Constantine: impregnado da essência das suas integrantes

Resenha - Nas suas costas - Constantine

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nando Perlati
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


A cena rock n'roll nacional provavelmente nunca esteve em posição ruim se analisarmos que nunca parou de surgir bandas que criam e batalham seus ideais. Apenas as atenções do grande público se encontram em outros lugares.

Oops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicosBackmasking: Existem mensagens ao inverso em discos de rock?

De qualquer forma a qualidade das composições revelam muito sobre "até onde se pode chegar" porque na história do rock mundial refrãos bem elaborados e interpretações viscerais sempre foram a máquina condutora.

Assim vejo e percebo a banda Constantine que mostra um pouco de toda sua capacidade no EP "Nas suas costas", um registro impregnado da essência de suas cinco integrantes que deixa escancarado toda consistência que provavelmente possuem essas garotas. Digo isso porque as músicas carregam muito de seus músicos e provavelmente a luta concentrada delas em atingir seus próprios objetivos está presente na consistência e punch da execução.

Cíntia tem uma voz bem desenhada e muito bem elaborada em melodias interessantes que ressaltam as letras que relatam vários pontos de vista sobre relacionamentos. O timbre vocal dá brilho as histórias.

O duo de guitas, Emily e Mariana empolgam e se completam, e o que precisa ter os devidos créditos é o bom gosto inspirado e notas bem escolhidas dos solos de Emily. O amplificador dela com o logo de Jimmy Page explica parte da preocupação de que os solos falem por si mesmos! Boa, garota!
O suporte que Mariana dá suporte certo aos solos e como suas levadas conduzem a vibração das músicas.

O som consistente e vigoroso da banda tem como chão bem cravado o baixo pulsante e de um timbre único de Monalisa que se atem a servir às músicas com linhas necessárias e lindas que cumprem sua função, ou seja, direto ao ponto e sem exageros. E a bateria bem marcada e que mostra ao que veio de Larissa, que distribui pancadas certeiras de quem sabe bem o que está querendo fazer no som.

Detalhes assim por si só revelam a concentração de esforços direcionados preocupados na qualidade musical.

Um EP muito bem produzido e gravado, mas como todo trabalho, algumas músicas se destacam mais que outras, e o ponto alto do EP fica por conta da faixa título "Nas suas costas" empolgante e a escolha óbvia para o primeiro single e clipe e "Deixa sumir". Mas todas as músicas revelam muito sobre a banda que se destaca quando canta em português, definitivamente. (Reparem no trabalho ótimo da letra de "Cicatrizes")

O Constantine faz o rock nacional estar em constante evolução, faça um favor a si mesmo e conheça.

Nas suas costas (EP)
1.Nas suas costas
2.Cicatrizes
3.Hate it
4.Deixe sumir
5.Tarde pra tentar

http://www.constantinerock.com.br




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Constantine"


Oops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicosOops!
10 erros eternizados em gravações de clássicos

Backmasking: Existem mensagens ao inverso em discos de rock?Backmasking
Existem mensagens ao inverso em discos de rock?

Guitarra: em vídeo, o solo mais destrutivo que você já viuGuitarra
Em vídeo, o solo mais destrutivo que você já viu

Slash: Alucinações, sexo, dinheiro e armas de fogo no auge do vícioMegadeth: "Magia negra arruinou minha vida", diz MustaineVinnie Paul: herança fica com amigos, equipe e namoradas dele e de DimebagMetallica: até a banda caiu na febre do Pokémon?

Sobre Nando Perlati

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.