Matérias Mais Lidas

Guns N' Roses: Axl entendia que as coisas mudaram, mas Slash tinha virado um personagemGuns N' Roses
Axl entendia que as coisas mudaram, mas Slash tinha virado um personagem

AC/DC: por que Bon Scott não era só um bêbado lunático, segundo ex-baixistaAC/DC
Por que Bon Scott não era só um "bêbado lunático", segundo ex-baixista

Van Halen: a diferença entre David Lee Roth e Sammy Hagar, segundo Alex Van HalenVan Halen
A diferença entre David Lee Roth e Sammy Hagar, segundo Alex Van Halen

Nirvana: músico canadense muito parecido com Kurt Cobain faz sucesso no TikTokNirvana
Músico canadense muito parecido com Kurt Cobain faz sucesso no TikTok

Smith/Kotzen: primeiro álbum da dupla será lançado em março; confira capa e tracklistSmith/Kotzen
Primeiro álbum da dupla será lançado em março; confira capa e tracklist

Robert Fripp: veja cover de Welcome to the Jungle com esposa segurando halteresRobert Fripp
Veja cover de "Welcome to the Jungle" com esposa segurando halteres

Mamonas Assassinas: a história por trás do enigmático CreuzebekMamonas Assassinas
A história por trás do enigmático "Creuzebek"

Megadeth: quando a MTV ferrou a banda ao rejeitar clipe de A Tout Le MondeMegadeth
Quando a MTV ferrou a banda ao rejeitar clipe de "A Tout Le Monde"

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?Slash
Por que ele usa óculos escuros o tempo todo?

Metallica: todas as faixas do polêmico Load, da pior para a melhorMetallica
Todas as faixas do polêmico "Load", da pior para a melhor

Black Sabbath: avó de Iommi era brasileira e pais eram católicosBlack Sabbath
Avó de Iommi era brasileira e pais eram católicos

Iced Earth: Schaffer será extraditado para Washington; não há decisão sobre fiançaIced Earth
Schaffer será extraditado para Washington; não há decisão sobre fiança

Slayer: Faca feita com cordas de guitarra gera imagens que ninguém esperavaSlayer
Faca feita com cordas de guitarra gera imagens que ninguém esperava

Guns N' Roses: por que Bumblefoot errou Welcome to the Jungle no Rock in Rio 2011Guns N' Roses
Por que Bumblefoot errou "Welcome to the Jungle" no Rock in Rio 2011

Kiss: Gene Simmons diz que passou dos 70 anos por nunca ter bebido ou usado drogasKiss
Gene Simmons diz que passou dos 70 anos por nunca ter bebido ou usado drogas


Matérias Recomendadas

Krisiun: banda lista os 5 picos mais demoníacos do BrasilKrisiun
Banda lista os 5 picos mais demoníacos do Brasil

Separados no nascimento: Ronnie James Dio e Maria BethaniaSeparados no nascimento
Ronnie James Dio e Maria Bethania

Rock Nation: rádio elege melhor do Hard Rock dos 80sRock Nation
Rádio elege "melhor do Hard Rock dos 80s"

Queen: a foto com Maradona, que nos deixou, e a história por trásQueen
A foto com Maradona, que nos deixou, e a história por trás

Slayer: Tom Araya revela seus ídolos do baixoSlayer
Tom Araya revela seus ídolos do baixo

Stamp
Tunecore

Infection: Death Metal manauara puro e sem rodeios

Resenha - Vale dos Suicidas - Infection

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo M. Brauna
Enviar Correções  


Death Metal manauara puro e sem rodeios, assim faz o INFECTION. Os caras assimilaram bem as suas influências ‘old school’ e lançaram um registro que define muito a sua proposta. Surgidos em 2005 onde no mesmo ano dividiram um ‘split’ com ARS TENEBRAE, eles em 2007 lançaram a primeira demo, ‘Infecting the World’. Retornando ao estúdio em 2012 é lançado o terceiro trabalho, ‘Vale dos Suicidas’.

A demo contém cinco registros que são quatro canções cantadas em português e uma em inglês. As características do Death Metal original são percebidas logo na introdução da faixa título, com o vocalista CARLOS mostrando que tem pomo de adão para notas guturais. Quem já ouviu IMMOLATION ou INCANTATION sabe do que estou falando.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

CARLOS também assume o baixo e mostra ter talento para as duas áreas. Durante as cinco execuções, o peso é mantido com categoria sem estrapolações e muito bem encaixado. Exemplificando, ‘O Retorno do Pesadelo’ é uma canção com passagens mais pesadas e que valoriza bastante o trabalho das quatro cordas.

MARCIANO (guitarrista) é o que traz para o ‘Vale dos Suicidas’ as idéias mais tupiniquins, pois seus riffs rasteiros que primam pela velocidade, parecem sair da escola do SEPULTURA (fase JAIRO TORMENTOR), SARCÓFAGO e SEXTRASH. A música ‘Gritos de Agonia’ é a que mais nos guia a essa lembrança.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Como já fazem dois anos de seu lançamento, o que se espera é que CLEYTON (baterista) possa ter aprimorado mais a sua técnica. Não que ele tenha descumprido o seu papel aqui, mas em alguns momentos ele deixa dominar-se pelo excesso de fibra e com isso passa alguns milímetros da conta.

Para mim o único pecado do CD está na falta de informação técnica. O encarte vem com as letras das quatro músicas (a quinta faixa, ‘Warriors of Death’, por ser bônus não contém letra no encarte), a capa com um desenho fabuloso, mas não existe nome dos integrantes ou produção escritos, porém o conteúdo sonoro pode compensar essa falta. Então é hora de procurar a sua cópia!

publicidade

Formação:

CARLOS – Baixo, Vocal;
MARCIANO – Guitarra, Backing Vocal;
CLEYTON – Baterista.

Faixas:

01 – Vale dos Suicidas;
02 – Discórdia e Morte;
03 – O Retorno do Pesadelo;
04 – Gritos de Agonia;
05 – Warriors of Death.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Malvada
Dead Daisies
Como consegui viver de Rock e Heavy Metal
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Astros do rock: o patrimônio líquido de cada umAstros do rock
O patrimônio líquido de cada um

Humor: as 101 regras do New Metal/Nu-metalHumor
As 101 regras do New Metal/Nu-metal


Sobre Leonardo M. Brauna

Leonardo M. Brauna é cearense de Maracanaú e desde adolescente vive a cultura do Rock/Metal. Além do Whiplash, o redator escreve para a revista Roadie Crew e é assessor de imprensa da Roadie Metal. A sua dedicação se define na busca constante por boas novidades e tesouros ainda obscuros.

Mais matérias de Leonardo M. Brauna no Whiplash.Net.