Running Wild: Navegando com a maestria de um velho lobo do mar

Resenha - Resilient - Running Wild

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Samyr Ismail, Fonte: Moshpit
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Resilient - /rɪˈzɪlɪənt/
932 acessosRunning Wild: nove primeiros clássicos serão relançados5000 acessosQueen: novas fotos do recluso John Deacon

1.(of a substance or object) able to recoil or spring back into shape after bending, stretching, or being compressed.
2.(of a person or animal) able to withstand or recover quickly from difficult conditions.

Resiliência, junto com a tenacidade, são duas das propriedades físicas mais importantes em materiais de engenharia. Ambas tratam da capacidade do material absorver energia: a primeira no regime de deformação elástico e a segunda durante todo o regime de deformação até a ruptura (regime de deformação elástico + regime de deformação plástico).

Regime de deformação elástico é aquele tipo de deformação que, depois de retirada a força aplicada, o material retorna para a sua forma original (assim como o elástico das suas calças), sem nenhuma "sequela" permanente. Por sua vez, o regime de deformação plástico é aquele em que o material após deformado, não retorna jamais ao seu formato original. Ele amassou, torceu, dobrou, e perdeu a forma original... e quem sabe até mesmo a sua utilidade.

Em linhas gerais, os dois conceitos tratam de como um material se comporta quando "toma porrada". Ele aguenta a pressão? Mantém a forma? Mantém as suas propriedades? Esses conceitos são tão importantes, que a psicologia, na falta de termos melhores, se apropriou de ambos e expandiu o seu uso para os seres humanos. Uma pessoa que rapidamente se recupera das agruras da vida e volta a ser exatamente o que era antes é uma pessoa resiliente. Uma pessoa que suporta todo o tipo de dificuldade, e se mantém "inteiro", é uma pessoa tenaz.

Essa introdução toda é para dizer que uma banda com mais de 30 anos de existência, que mesmo com todos os altos e baixos que uma carreira longa proporciona, mesmo já tendo inclusive finalizado as atividades, mesmo que tenha trocado toda a sua formação, mesmo que hoje em dia seja basicamente o projeto de um homem só, e que ainda assim, mesmo depois de todo esse tempo (e todos esses contratempos), ainda consiga lançar um ótimo disco que se mantém fiel a tudo o que a banda já fez de melhor, definitivamente não poderia ter escolhido um título melhor para o álbum!

Logo de cara o disco abre com a excelente "Soldiers of Fortune", com o seu ótimo riff quadradão que faria muita banda de Thrash Metal ficar com inveja. Sem dar muito tempo para pensar a banda engata a (também excelente) faixa título, "Resilient", que mostra toda a categoria do vocalista, guitarrista, compositor e dono da banda ROLF "ROCK N' ROLF" KASPAREK em compor ótimos riffs ganchudos de Rock n’ Roll. Por sinal, o riff da ponte dessa música é algo que deveria ser motivo de estudo para qualquer guitarrista de Rock n’ Roll que se preze.

E o disco segue assim até o final, navegando com a maestria de um velho lobo do mar, nesses dois oceanos. Uma hora norteado pelo tradicional Heavy Metal alemão, outra hora com os dois pés fincados no bom e velho Rock n’ Roll, e na maior parte do tempo em algum lugar no meio de ambos. A sequência "The Drift", "Desert Rose" e "Fireheart", exemplifica de forma clara exatamente isso. A primeira um Heavy Metal tradicional, a segunda um pouco mais puxada para o Rock/Hard e a terceira algo entre elas. "Crystal Gold" e "Bloody Island" fecham muito bem o disco (a versão Digipack conta ainda conta com as faixas bônus "Payola and the Shenanings" e "Premonition"), sendo a segunda um épico de quase 10 minutos.

Coloque para tocar e aumente o volume. Diversão garantida.

Tracklist:
01 – Soldiers Of Fortune – 4:23
02 – Resilient – 4:41
03 – Adventure Highway – 4:18
04 – The Drift – 4:45
05 – Desert Rose – 5:13
06 – Fireheart – 4:41
07 – Run Riot – 4:33
08 – Down To The Wire – 4:03
09 – Crystal Gold – 4:28
10 – Bloody Island – 9:55

Bonus Track:
01 – Payola and the Shenanings – 4:41
02 – Premonition – 4:17

Leia mais em MOSHPIT
http://www.moshpit.in/content/1385414799/running-wild-resili...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Resilient - Running Wild

2673 acessosRunning Wild: Mais uma vez provando sua força2362 acessosRunning Wild: Novamente navegando em águas familiares

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

932 acessosRunning Wild: nove primeiros clássicos serão relançados0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Running Wild"

Top 10Top 10
Os mais influentes álbuns de Metal Tradicional

Metal AlemãoMetal Alemão
About.com elege as melhores bandas

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Running Wild"

QueenQueen
Novas fotos do recluso John Deacon

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1987

Heavy MetalHeavy Metal
Universo em fantasia; uma trilha sonora do caralho!

5000 acessosFotos de Infância: Max e Igor Cavalera, do Sepultura5000 acessosMetal sueco: site elege as dez melhores bandas da Suécia5000 acessosPolêmica: as músicas mais controversas da história do Rock5000 acessosRHCP: Kiedis não quer trabalhar com Axl Rose e nem com Dave Grohl4445 acessosTestament: como terapias nativas ajudaram Chuck Billy5000 acessosLinkin Park: "Odeio nu-metal", diz Chester Bennington

Sobre Samyr Ismail

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online