Royal Hunt: Melhor trabalho desde o clássico "Paradox"

Resenha - A Life to Die For - Royal Hunt

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar Correções  

9


Depois do retorno do vocalista D.C. Cooper, e o lançamento do aclamado "Show Me How to Live", o ROYAL HUNT voltou com tudo aos holofotes, conseguindo atingir novamente o patamar de grande. Não que, durante o período em que D.C. este fora, a banda não fosse relevante, muito pelo contrário, mas com ele nos vocais, a banda se diferencia muito mais. E agora chegam a seu 11º disco de estúdio, que sem dúvida é um dos melhores de toda sua gloriosa carreira.

Se no álbum anterior a banda já se mostrava em grande forma, a coisa agora ficou ainda mais evidente, vez que todos aqueles elementos que sempre caracterizaram a sonoridade da banda estão aqui presentes de forma potencializada, em faixas riquíssimas e de fácil assimilação, sem soar enjoativo em nenhum momento de seu interregno.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Assim, os termos progressivo, neoclássico e melódico, utilizados para caracterizarem o som da banda durante todos esses anos de carreira, se fundem na criação de um som único e cheio de identidade, pois é difícil encontrar uma banda que faça algo similar ao ROYAL HUNT.

Não vou citar destaques, até porque é impossível, já que o todas as 07 faixas apresentadas são excelentes, e do mesmo nível de qualidade, e todas, sem exceção, com potencial de se tornarem clássicas da banda. O instrumental esta perfeito, com arranjos grandiosos, e ótimas linhas de guitarra e teclado, e as excelentes linhas vocais de D.C. deixam tudo ainda mais marcante.

Além disso, aqueles refrãos grudentos e cheios de personalidade que sempre marcaram presença nas faixas da banda estão aqui também presentes à exaustão, com aquela mescla cativante de vozes femininas com as de Cooper, e que farão os fãs da banda de arrepiarem.

A versão especial do álbum, e digipack, ainda traz um DVD bônus, que embora não sejam gravações profissionais, são de extrema qualidade, e um presentaço para os fãs. Os destaques ficam para a inusitada versão acústica para "Far Away", tocada nas ruas de Madrid, Espanha, e tendo como coro os vocais dos transeuntes; e a clássica "Step By Step", tocada na Rússia.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sem dúvida, o melhor disco da banda desde o clássico "Paradox", e um dos três melhores de todo sua carreira. Obrigatório para os apreciadores do estilo.

A Life to Die For – Royal Hunt
(Frontiers - Importado- 2013)

Tracklist:
1. Hell Comes Down from Heaven
2. A Bullet's Tale
3. Running Out of Tears
4. One Minute Left to Live
5. Sign of Yesterday
6. Won't Trust, Won't Fear, Won't Beg
7. A Life to Die For

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Lineup:
Allan Sorensen - Drums
André Andersen - Keyboards, Guitars, Bass
D.C. Cooper - Vocals
Andreas Passmark - Bass
Jonas Larsen - Guitars




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Vocalistas: as vozes mais agudas do Metal segundo o NoisecreepVocalistas
As vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep

Top 10: Álbuns conceituaisTop 10
Álbuns conceituais


Censura: 53 nomes que você não pode dizer em uma rádioCensura
53 nomes que você não pode dizer em uma rádio

Solos de guitarra: lista dos 50 melhores segundo a NMESolos de guitarra
Lista dos 50 melhores segundo a NME


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Cli336 GooAdHor Goo336 Cli336