. Só pra não ser completamente injusto, se eu tivesse este trabalho em mãos antes de acabar 2013, ele com certeza estaria na minha lista de melhores do ano.

http://www.corporatedeath.net/
http://www.facebook.com/corporatedeath

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Corporate Death"

A Vida Pós-bilauA Vida Pós-bilau
Vocalista do Life of Agony abre o jogo

BucketheadBuckethead
Uma rara imagem do guitarrista sem a máscara

Iron MaidenIron Maiden
Jurando nunca seguir passos do Metallica em festival

5000 acessosMetallica: o insistente uso do "Yeah!" por James Hetfield5000 acessosRob Halford: qual a canção mais demoníaca que existe no metal?5000 acessosSepultura: saiba mais sobre as visões religiosas de Derrick5000 acessosAerosmith: Tudo que esconderam de você - Parte I5000 acessosJoão Gordo: culpado pelo show horrível do Nirvana no Brasil5000 acessosSlipknot: Corey Taylor explica o motivo de terem nove integrantes

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online