Metalizer: Thrash rasgado, furioso, com toques de Crossover...

Resenha - Thrashing Force - Metalizer

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcos Garcia
Enviar correções  |  Ver Acessos


Definitivamente, é legal demais ver e ouvir o Metal à moda antiga sendo resgatado, já que aquelas sonoridades dos anos 80, com algum sopro de vida atual (onde entra a personalidade do músico), sempre empolga bastante. Quando se foge da imitação pura e simples, temos sempre bons resultados, como é o caso do quarteto de Nova Odessa (SP) METALIZER, que executam um Thrash Metal furioso em 'The Thrashing Force', seu disco de estréia, após dois Demo-CDs.

Metalizer: Revelados arte da capa, nome e tracklist do terceiro álbumRob Zombie: sua lista dos 5 Melhores Filmes de Zumbi

Thrash Metal rasgado, furioso e com alguns toques de Crossover, lembrando bastante a escola européia do estilo (com alguns toques da cena da Bay Area, especialmente nos vocais à lá "Zetro" Souza com alguns agudos à lá Schmier), ou seja, bem trabalhado e com bons arranjos aqui e ali, sempre sem perder o foco nas melodias, com vocais furiosos, riffs bem empolgantes e solos bem arranjados, baixo e bateria muito bem entrosados, embora ambos apareçam individualmente em momentos bem legais. E esta fusão garante um som vigoroso sempre, com energia bruta saindo pelas caixas de som.

A produção de Cláudio, Junior e da banda resultou em uma gravação de bom nível, com cada instrumento em seu devido volume, sem se embolarem mutuamente, mas está muito seca, quando um pouco mais de efeitos poderiam ter dado mais peso. Não está ruim, mas poderia ser melhor. Já a parte visual apela bastante para a veia Old School da banda, bem feita e ambientada naquilo que eles se propõem musicalmente.

Mas quando o disco começa a rolar, é para sair da frente, pois o som da banda é muito compacto, logo, é para bater cabeça até o pescoço doer de tanto torcicolo.

Destaques absolutos: a bruta e rasgada 'Peace in Pieces' (com riffs bem ganchudos e pesados, se alternando bastante, e com momentos ótimos do baixo), a mais trabalhada 'Thrashing the Betrayers' (reparem na técnica de bateria), a pedrada 'Electric Homicide' (os vocais rasgadaços roubam a cena, fora o ótimo solo de guitarra e os dois bumbos que se apresentam bastante), a ótima 'Bleed by My Fist' (que começa cadenciada antes de virar uma paulada), e 'Silent Desperation' (que mostra uma ótima diversidade de andamentos, sempre pesada e mantendo o ouvinte preso no lugar). Mas lembramos que o disco inteiro é muito bom, fruto de uma vontade absurda de fazer algo honesto e pesado.

Um disco de estréia muito bom, que mostra um trabalho que promete e que o METALIZER é uma bela revelação de nossa cena Metal.

Tracklist:

01. Trails of a Blood Storm (Intro)
02. Peace in Pieces
03. Thrashing the Betrayers
04. Alcoholic Madness
05. Electric Homicide
06. Metalizer (The Thrashing Force)
07. Emptiness
08. Bleed by My Fist
09. Silent Desperation

Formação:

Sandro Maués - Vocais
Douglas Lima - Guitarras
Nilão Bonecrusher - Baixo
Thiago Agressor - Bateria e backing vocals

Contatos:
https://www.facebook.com/metalizermetal
https://soundcloud.com/metalizer-thrash
http://www.myspace.com/metalizermetal
http://www.purevolume.com/bandametalizer


Outras resenhas de Thrashing Force - Metalizer

Metalizer: Trilhando os caminhos do Thrash Metal oitentista



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Metalizer"


Metalizer: Revelados arte da capa, nome e tracklist do terceiro álbum

Rob Zombie: sua lista dos 5 Melhores Filmes de ZumbiRob Zombie
Sua lista dos 5 Melhores Filmes de Zumbi

Rob Halford: Talvez eu seja o único Gay vocalista de MetalRob Halford
"Talvez eu seja o único Gay vocalista de Metal"

Fotos de Infância: Kurt Cobain, do NirvanaFotos de Infância
Kurt Cobain, do Nirvana

Roqueiros conservadores: a direita do rock na revista VejaRoqueiros conservadores
A direita do rock na revista Veja

Teoria da Conspiração: Slipknot troca membros em shows ao vivo?Teoria da Conspiração
Slipknot troca membros em shows ao vivo?

Irresponsável: mulher leva bebê para mosh pit em show de MetalIrresponsável
Mulher leva bebê para mosh pit em show de Metal

Lars Ulrich: as lembranças mais marcantes com o MetallicaLars Ulrich
As lembranças mais marcantes com o Metallica


Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".

Mais matérias de Marcos Garcia no Whiplash.Net.