Matérias Mais Lidas

James Hetfield: com Di'Anno e sem Dickinson, os 20 maiores vocalistas na opinião deleJames Hetfield
Com Di'Anno e sem Dickinson, os 20 maiores vocalistas na opinião dele

Led Zeppelin: Jimmy Page elege seu melhor solo - e não é Stairway to HeavenLed Zeppelin
Jimmy Page elege seu melhor solo - e não é "Stairway to Heaven"

Greta Van Fleet: o que Liam Gallagher pensa sobre a bandaGreta Van Fleet
O que Liam Gallagher pensa sobre a banda

Ozzy Osbourne: os 20 maiores cantores de todos os tempos, na opinião deleOzzy Osbourne
Os 20 maiores cantores de todos os tempos, na opinião dele

Iron Maiden: as 43 músicas de seus álbuns que eles nunca tocaram nos showsIron Maiden
As 43 músicas de seus álbuns que eles nunca tocaram nos shows

Dream Theater: 15 músicas perfeitas para mostrar a banda para um inicianteDream Theater
15 músicas perfeitas para mostrar a banda para um iniciante

Guitarristas: os sete mais influentes de todos os temposGuitarristas
Os sete mais influentes de todos os tempos

Whitesnake: nas redes, David Coverdale compartilha fotos tiradas em ManausWhitesnake
Nas redes, David Coverdale compartilha fotos tiradas em Manaus

Eddie Van Halen: por que Wolfgang não quis homenagear o pai com Eruption no GrammyEddie Van Halen
Por que Wolfgang não quis homenagear o pai com "Eruption" no Grammy

Surpreendentes: do hard ao black metal, covers improváveis que superaram expectativasSurpreendentes
Do hard ao black metal, covers improváveis que superaram expectativas

Joey Ramone: há 20 anos, morria uma das maiores lendas da história do rockJoey Ramone
Há 20 anos, morria uma das maiores lendas da história do rock

Accept: Udo ainda tem raiva de Wolf Hoffmann por roubar nome da bandaAccept
Udo ainda tem raiva de Wolf Hoffmann por roubar nome da banda

Slash: Como ele largou os vícios em drogas, álcool e cigarro?Slash
Como ele largou os vícios em drogas, álcool e cigarro?

Lista: os 10 melhores trabalhos lançados por bandas de heavy metal em 1995Lista
Os 10 melhores trabalhos lançados por bandas de heavy metal em 1995

Guns N' Roses: no passado, Offspring tentou roubar o título Chinese DemocracyGuns N' Roses
No passado, Offspring tentou "roubar" o título "Chinese Democracy"


Rock Decor 2

Motorhead: Um soco na cara de quem não acreditava mais em Lemmy

Resenha - Aftershock - Motorhead

Por Luis Fernando Ribeiro
Em 02/11/13

Em meio a um turbilhão de notícias sobre o estado de saúde de Lemmy Kilmister, o MOTÖRHEAD surpreende lançando mais um disco, e não é um disco com anseio de provar alguma coisa, é apenas mais um ótimo disco do MOTÖRHEAD. Se você esperava que esse lançamento fosse inovar na história da banda, motivado pela fase que eles vivem, passe longe. Mas não é isso o que os fãs esperam, quem é fã mesmo sabe qual a proposta dessa lendária banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Não é difícil falar de MOTÖRHEAD para quem sabe o que esperar deles. Mesmo quase 40 anos após o lançamento de seu primeiro disco, a banda ainda lança álbuns relevantes, que de tão consistentes, não perdem muito para os geniais "Overkill", "Bomber", "Ace of Spades" e "Iron Fist", por exemplo.

Aproximadamente três anos depois do lançamento de "The Wörld Is Yours", o MOTÖRHEAD nos presenteia com "Aftershock", para alívio dos fãs que torcem pela saúde de Lemmy.

Quem produziu o disco novamente foi Cameron Webb, que não arrisca nem compromete. Desta forma, este disco tem a sonoridade bastante semelhante aos quatro últimos.

Sem maiores delongas, o disco abre com "Heartbreaker", que já chega mostrando que o Lemmy, Campbell e Dee ainda têm muita lenha pra queimar. É uma música empolgante, com o pé no acelerador, direta, pesada e com bom refrão, onde Lemmy mostra que apesar das limitações que a idade começa a lhe impor, ainda é um cantor incrível.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Coup de Grace" mantém o nível elevado do disco. Apesar de pesada, é uma música toda 'swingada', com um feeling incrível. É uma música charmosa, mas agressiva, um ‘rockzão’ puro e simples do jeito que só o MOTÖRHEAD sabe fazer. Nesta faixa a banda mostra todo seu entrosamento e ainda somos brindados com um excelente solo de Phil Campbell, um dos melhores do disco.

Na sequência, como o próprio nome sugere, temos a típica faixa de blues do disco "Lost Woman Blues". Com a interpretação soberba de Lemmy, não é difícil imaginá-lo cantando-a melancólico em um pub enfumaçado pedindo mais uma dose de Whiskey com um cigarro no canto da boca. A música ainda possui melodias marcantes e uma 'cozinha' simples, mas bem posicionada. Mesmo pesando mais ao final, esta faixa serve como um refresco para os ouvidos que serão tão surrados (No bom sentido) no restante do disco.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"End of time" é tão direta quanto um soco na cara, sem tempo para firulas ou partes elaboradas, ainda assim apresenta um curto, mas excelente solo, daqueles que é quase impossível não acompanhar no 'Air Guitar'. "Do You Believe" segue esta mesma linha, sendo um ‘rockzão’ cru e direto, com destaque para as belas intervenções de Phil Campbell.

"Death Machine" tem uma pegada totalmente Heavy, mas passa um pouco mais despercebida depois de uma sequência de músicas nessa mesma linha. Não entendam errado, ela não é uma música fraca, talvez apenas esteja mal posicionada, mas tem riffs pesadíssimos e bumbos bem encaixados de Mikkey Dee.

A balada "Dust and Glass" é melancólica e emotiva, com Lemmy totalmente à vontade e Campbell rasgando seus solos por todos os cantos. É uma das mais distintas do álbum e têm leves influências de ZEPPELIN aqui, outras de SABBATH acolá.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Going to Mexico" é uma sequencia natural para "Going to Brazil". Uma música pesada do inicio ao fim, sem pausa para respirar, com um refrão que fica na cabeça e uma boa atuação de todos os músicos. Se não é a melhor do disco, ao menos é uma das mais pesadas.

"Silence When You Speak To Me" tem uma boa pegada, um ‘rockzão’ básico e direto como é comum de se encontrar em discos da banda, mas sem muito a destacar. Uma boa música. Já "Crying Shame" tem uma pegada Hard Rock bem empolgante e me lembra um pouco a época do "Hammered", com direito a teclados discretos no refrão, um belíssimo solo de Campbell e uma boa pegada de Lemmy e Mikkey Dee. Peca apenas por acabar em 'Fade Out', o que nao combinou com a pegada da música.

"Queen of the Damned" é menos polida, se é que se pode pensar isso das demais músicas, mas essa é ainda mais 'sujona' e nos remete facilmente aos discos clássicos da banda, com Lemmy moendo seu baixão à la "Ace of Spades". Este mesmo Lemmy escarra "Knife" com seu vozeirão rouco em uma de suas melhores interpretações no disco, com destaque para Campbell e seus riffs empolgantes, que constroem uma excelente ponte para um potente solo de guitarra.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Keep Your Power Dry" é totalmente Hard Rock, daqueles que chegam a ser dançantes, à lá KISS. Simples, eficiente e cheia de feeling.

A pesadíssima "Paralyzed" fecha o disco da mesma forma que ele foi iniciado, quebrando tudo. Os músicos estavam com a faca nos dentes e terminaram o álbum de maneira fantástica, com todos os músicos dando o máximo de si. Até Mikkey Dee que se mostrou mais contido que o normal neste disco deve ter desmontado sua bateria nesta música. Excelente escolha para encerrar o disco.

Não adianta dizer que este disco é um soco na cara de quem não acreditava mais em Lemmy, ele não precisa que ninguém acredite nele, apenas precisa pegar seu baixão e fazer o que sempre soube fazer com perfeição. Este disco não precisa provar nada pra ninguém, é MOTÖRHEAD simples e puro, como tem sido nos últimos 40 anos e que continue sendo até que Lemmy aguente.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Se você curtiu "Inferno", "Kiss of Death", "Motörizer" e "The Wörld Is Yours", certamente irá gostar de "Aftershock". Escute com o volume no talo!

Motörhead – Aftershock (UDR GmbH – 2013)

Track List:
1 - "Heartbreaker"
2 - "Coup De Grace"
3 - "Lost Woman Blues"
4 - "End Of Time"
5 - "Do You Believe"
6 - "Death Machine"
7 - "Dust And Glass"
8 - "Going To Mexico"
9 - "Silence When You Speak To Me"
10 - "Crying Shame"
11 - "Queen Of The Damned"
12 - "Knife"
13 - "Keep Your Powder Dry"
14 - "Paralyzed"


Outras resenhas de Aftershock - Motorhead

Motorhead: O álbum de 2013 da maior banda de Rock do mundoMotorhead
O álbum de 2013 da maior banda de Rock do mundo

Motorhead: um disco para comemorarmos a vitória de Lemmy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

💬 Ler e postar comentários


Stamp
publicidade
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Motörhead: o produtor coxinha que deu um jeito na banda em Ace of SpadesMotörhead
O produtor "coxinha" que deu um jeito na banda em "Ace of Spades"

Motörhead: a razão curiosa que fez Mikkey Dee recusar primeiro convite para a bandaMotörhead
A razão curiosa que fez Mikkey Dee recusar primeiro convite para a banda

Anathema até Motörhead: 10 bandas que usaram seus nomes como títulos de músicasAnathema até Motörhead
10 bandas que usaram seus nomes como títulos de músicas

Lemmy: amigo próximo recebe sua parte das cinzas e se emocionaLemmy
Amigo próximo recebe sua parte das cinzas e se emociona

Robert Fripp: cover de Ace of Spades, do Motörhead, com Toyah vestida de empregadaRobert Fripp
Cover de "Ace of Spades", do Motörhead, com Toyah vestida de empregada

Motörhead: o quarto integrante que melhorou os álbuns deles nos anos 2000Motörhead
O "quarto integrante" que melhorou os álbuns deles nos anos 2000

Kerrang: do emo ao thrash metal, os 11 melhores discos ao vivo de todos os temposKerrang
Do emo ao thrash metal, os 11 melhores discos ao vivo de todos os tempos

Motörhead: Mikkey Dee tinha brigas honrosas com Lemmy; Phil Campbell era na deleMotörhead
Mikkey Dee tinha "brigas honrosas" com Lemmy; Phil Campbell era na dele

Quadrinhos e Metal: Ilustrador mescla capas clássicas de quadrinhos com bandasQuadrinhos e Metal
Ilustrador mescla capas clássicas de quadrinhos com bandas

Motörhead: em 2011, o pior show da banda com Mikkey Dee segundo o próprioMotörhead
Em 2011, o pior show da banda com Mikkey Dee segundo o próprio

Motörhead: Mikkey Dee e Phil Campbell quase saíram na época de Overnight SensationMotörhead
Mikkey Dee e Phil Campbell quase saíram na época de "Overnight Sensation"

Motörhead: as músicas que Mikkey Dee não sente falta de tocar com a bandaMotörhead
As músicas que Mikkey Dee não sente falta de tocar com a banda

Motörhead: Louder Than Noise… Live in Berlin será lançado em abrilMotörhead
"Louder Than Noise… Live in Berlin" será lançado em abril

Motorhead: Mikkey Dee rejeitou a banda, até que caiu a ficha que ele era do MetalMotorhead
Mikkey Dee rejeitou a banda, até que caiu a ficha que ele era "do Metal"

Mikkey Dee: por que tocar com o Scorpions é mais difícil do que com o MotörheadMikkey Dee
Por que tocar com o Scorpions é mais difícil do que com o Motörhead


Motörhead: grafiteiro é detido por fazer mural de LemmyMotörhead
Grafiteiro é detido por fazer mural de Lemmy

Inspiração: bandas que adotaram títulos de músicas como nomeInspiração
Bandas que adotaram títulos de músicas como nome

Banda de abertura: para quem seu grupo favorito abria shows?Banda de abertura
Para quem seu grupo favorito abria shows?


Black Sabbath: um Tony Iommi que você não conheciaBlack Sabbath
Um Tony Iommi que você não conhecia

The Voice Kids: garotinha canta Led Zeppelin e conquista todosThe Voice Kids
Garotinha canta Led Zeppelin e conquista todos


Sobre Luis Fernando Ribeiro

Apaixonado por música, cinema, escrita, literatura e pela zoeira infinita. Inserido no mundo da música pesada em 2004 com Destruction, Metallica e Blind Guardian, quando ainda se compartilhava música através de fitas K7.

Mais matérias de Luis Fernando Ribeiro no Whiplash.Net.