Matérias Mais Lidas

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemAs 10 músicas mais estranhas do Guns N' Roses, em lista do Ultimate Classic Rock

imagemGene Simmons sobre o Ramones: "Punk nos EUA não significava nada"

imagemBlaze Bayley diz que um dos menores shows da carreira do Maiden foi o seu melhor

imagemMaranhão Open Air anuncia line-up com 24 bandas em dois dias

imagemCinco músicas lançadas após o ano 2000 que se tornaram clássicos do rock - Parte II

imagemA opinião de Dave Mustaine sobre a clássica "The Unforgiven", do Metallica

imagemDez clássicos do thrash metal que não foram gravados pelo "Big Four" - Parte I

imagem"Não venham aos shows do Pantera", pede Charlie Benante para os haters

imagemAudioslave: Tom Morello recorda seu sinistro primeiro encontro com Chris Cornell

imagemAs obscuras músicas favoritas do Red Hot Chili Peppers de John Frusciante

imagemPrika Amaral esclarece por que contratou apenas mulheres europeias para a Nervosa

imagemVocalista do Anvil afirma que Rob Halford e Ian Gillan são personagens

imagemIggor Cavalera relembra quando Max foi para delegacia e delegado palmeirense o salvou

imagemO hit do Engenheiros do Hawaii frequentemente confundido com confissão de aborto


Stamp

Killswitch Engage: de volta às raízes mais agressivas

Resenha - Disarm the Descent - Killswitch Engage

Por Junior Frascá
Em 13/05/13

Nota: 9

Dentre todas as bandas americanas do chamado "metal moderno" surgidas no final da década de 90, sem dúvida o KILLSWITCH ENGAGE é uma das mais relevantes, conseguindo atingir um nível de sucesso que poucas bandas conseguiram nessa fase mais atual da música. E quatro anos após o lançamento de seu disco autointitulado, os caras retornam com esse excelente "Disarm the Descent", trazendo de volta seu vocalista original Jesse Leach.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

E sem dúvida estamos diante de um dos melhores discos da carreira desses norte-americanos! Se no disco anterior a banda mostrou uma lado mais experimental e melódico, que acabou não agradando muito a maioria de seus fãs (embora seja um bom álbum, diga-se), dessa vez resolveram voltar com tudo às suas raízes mais agressivas, com um dos discos mais pesados que já lançaram.

Temos aqui, pois, aquela mescla de metalcore e death metal melódico que caracterizou o som da banda em seus primórdios, tudo de forma bem moderna e cheia de groove, com estruturas rítmicas complexas e melodias intrincadas.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

E isso tudo se deve a dois fatores primordiais: ao trabalho dos guitarristas Adam Dutkiewicz e Joel Stroetzel, que criaram uma avalanche de riffs e mais riffs brutais e muito marcantes, e ao trabalho de mixagem do mestre Andy Sneap, que deixou tudo muito bem equilibrado, e com um peso descomunal.

Os vocais de Jesse também são um dos grandes diferenciais do disco, seja nos momentos mais agressivos, seja nos mais melódicos, cativando o ouvinte com facilidade, e deixando as faixas ainda mais interessantes, sem soarem cansativas.

Algumas faixas, como "The Hell in Me" (com um refrão muito marcante), "The Turning Point" (com um riffs absurdamente pesado e cativante) e "You Don´t Bleed for Me" (a mais melódica e grudenta do disco) se destacam já na primeira audição. Mas não se engane, pois todo o disco é muito legal, e merece ser ouvido com a devida atenção!

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

A versão especial deluxe do disco, que vem em um belíssimo digipack, conta ainda com mais quatro faixas bônus (sendo duas ao vivo), e um DVD contendo o making of do disco.

"Disarm the Descent" é, pois, um disco que recoloca o KsE nos trilhos, mostrando o que de melhor os caras são capazes de produzir, o que não é pouca coisa! Forte candidato a figurar nas listas de melhores discos de 2013! Aprecie sem moderação...

Disarm the Descent – Killswitch Engage
(2013 - Roadrunner - Importado)

Track List:

Track List:

1. The Hell in Me
2. Beyond the Flames
3. New Awakening
4. In Due Time
5. A Tribute to the Fallen
6. The Turning Point
7. All That We Have
8. You Don t Bleed for Me
9. The Call
10. No End in Sight
11. Always
12. Time Will Not Remain

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Bonus Tracks:
13. Blood Stains
14. Slave to the Machine
15. Numbered Days (Live 2012)
16. My Curse (Live 2012)

DVD:
. The New Awakening: Making of


Outras resenhas de Disarm the Descent - Killswitch Engage

Resenha - Disarm the Descent - Killswitch Engage

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Killswitch Engage divulga o álbum "Live At The Palladium"; ouça aqui

Killswitch Engage libera primeiro vídeo do registro ao vivo em Massachusetts

Vocal do Killswitch Engage diz que metalcore saturou, mas indica banda ainda relevante

Killswitch Engage: estudo diz que eles são a banda de metal que mais trabalha

Massachusetts: 15 grandes bandas que surgiram no estado de nome complicado

Killswitch Engage: Suas 10 maiores músicas, pela Classic Rock History

Guns N' Roses: a versão de Axl Rose sobre a separação

Metal: 16 músicas dos anos 80 para se escutar durante o treino


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá.